Projetos / Produtos

Manifesta Arte em Rede

ID da vaquinha: 955819
Manifesta Arte em Rede
Renato Carvalho Ribeiro
Arrecadado
R$ 13.902,73
arrecadado
Sem meta
Apoiadores
0
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
Encerrada

MANIFESTA ARTE EM REDE - CAMPANHA

Até o dia 19 de abril de 2020, acontece a primeira ação da Manifesta Arte em Rede: uma maratona cultural on-line de quase vinte dias de duração, com artistas de todas as linguagens se apresentando no esquema "Pague quanto puder" pelo ingresso.

O público poderá assistir apresentações, espetáculos na íntegra, exposições virtuais, debates, oficinas, intervenções, das linguagens de teatro, dança, circo, música, cinema, artes plásticas, literatura, artes visuais, cultura popular, contação de histórias, entre outros. 

Os conteúdos serão disponibilizados através dos canais da Manifesta Arte em Rede no Youtube, Facebook e Instagram: @manifestaarteemrede

Depois de assistir, o público paga o valor que quiser em uma espécie de ingresso virtual, sabendo que os artistas irão doar 80% do dinheiro arrecadado para instituições que atuam com quem está mais vulnerável durante a pandemia do COVID-19: pessoas em situação de rua, indígenas e famílias periféricas de baixa renda.


O VALOR ARRECADADO VAI PARA:

* 80% do valor arrecadado será doado para as seguintes instituições: 
 

Missão Belém (São Paulo) - Alvo de atendimento: pessoas em situação de rua, idosos, doentes e crianças em estado de vulnerabilidade social. 

Arsenal da Esperança (Mooca) - Casa de acolhida para pessoas que vivem em situação de rua, em busca de novas oportunidades de vida e trabalho. Abriga cerca de 1.200 pessoas.

Pastoral de Rua (São Paulo) - Atualmente coordenada pelo Padre Júlio Lancelotti, ampara e trabalha com pessoas em situação de rua. 

Anjos da Sopa (Santo André) - É uma organização voluntária que faz e leva cerca de 600 refeições por semana para pessoas em situação de rua das cidades do ABC, além de disponibilizar um espaço para retirada de alimentos não perecíveis e itens de higiene básica, produtos de limpeza e álcool em gel. 

Terra Indígena Jaraguá - Alvo de atendimento: comunidade indígena guarani que vive na Reserva Indígena Jaraguá, que é composta por um grande índice de crianças e idosos com problemas respiratórios, baixa imunidade e possui pouca estrutura para prevenção. Um ambiente onde o contágio pode ser muito rápido. A aldeia não tem máscara, não tem álcool em gel e precisa de ajuda para se organizar, se estruturar para enfrentar a pandemia.

Unas Heliópolis: que atua com famílias de baixa renda de Heliópolis, impactando cerca de 10 mil pessoas diretamente por mês, por meio de 52 projetos sociais.

O dinheiro será utilizado para compra de materiais urgentes como: álcool em gel 70%, máscaras e luvas descartáveis, papel higiênico, produtos de higiene pessoal, alimentos não perecíveis, leite em pó, sabão em pó, cândida e outros produtos de limpeza. 

*20% do valor arrecadado será utilizado para gastos com a plataforma da vaquinha, transferências bancárias para as instituições, ajuda de custo de parte dos artistas que estarão mais vulneráveis durante a pandemia. Parte dos artistas envolvidos também irão doar essa repasse de ajuda de custo para as instituições.

Ao final faremos uma prestação de contas pública em respeito a todas as pessoas que colaboraram!


QUEM SOMOS

Idealizado pela produtora cultural e assessora de imprensa Luciana Gandelini, a Manifesta Arte em Rede é formada por cerca de duzentos profissionais que atuam na área cultural. 

Trupe DuNavô, Circo di SóLadies, Laerte (Cartunista), Estudo de Cena, Sissy Eiko (artista visual), Grupo Esparrama, Rainhas do Radiador, Organização Palhaços Sem Fronteiras Brasil, Tempero da Carne, Bando Goliardxs, Grupo Pandora de Teatro, Desembargadores do Furgão, Maestrina Ester Freire, O Clube, Clarín Cia de Dança, Companhia dos Solilóquios, In Totum Cultura Criativa, Luciana Gandelini (Produtora Cultural e Assessoria de Imprensa), Cia Mundu Rodá, Alício Amaral, Trupe Baião de 2, Paula Petreca (Projeto CO), Grupo Teatral Mata!, Grupo Zumb.boys, Camerata Camará, Canto de Fraldas, Guardanapos Poéticos, Diogo Noventa (cinema), Eduardo Izidoro - Waralls (Artista Plástico), Alexandro Marques - Aleatório (Letrista), Ana Pessoa (Literatura), Cromossomos, Circo do Asfalto, Thaísa Valadão - Aletheia Produções e Artes, Maria Maranhão (contação de histórias), Elaine A. Pereira (Doutora em Educação pela PUC-SP),  Thiago Gouveia (Consultor Jurídico), Clarianas, Henrique Trovador, Thaís Krauss, Recicla Filmes,Caravana Tapioca, Jaime Pinheiro (artista plástico), Cia. Os Rouxinóis, Coletivo As Trapeiras, Na Cía das Marionetes e Cia Tumateixa.  

