Educação / Formatura / Cursos

Mestrado - Academia Real de Música (Royal Academy of Music)

ID da vaquinha: 1747614
Mestrado - Academia Real de Música (Royal Academy of Music)
URL copiada!
14%
Arrecadado
R$ 19.069,00
de
Meta
R$ 138.000,00
Apoiadores
60
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Matéria publicada no Jornal Vanguarda - Urussanga - SC 

Caros amigos,

 

É com muita alegria que compartilho que fui aprovado para o mestrado em colaboração pianística na Academia Real de Música, em Londres.  Fundada em 1822, é o conservatório mais antigo do Reino Unido. Formou grandes musicistas, como Sir Simon Rattle, Maxim Vengerov e Elton John.

 

"Desde muito cedo, quando minha tia Nilce me apresentou o piano, tive certeza de que era o que queria fazer durante minha vida. Estudei cinco anos com ela e fui me aperfeiçoar em Florianópolis, e depois de dois anos comecei a estudar na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em Curitiba.

Estudei na classe de Olga Kiun, pianista russa, que foi responsável pela solidificação da minha técnica e formação musical como pianista, com enfoque no repertório para instrumento solo. Recém formado, fui admitido como professor temporário da Universidade Estadual de Maringá - UEM, onde desenvolvi uma série de novas habilidades. Nestes meus quatro anos em Maringá, ensinei tudo o que eu sabia e aprendi muito mais com todos meus colegas, professores e alunos.

O pianista tem várias funções que pode desempenhar em sua carreira, e uma delas é a colaboração pianística, que seria a "prática em conjunto".

Minha função aqui na Universidade é bastante ampla. Trabalho com cantores e instrumentistas de cordas, assim como corais, dando suportes musicais e fazendo ensaios, preparando todo o repertório deles, desde a leitura até a apresentação.

Sou muito grato por esse tempo aqui porque sou completamente apaixonado pelo que faço, sinto que encontrei o que quero fazer para o resto da vida. É muito inspirador e satisfatório você ver o progresso do aluno durante as aulas.

A colaboração pianística é uma função que vem se destacando cada vez mais e vai muito além de apenas tocar o repertório. Temos que saber um pouco sobre cada instrumento, estilos musicais e línguas estrangeiras, além de  demandar uma extrema agilidade na preparação do repertório. É extremamente importante e essencial que alguém faça este árduo trabalho de refinamento, que muitas vezes fica apenas "atrás do palco". Aqui no Brasil, esse trabalho é bastante difícil e intuitivo.

Como professor universitário, tive várias oportunidades para conhecer cada vez mais e ter a certeza de que sou apaixonado por essa área. Tive o privilégio de acompanhar corais de cidades próximas e trabalhar em festivais de música. Por dois anos, fui professor assistente do Festival de Música de Santa Catarina - FEMUSC, em Jaraguá do Sul, estando diretamente com professores de canto, em suas masterclasses e atuando junto a maestro e diretor de cena em todo o processo de montagem da ópera que é apresentada no festival, além de sempre estar acompanhando os alunos em recitais diários.

Isso me despertou querer procurar e aprender mais com professores que se dedicam a isso durante toda a vida. Foi aí que surgiu a ideia de fazer um mestrado nessa área. Para tal, comecei a escrever e-mails para diversos professores de importantes universidades fora do Brasil. E decidi escrever para duas escolas na Europa, que recebi ótimos "feedbacks" e fui encorajado a aplicar.

Então, apliquei para o curso de colaboração pianística em duas grandes escolas de música em Londres:  o Colégio e a Academia Real de Música. São instituições históricas, com um alto padrão de seleção e respeito na área musical, sendo responsáveis pela formação de grandes musicistas que atuam no cenário atual.

Toda a seleção, devido à pandemia, foi feita on-line. Para isso, gravei vídeos o repertório exigido, além de entrevista com professores e diretores. Felizmente, fui aprovado em ambas as escolas, sendo o primeiro brasileiro aprovado nesses cursos!

Acabei optando pela Academia Real de Música por ter recebido uma bolsa de estudos de 66% do curso. Gostaria muito de poder fazer recitais presenciais para conseguir o valor que falta, mas devido ao COVID-19 está bastante difícil. Para isso, criei esse "crowdfunding", em que qualquer pessoa pode ajudar. O custo do curso é de 25.250 libras por ano e tem duração de dois anos. Restam 34%, que seria 9.250 libras (69.282,50 reais - cotação de 29/01 - 1 libra = 7,49) por ano, totalizando o valor de 138.565,00 reais para o curso total.

Ainda irei em busca de fontes para minha manutenção, que será de £1.330/mês por 24 meses perfazendo um total de £ 31.920 -aproximadamente R$ 239.080,00 para o período de setembro de 2021 a setembro de 2023. 

Seria uma grande honra representar o Brasil nesta instituição de grande prestígio e conceito, que completará seu bicentenário em 2022. Londres é uma cidade  extremamente cosmopolita em que a cena cultura é completamente viva e cheia de oportunidades. A Academia Real de Música está entre os melhores lugares para se estudar música no mundo, com padrões elevados e professores excelentes: uma oportunidade única para aprender com os melhores e levar a cultura e música brasileira para lá. Com certeza aprenderei muito e estarei muito mais preparado e confiante para o mercado brasileiro."

Compartilho meu canal no YouTube, onde podem assistir a vários vídeos meus e me conhecerem melhor!

Gostaria desde já agradecer a todos que ajudaram, seja contribuindo ou divulgando, e que estão torcendo para que isso se torne realidade.

 

Andre Luiz Bertoncini Feltrin.

 

 

 

 

 

 

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021