Cover  2
Thumb dona meca 25

Vakinha de
Obra Social Dona Meca
Rio de Janeiro/RJ

Vamos construir este sonho juntos ?

Objetivo
R$ 100.000
Arrecadado
R$ 2.550,00
$ contribua

Após 10 anos em atividade, nossas crianças acolhidas no Casa Lar Dona Meca cresceram! Para que não sejam transferidas, precisam de um novo espaço. Ajude-nos a proporcionar a todos eles um novo abrigo, que atenda a todas as suas necessidades. Já conseguimos o terreno e fizemos a fundação. A próxima fase é finalizarmos a primeira laje. Vamos realizar este sonho juntos?

Criada em
07/12/2017
Encerra em
15/06/2018

Era uma vez, há 25 anos, um grupo de voluntárias, algumas com formação técnica, outras com experiência na área, mas todas as mesmas determinantes: o coração aberto, o desejo de doar amor e proporcionar uma melhor qualidade de vida a crianças com deficiência de famílias de baixa renda, em vulnerabilidade e risco sociais.  Nascia a Obra Social Dona Meca. Com sede própria, a instituição hoje atende cerca de 270 crianças e adolescentes com deficiência, todos oriundos de famílias economicamente carentes, residentes em Jacarepaguá e adjacências.

No início da década de 2000, algumas situações de extrema vulnerabilidade social bateram à porta da Obra Social Dona Meca: eram crianças que, embora residissem com sua família, conviviam diariamente com a negligência e o descaso. Como resposta à necessidade de um local em que essas crianças pudessem residir, mas não deixassem de receber o tratamento terapêutico e de reabilitação que, em muitos casos, é determinante em sua qualidade de vida enquanto seres em desenvolvimento, surgiu, em 2007, o Casa Lar Dona Meca.

         

A instituição dispõe, atualmente, de capacidade para até 20 crianças e adolescentes com deficiências neurológicas de 00 a 18 anos em regime de acolhimento institucional. Tendo se tornado referência em todo o Estado do Rio de Janeiro, em 10 anos de existência o Casa Lar Dona Meca foi a casa de mais de 70 crianças e adolescentes com múltiplas deficiências. Ao todo, foram realizadas, nesses 10 anos, 22 adoções e 13 reintegrações familiares, números que retratam a qualidade do atendimento e do trabalho desenvolvido pela equipe.

Mais de 90% das crianças e adolescentes acolhidos no Casa Lar Dona Meca estão, hoje, destituídos – ou seja, não retornarão mais para suas famílias de origem, estando disponíveis para a adoção. Porém, raras são as pessoas habilitadas para adoção com interesse em crianças e adolescentes com deficiência.

Neste ponto, abre-se para nós mais uma missão: a expansão de nossas unidades de acolhimento, a fim de proporcionar às crianças e adolescentes que conosco cresceram e se desenvolveram a manutenção dos laços afetivos construídos ao longo dos anos, bem com a continuidade de seu atendimento, sempre visando a seu melhor interesse.  São pessoas que há 10 anos residem conosco no Casa Lar Dona Meca, única referência de residência sadia que jamais tiveram. Para nós, são a Sofia, a Maria, o Guilherme, o João, o Gabriel* – queridos que, há muito, conquistaram nossos corações e fazem todo o esforço valer a pena!

O terreno nós já temos: uma área anexa ao prédio onde hoje fica instalado o Casa Lar Dona Meca, o que nos proporcionaria a construção de uma área totalmente planejada e pensada em nossos residentes em longa permanência, com total acessibilidade. Contíguo ao Casa Lar, seria possível incrementar a logística que permeia nossas unidades, dinamizando as atividades e otimizando os custos.

Para podermos realizar esta fase da obra, de construção até a primeira Laje, precisamos arrecadar R$100.000,00 – precisamos de mão-de-obra, madeira, cimento, brita, areia, ferro, concreto usinado, e muitos outros materiais que uma grande construção requer.

[Evolução da Obra]

       

Por isso, Amigos, para que este sonho se torne possível, e Sofia, Maria, Guilherme, João e Gabriel possam permanecer conosco, é essencial a colaboração de cada um de vocês. De perto ou longe, com muito ou pouco: sua ajuda será igualmente importante para construirmos uma casa para nossos “pequenos”, que física e espiritualmente não estão mais “tão pequenos” assim!

* Os nomes registrais dos acolhidos foram modificados, a fim de preservar suas respectivas identidades. Sobre a OSDM - www.osdm.org,br Sobre a Campanha - www.donameca.org.br

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (15)

  • Elizangela Sabina de Melo
    em 20 de Maio de 2018

  • marione franca da silva
    em 23 de Fevereiro de 2018

  • Luciana de Queiroz
    em 05 de Fevereiro de 2018

  • anônimo
    em 01 de Fevereiro de 2018

  • MONIQUE
    em 25 de Janeiro de 2018 diz: Lindo trabalho!!! Que os espíritos de luz possam orientar e dar forças para a manutenção da obra.

  • Fernanda Nazario
    em 25 de Janeiro de 2018

  • Cláudio Dell Orto
    em 03 de Janeiro de 2018 diz: Acolher e abrigar adolescentes é fundamental para permitir a digna passagem para a vida adulta daqueles que poucos sorrisos receberam.

  • Claudia
    em 03 de Janeiro de 2018

Denuncie

Iremos verificar sua denúncia e entrar em contato com o dono da Vakinha.