Além de conteúdos artísticos, a ação conta com uma consultoria jurídica da NANNINI & QUINTERO Advogados Associados que irá disponibilizar conteúdos técnicos atualizados sobre as Medidas Provisórias lançadas pelo Governo Federal, principalmente no que diz respeito a Leis Trabalhistas e como fica a situação a partir delas. Conteúdos claros, objetivos e atualizados para sanar dúvidas frequentes.  

OBJETIVOS

Este grupo variado de artistas de diferentes linguagens se juntou, pois acredita na importância de fazer uso da arte para dialogar e conectar pessoas, reforçando a importância das manifestações artísticas neste momento tão complexo, atuando com questionamentos que se fazem necessários, mas também confortando quem já se encontra recluso, despertando outros tipos de sentimento além da angústia, medo, que podem desencadear outros tipos de doença. 

E para além disso, sensibilizar a população para a condição de quem tem menor poder aquisitivo e não tem sequer seus direitos básicos atendidos, incluindo o direito à quarentena, e também da classe trabalhadora. Pessoas fortemente impactadas pela crise do Coronavírus, pelo descaso frente à crise e visão economicista do Governo Federal, afinal lidamos com uma pandemia sem precedentes. 

Criação de uma rede de fortalecimento dentro do próprio setor cultural, criando um espaço de troca de trabalhos, escambos, divulgação, reforçando a necessidade de atuar coletivamente. Exatamente por isso, a rede não se limita a apenas uma linguagem artística, fazendo uso da pluralidade para expandir as possibilidades.  

Somos uma rede que se junta para se fortalecer e assim fortalecer outras redes (as das instituições que estão na linha de frente na luta contra o COVID-19) e dessa forma se coloca junto à população. Entendemos que o momento pede união e por isso nos unimos a outros setores para ajudar quem está mais vulnerável nesta pandemia. 

Sabemos que nada substitui a magia de uma apresentação ao vivo. As gargalhadas de uma boa roda de crianças ao redor de um picadeiro, um frio na barriga ao final de uma performance impactante, um respiro profundo ao final de uma poesia declamada, aquele sentimento de luta do teatro político, o encantamento com um grupo de bailarinos, o jogo do palhaço. 

Não queremos transferir a arte independente de São Paulo para a internet e nem pretendemos nos acostumar a isso. 

Estamos disponibilizando materiais produzidos em algum momento da trajetória de cada projeto (que é o que temos pronto neste momento) e nos propomos a interagir virtualmente com a população, criando um espaço de investigação para atravessarmos esse período de uma forma ativa e questionadora. 

Também não queremos romantizar a quarentena, pois entendemos estar em casa durante uma pandemia é um direito  básico que, em razão da precarização dos contratos de trabalho, tem contemplado uma ínfima parcela da sociedade, sendo mais um reflexo da situação alarmante em que se encontra a classe trabalhadora do país cujos direitos vêm sendo flexibilizados ao longo dos últimos anos. 

Queremos fazer uso da voz de artistas para chamar atenção para o cuidado com quem está mais vulnerável nesse momento. 

Queremos convocar a população para somar forças e nos colocamos a disposição para nos manifestar artisticamente pressionando os governantes a atuarem rapidamente para salvar a população.

Buscamos fazer o nosso papel como artista, defendendo o trabalho em arte e estando junto com a população, principalmente com quem está mais vulnerável neste comento! 

Junte-se a nós! O coletivo tem força!

Para acompanhar a ação acesse: 

https://www.facebook.com/manifestaarteemrede/
 

https://www.instagram.com/manifestaemrede/

https://www.youtube.com/channel/UCC4mbg1PC_8jYaul52TFn2w  
 

Para colaborar acesse: http://vaka.me/955819

Informações: manifestaemrede@gmail.com

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini - lucigandelini@gmail.com - Cel.: 99568-8773 - @lucianagandelini 

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2020