Vaquinha / Outros / Dinheiro

Parto Humanizado Domiciliar da Luna

ID da vaquinha: 18190
Parto Humanizado Domiciliar da Luna
URL copiada!
44%
Arrecadado
R$ 2.425,00
de
Meta
R$ 5.500,00
Apoiadores
25
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Parto Humanizado para mudar o mundo!

Idealizamos um parto humanizado para Flora. Tentamos nos preparar durante o pré­natal, mas não conseguimos reunir esforços, nem informações suficientes para que pudéssemos exigir um parto respeitoso em um ambiente hospitalar. Devido a falta de informações, ela nasceu com algumas intervenções. Flora nasceu após 21h e 47min de trabalho de parto. Ficamos em casa por 11h contando a frequência das contrações e esperando aumentar para chegar no hospital o mais próximo possível do momento do parto.Ao chegar no Hospital, às 16h, pai e mãe foram separados. Thais ficou por 2h sozinha sem conseguir falar com Everton. Ele tentava conseguir informações, mas não conseguia nada além de um formal: “está tudo bem!” O que chegava para Thais eram informações de que o pai, Everton, estava nervoso na recepção do hospital. Finalmente Everton conseguiu chegar até Thais para acompanhar e auxiliar onde ficaram por mais 6h até Flora nascer.A primeira agressão chegou por meio da enfermeira que utilizou o medo e disse: Agora é o momento de você aplicar a ocitocina, caso contrário seu bebe nascerá somente amanhã. Em um momento frágil e delicado, Thais aceitou e não fizemos nada para esperar o momento da Flora. A segunda agressão, já na sala de parto, aconteceu quando a enfermeira decidiu aplicar anestesia na mãe. Mesmo com a posição contrária de pai e mãe afirmando que não era para aplicar, a enfermeira aplicou com a seguinte justificativa: “Vou aplicar só para garantir, caso precise cortar (episiotomia).” Logo após, a terceira violência. Com dores e cansada de fazer força, Thais ouvia da enfermeira: Faz mais força agora. Se você não fizer força, terei de cortar (episiotomia) para facilitar o nascimento. Finalmente Flora nasceu às 23h47min. Felizmente, conseguimos convencer a enfermeira esperar o cordão umbilical parar de pulsar antes de cortá-lo. Então, o bebê foi até a mãe, mas a pressa era tanta para levar a filha, que Thais não conseguir amamentar logo após o nascimento. Flora foi para o berçário. Everton acompanhou Flora, enquanto a Thais ficou sozinha.Thumb img 4241 1 Thais conseguiu amamentar sua filha algumas horas depois. Flora mamou e a mãe não à viu mais durante à madrugada! A mãe foi ver sua filha somente 5 horas depois, e quando perguntou porque sua filha não estava ela, a enfermeira disse que Flora estava “fraquinha”. Durante o parto a força que enfermeira/obsetra aplicou quebrou a clavícula de Flora e esta pode ter sido o motivo da fraqueza informada.Passamos por essas violências, e muitas mulheres passam por situações piores e não sabem que são vitimas de violências obstétricas. Por isso, a discussão de um parto humanizado é tão importante e essencial nas universidades, nos hospitais, nas rodas de casais grávidos para que essa informação se espalhe ainda mais, e que cada vez mais, mulheres possam ter seus partos de forma respeitosa e com afeto. Queremos que a Luna, nossa próxima filha, possa nascer de forma respeitosa na hora que estiver pronta e que nos seja permitido decidir qual será a melhor posição para o nascimento. Queremos também, nossa família unida e não separada nesse momento. Queremos que a Luna possa nascer em um ambiente de harmonia, com mamãe, papai e irmãzinha juntos, participando ativamente deste lindo encontro.Por isso, nós desejamos e estamos construindo o nosso parto domiciliar.
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021