Vaquinha / Outros / Dinheiro

Vakinha para sair de relacionamento abusivo: GRÁVIDA

ID da vaquinha: 100206
Vakinha para sair de relacionamento abusivo: GRÁVIDA
URL copiada!
33%
Arrecadado
R$ 1.000,00
de
Meta
R$ 3.000,00
Apoiadores
27
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
O que estamos querendo? M. é uma mulher forte que já sofreu bastante nessa vida, mas que nunca desistiu de estudar e trabalhar, assim como não está desistindo agora. Mesmo com dois filhos e o próximo a caminho, fruto de um relacionamento abusivo, mesmo assim, acredita que pode sair dessa situação e continuar a vida longe de humilhações e agressões. Vamos fazer essa esperança se tornar realidade? Estamos pedindo quatro meses de aluguel para que M. possa ter um tempo para respirar e procurar outros meios de sustento, e um dinheiro extra para que ela possa investir em algo para vender, ou mesmo comprar coisas necessárias para a gravidez ou para o bebê.Não é muito, se cada um puder ajudar com cinco reais, dez reais, poderemos arrecadar esse valor rapidamente. Vamos provar que a internet pode ser usada sim para ajudar outras pessoas e melhorar a vida de muitas mulheres, vamos fazer o Natal da M. feliz e longe de abuso! #nóspornós #livredeabuso Relato da vítima: "Um ano depois de conseguir acabar com meu ex marido, conheci um cara que parecia ser incrível, me amava incondicionalmente, mas aos poucos fui descobrindo que ele era possessivo e machista tanto quanto o primeiro. Já morávamos juntos, nosso relacionamento não estava dos melhores, não usávamos preservativo em todas as relações e eu não usava nenhum método contraceptivo, aliás nunca usei por mais de 6 meses anticoncepcional em toda minha vida. Engravidei da minha segunda filha, me assustei, tinha acabado de conseguir uma bolsa na faculdade e ao mesmo tempo cai na ilusão que muitas mulheres têm de que o cara vai mudar com ela depois de ter um filho. Por um tempo as coisas até melhoraram, parecia tudo mais tranquilo e resolvi parar de trabalhar pra cuidar da pequena, não valia a pena trabalhar pra praticamente pagar uma creche. Perdi minha independência financeira, a relação foi desmoronando, as agressões começaram, as humilhações se tornaram rotina e brigas cada vez mais frequentes...Estava consciente de que não dava mais, mas como sair de lá? Eu não tinha mais nada, nem minha auto estima, nem dinheiro, nem família pra me apoiar e agora eram duas filhas. As relações sexuais já eram forçadas, feitas só pra não ter brigas e poupar minhas filhas de mais barracos/climas dentro de casa.Essa piora veio acontecendo no decorrer deste ano, quando estava tentando me planejar sair de lá do jeito que conseguisse. Tivemos uma relação com preservativo que rompeu, tomei a PDS, mas a pílula do dia seguinte falhou e hoje estou com 16 semanas de gestação.Me sinto enclausurada, presa, sem saída, com a preocupação extra do bebê nascer com problema, pois tenho sangramentos, mesmo assim todos os exames estão normais. Posso afirmar com muita certeza, uma gravidez indesejada na minha situação é a pior sensação que já senti, e olha que já passei por maus bocados nessa vida! Nesse momento, acredito que cheguei ao fundo do poço, mas não duvido, as coisas realmente sempre podem piorar!Estou na luta! Quase me entregando, mas alguma coisa ainda me move, nesse fio de esperança me agarro pra não cair ainda mais!"
Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021