Pessoas / Saúde / Caridade

Mastectomia dos irmãos

ID: 1466480
 - 
Criada em: 15/10/2020
Mastectomia dos irmãos
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
111%
Arrecadado
R$ 26.555,00
de
Meta
R$ 24.000,00
Apoiadores
147
Você e a vaquinha concorrem a R$ 15 MIL
  • Sobre
  • Novidades0
  • Quem ajudou

Olá, nós somos Guilherme Bernardo, psicólogo, 26 anos  e João Ariel, graduando em direito, homem negro, 24 anos, somos irmãos da vida, de santo e de afeto. Estamos aqui pra contar um pouco das nossas vidas enquanto Homens Trans.

Queremos a cirurgia pelo sofrimento que os intrusos (seios) nos provoca, principalmente pela não conformidade da nossa identidade de gênero e a apresentação social. Como precisávamos viver com os intrusos, utilizamos estratégias para esconde-lo fazendo uso do Binder.

Binder é uma faixa compressora dos seios, onde usamos para que diminua o volume deles no uso de roupas, além de diminuir nossa ansiedade causada por termos seios. O binder por ser compressor nos traz problemas de saúde, como dores na coluna, falta de ar e machucados na região do tórax. Os médicos indicam o uso máximo de 8 horas por dia, mas com o desconforto por tê-los e não condizer com a nossa identidade, acabamos usando por mais tempo, o que potencializa os danos na coluna e pulmões, além de prejudicar a longo prazo no resultado da mastectomia.

Nos conhecemos em 2016 e de lá para cá vivenciamos muitas coisas juntos, amigos-irmãos, atualmente dividimos a mesma casa e dificuldades. João começou a hormonio-terapia em 15/08/2019 e eu iniciei em 27/01/2020, quase juntos até nisso!

Infelizmente, nós temos questões de saúde física e mental que apenas a hormonização não irá acabar ou diminuir, uma delas são os seios ou intrusos. Conviver com os seios não pertence a imagem que queremos ter e muito menos a quem somos. Passamos por inúmeras situações transfobicas nas nossas vidas, seja a deslegitimação de quem somos, negando o nossa existência, ou violências verbais e psicológicas por sermos corpos Trans.

O Brasil é o país que mais mata a população Transgênero no MUNDO, segundo a ANTRA, e isso nos assusta!

Você sabia que pessoas Trans vivem em média até os 35 anos? (ANTRA)

Ambos somos acompanhados psicologicamente para o processo de autoconhecimento e acolhimento de demandas, demandas que por sua maioria são criadas pela transfobia vivenciada.

Você pode nos ajudar a diminuir nosso sofrimento psíquico com a disforia, basta doar!

Como também, irá ajudar a diminuir os episódios transfobicos vividos, pois teremos uma leitura ao qual nos encaixamos e pertencemos.

Precisamos apenas da sua ajuda para que nosso sonho seja alcançado, tão quanto uma vida digna e feliz.

Você e a vaquinha concorrem a R$ 15 MIL
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
© 2024 - Todos direitos reservados