Compromisso com causas justas: a solidariedade como missão

Escrito por: Alex Torrealba
Compromisso com causas justas: a solidariedade como missão

Certamente, a solidariedade encontrou na tecnologia um importante aliado para formar o elo perfeito na sociedade. Afinal, consegue com mais facilidade conectar pessoas que precisam de um apoio financeiro para iniciativas de cunho social com outras dispostas a colocar dinheiro para levar essas ações adiante.

Melhor para o quem pratica e pensa o bem, que encontrou uma ponte confiável entre quem precisa de ajuda e quem tem algo a oferecer. Com a internet e as redes sociais, ficou mais fácil divulgar em grande escala os diversos casos que necessitam de um amparo e, com isso, reunir a quantidade de pessoas necessárias para o auxílio.

Campanhas de crowdfounding podem fazer a diferença entre um sonho apenas riscado no papel e a sua materialização. Com a tecnologia interligada com a solidariedade, o caminho do financiamento, que poderia ser longo demais, ou mesmo impossível de ser cumprido, fica mais curto, mais seguro e consistente.

Uma prova da importância da inovação para as causas sociais é o Vakinha. Não foram poucas as iniciativas cujo custeio foi viabilizado por meio do site. O impacto que esta possibilidade de financiamento pode proporcionar a projetos de cunho social é incalculável. Isso porque um leque de oportunidades é aberto com apenas um clique.

Aliás, há diferenciais com relação a outros sites do gênero. Para comprovar a relevância do serviço, é possível ainda constatar algumas iniciativas onde a presença do site foi (e é) fundamental. São ações que comprovam a capacidade de construir laços entre pessoas e, sobretudo, atitude, capazes de disseminar boas práticas.

A importância da solidariedade

Conta a favor do Vakinha a credibilidade de ser a maior plataforma de doações online do Brasil. A empresa agrega segurança, transparência e praticidade para criadores das campanhas e doadores. Aliás, essa é uma combinação perfeita para quem busca dinheiro para uma causa justa.

Quer um exemplo? Então confira o que ocorreu no último Natal. Ainda sob impacto da pandemia, especialmente no tocante à economia, o sitye recebeu a inscrição de mais de 7 mil crianças. “Um dos requisitos era gravar um vídeo pedindo o presente para que depois as pessoas tivessem mais segurança para doar”, conta Luiz Felipe Gheller, CEO do Vakinha.

Após uma primeira fase, o site de inscrições se transformou em uma página de doações. Com isso, as pessoas escolhiam para qual criança doar, podendo contribuir com parte do valor do presente ou o custo inteiro. “Foram mais R$ 250 mil arrecadados. Instituições e 11 ONGs participaram inscrevendo as crianças”, acrescenta.

Perfil dos participantes

O perfil dos participantes que solicitam o financiamento coletivo via Vakinha é muito variado, dependendo diretamente da causa. Geralmente, é composto por pessoas que estão necessitando de ajuda urgente em casos de saúde ou fome, de acordo com Gheller.

“Já em causas educacionais, há muitos jovens arrecadando para estudar fora do país, assim como nas causas animais para custear tratamentos ou compra de ração”.

Ainda segundo o CEO, o serviço é muito procurado por moradores dos estados da região Sudeste do País.

Joaquim: amor, empatia e R$ 1,4 milhão

O número de iniciativas abrigadas pelo serviço é grande. E, claro, a quantidade de dinheiro gerada também é considerável. Mas, quando o assunto é saúde, as cifras parecem pequenas, perto do sucesso obtido por meio de uma campanha.

Foi o que aconteceu com Ame Joaquim. A descoberta de um medicamento chamado Spinraza, encheu de esperança a família do pequeno, que sofre com Atrofia Muscular Espinhal (AME) Tipo 1. O remédio de alto custo seria útil para estabilizar a doença, visto que, nos primeiros meses de vida, Joaquim sofreu três paradas cardíacas. A solução foi recorrer a uma vaquinha – e o Vakinha foi a plataforma escolhida.

A meta estabelecida era de R$ 3 milhões. O tratamento custava muito caro: US$ 100 mil, motivando a campanha de arrecadação para importar esse medicamento ou até mesmo ir até algum dos países que já o possui (Estados Unidos, Austrália, Canadá, Alemanha, Itália, Suécia e Inglaterra).

Ao todo, 24.217 apoiadores abraçaram a causa e fizeram uma doação. O valor arrecadado, ainda que não tenha sido o total da meta, foi muito alto: R$ 1.419.439,62.

Solidariedade na Bahia

Aqui, outro caso emblemático. O início do ano foi marcado por fortes chuvas em várias regiões o País. Em cidades de São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, como Petrópolis, por exemplo. Em todos os municípios, uma característica em comum: o estrago na vida de muitas famílias, que perderam parentes e amigos, além dos bens.

No caso da Bahia, mais uma vez, a solidariedade ganhou espaço no Vakinha. E muitos foram ajudados. Gheller recorda o impacto dessa ação positiva e extremamente necessária. “Foi criado um "bolsão" de arrecadação, o qual divulgamos nos mais diversos canais do Vakinha. O valor arrecadado (mais de R$ 90 mil) foi repassado para a Liga do Bem Salvador ajudar as famílias desabrigadas”, explica. A solidariedade como missão foi demonstrada mais uma vez.

Assim coo essas, existem diversas outras realidades que foram transformadas com o auxílio do Vakinha, que utiliza a tecnologia para promover em grande escala uma grande corrente de solidariedade. Para saber mais, é só acessar o site.

Escrito pelo Estadão Blue Studio

Todos os direitos reservados. 2022