Vaquinha / Outros / Dinheiro

MENINA DE 5 ANOS VAI EXPOR OBRAS NO LOUVRE, EM PARIS

ID da vaquinha: 2305665
MENINA DE 5 ANOS VAI EXPOR OBRAS NO LOUVRE, EM PARIS
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
3%
Arrecadado
R$ 3.435,00
de
Meta
R$ 136.000,00
Apoiadores
30
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Corações Recebidos
  • Mensagens

A pequena Manuela Martins, de apenas 5 anos, natural de Assis, uma cidade no interior paulista com cem mil habitantes, é a artista plástica-mirim mais jovem convidada a expor suas obras de arte no Museu do Louvre, em Paris. 

A exposição acontecerá em outubro desse ano e será realizada no “Carrousel du Louvre” - único marco histórico-cultural junto ao Museu do Louvre.

Manu irá expor 4 obras, e entre elas estará a obra “PJmasks”, que é a favorita da artista plástica-mirim. 

Os quadros da artista-mirim se destacam pelo estilo expressionista abstrato. Todas as obras sãopintadas à mão, sem o uso de pincéis e recebem nomes únicos escolhidos pela própria artista. Em menos de dois anos, Manu já pintou 30 quadros autorais.

Conheça as obras da Manu: https://www.vivemosarte.com.br/product-page/cora%C3%A7%C3%A3o-30x-30-cm-por-manuela.

“A minha inspiração vem da cabeça, eu faço as pinturas com as mãozinhas e pinto na sala de casa. Eu comecei a pintar em tela no “coronavirus”, com 3 anos. Antes da pandemia eu pintava em papelão, aí eu pedi para a mamãe comprar tela, aí a mamãe comprou”, descreve Manu.

O início

Manuela sempre gostou muito de pinturas e desenhos. A mãe Josimara Martins Alves Silvestre, de 33 anos, trabalha como Professora e sempre deu muita liberdade para a filha brincar e se desenvolver. “A Manu desde novinha sempre gostou de brincar com tintas, sempre teve esse espaço aqui em casa. Eu dava caixa de papelão para ela poder ter um espaço maior para pintar e para brincar”, conta a mãe.

Em 2020, durante a pandemia, Josimara percebeu um aumento do interesse da filha sobre pintura e passou a contar histórias de pintores famosos e a mostrar obras de artes para a pequena Manu, que nessa época tinha apenas 3 anos. “Ela perguntava para mim sobre pintores, pedia para contar história, pedia para ver. Fui contando histórias pra ela, contei a história de pintor Gustavo Rosa e ela viu as pinturas dele. Foi nesse momento que ela pediu para pintar em tela e fez uma releitura dele. Depois ela me pediu para comprar certas cores de tintas, pintou ​e d​eu​ nome para a obra, foi aí que ela criou a sua primeira obra de arte autoral”, conta emocionada Josimara.

A primeira obra autoral da Manu foi o “Lanchinho de Hambúrguer” e depois foi “Festa no Céu”.

“Eu comecei a pintar no “coronavirus”, antes da pandemia eu pintava em papelão, aí eu pedi para a mamãe comprar tela, aí a mamãe comprou”, descreve Manu.

O convite especial 

“Eu achei muito bacana esse processo, ela escolhendo as cores, criando, pintando e dando nome. No dia a dia mesmo, ali com ela fazendo alia pintura, ela sempre teve um começo, meio e fim, eisso mexeu muito comigo. Coisa de mãe, sempre achei tudo muito lindo e comecei colocar nas redes sociais e muitas pessoas começaram a comentar”, conta Josimara.

O pai da Manu acompanhou todo o processo de perto e está muito orgulhoso com a história que a filha vem escrevendo, ou melhor, desenhando! João Paulo Silvestre de Oliveira, de 37 anos, é autônomo e trabalha vendendo caldo de cana. 

“Colocamos nas redes sociais as obras da Manu, e as postagens foram tendo uma grande visibilidade. Ficamos felizes e surpresos! Depois de um tempo recebemos o convite para Manu expor as suas obras dentro do Louvre”, descreve João Paulo.

A realização de um sonho

A família nunca saiu do país, mas faz planos para ir a Paris em outubro. Para participar da exposição a Manu deve gastar em média 136 mil reais e hoje ainda está muito longe de ter esse valor.

A mãe e o pai da Manu organizaram uma vaquinha online, mas até agora arrecadaram menos de 2 mil reais. “Usamos esse valor arrecadado para pagar a impressão da parte da Manu em um livro que será lançado com a história e obras dos artistas que estão participando da exposição nesse ano”, conta Josimara. 

“Estamos lutando dia e noite para realizar o sonho da Manu e para dar um futuro melhor para ela. Estamos em busca de oportunidades que ajudem ela a desenvolver ainda mais esse dom. Somos gratos por tudo que já conseguimos até aqui, mas ainda temos uma grande luta pela frente. De todo o meu coração, é incrível ver o quanto ela gosta de pintar e como esse dom é lindo. Eu só tenho palavras para agradecer com todo o meu amor”, concluí a mãe da Manu.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022