Cover kogmaw classic
Thumb images

Vakinha de
Jean Rodrigues
São Gonçalo/RJ

Jean Paraíso, o sr. de 53 anos que joga apenas de Kog'Maw

ID da vaquinha: 444801

Copiar url:

Objetivo
R$ 2.000,00
Arrecadado
R$ 2.035,00
$ contribua

"Jean Paraiso" é um sr. de 53 anos que há anos joga apenas de Kog'Maw no bronze (hoje ferro). A sua mãe (que vive com ele) sofre de Parkinson e os seus dois filhos entraram no mundo do crime e não tem mais contato com eles. Jean usa o LoL para se distrair e divertir depois que teve que se aposentar como pescador em São Gonçalo (RJ) por também sofrer de alguns problemas de saúde.

Criada em
11/01/2019
Encerra em
31/01/2019

Conversamos ontem com o "Jean Paraiso" - o link do vídeo completo pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=wMcFZOAIvPM .

Até então nada conhecíamos da sua vida, apenas que ele há anos jogava League of Legends e sempre esteve no elo bronze (hoje ferro). Ele possui quase 2.500 jogos apenas de Kog'Maw em partidas ranqueadas. O seu estilo de jogo é bem único, o que chamou a minha atenção (matta) para assisti-lo jogando. Geralmente ele termina a maioria das partidas com apenas uma kill e várias mortes (o seu record foi de 22 mortes em ranqueada, obviamente com Kog'Maw). O seu histórico pode ser visto aqui: http://br.op.gg/summoner/champions/userName=JeanParaiso

Depois que algumas pessoas mostraram p/ ele que eu fiz 'react' de suas partidas ranqueadas, ele quis conversar comigo. No começo a ideia era apenas entender porque ele jogava daquele jeito. Ele nos disse que gostava do seu jeito de jogar, e que não fazia questão de melhorar e sim de continuar no elo "ferro ferrugem". 

Após falarmos de seu estilo de jogo e do LoL em si, passamos a entender um pouco melhor de sua vida. O seu nick ("Jean Paraiso") é por conta do seu primeiro nome (Jean) e o bairro de sua cidade São Gonçalo (Paraíso). Ele tem 53 anos e durante anos trabalhou como pescador, e por conta de alguns problemas de saúde (como diabete e hipertensão, além de ir no psiquiatra todo mês) teve que se aposentar. Ele vive com sua mãe que há alguns anos foi diagnosticada com Mal de Parkinson. Até então ela tinha uma tremedeira constante nas mãos, e o remédio que na época custava R$800,00, hoje eles conseguem pegar pelo SUS. 

Os dois únicos filhos do Jean entraram para o mundo do crime há mais de 10 anos, e hoje estão presos. O Jean não fala mais com eles e se sente triste pelo fato de que seus filhos escolheram esse caminho. Ele também não fala mais com a mãe dos dois há decadas. No vídeo vocês podem notar que ele possui uma maneira bastante simples de conversar. Ele não terminou o ensino médio e pouco sabe mexer com o computador além de jogar LoL, Tíbia e Pokemon. O seu sonho de vida é de "viver por muitos anos". 

Apesar dele nos dizer que financeiramente falando não possui tantos problemas em custos com remédio, pois possui ajuda do SUS, ele não tem dinheiro para obter a carteira de motorista (CNH). Ele pretende trabalhar com UBER no futuro e assim ajudar melhor a si mesmo e sua mãe. O chat da minha stream sugeriu fazer uma vaquinha para o mesmo, e portanto ajudá-lo com os custos da CNH e outros, pelo menos para um mês. 

Acredito que o pessoal se emocionou com sua história não só pelo fato de seus dois filhos estarem presos ou pela sua mãe e ele próprio sofrerem de problemas de saúde, mas porque ele usa o League of Legends como uma maneira de se sentir melhor, de esquecer alguns problemas do passado. Durante vários anos, ele sempre jogou com o mesmo champion (Kog'Maw), da sua própria maneira. Não importa em fazer qual a melhor build, ou muito menos de subir de elo. Ele simplesmente loga no game e joga daquele jeito. Ele não está nem aí se morre pouco ou muito. Quando assístiamos seus jogos, não era para debochar do elo ou algo do tipo... era para simplesmente... rir! E ele mesmo durante a nossa conversa fala com tom de brincadeira sobre vários aspectos do game, como o fato de que os suportes que caem com ele serem medrosos demais de ir pra cima, ou que não possui 'medo' de enfrentar os champions mais fortes do game. Enfim, ele nos deu bastante risada e como talvez uma 'recompensa', acrescido de seu jeito humilde e de sua história do passado, foi sugerido a vaquinha para ajudar em sua vida.

Estou criando então esta vaquinha para tal propósito. Todos os dados dela já estão preenchidos no seu próprio nome e CPF, com a sua devida permissão. Já preenchi o seu número de conta bancária e estipulei um valor de R$2.000,00 até o final deste mês de janeiro. Depois da meta cumprida, o dinheiro será depositado em sua conta e vou postar os comprovantes disso tudo nas minhas redes sociais e stream, além dele mesmo confirmar que recebeu. Qualquer valor que ultrapassar a meta, será 100% dele (descontado da taxa de serviço do site Vaquinha). A transferência do dinheiro será feita diretamente do site Vaquinha para a conta bancária do Jean, não passando por terceiros e/ou à minha pessoa pessoa.

Às pessoas que estiverem céticas em relação à história, cabe julgarem da melhor maneira. O vídeo de 1 hora com a conversa ajuda a entender melhor o contexto. Você o vê dialogando com sua mãe ao falar do assunto de Parkinson (e isso foi por volta das 23 horas de ontem), e foi algo que eu julgo como espontâneo. Quando ele quis falar comigo, não era pra inclusive nem falar de sua vida, foi um assunto que eu mesmo acabei perguntando.

Abraços, matta.

https://www.youtube.com/watch?v=wMcFZOAIvPM

 

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (37)

  • anônimo
    em 30 de Janeiro de 2019

  • anônimo
    em 29 de Janeiro de 2019

  • Lucas do nascimento araujo
    em 28 de Janeiro de 2019

  • anônimo
    em 28 de Janeiro de 2019

  • anônimo
    em 22 de Janeiro de 2019

  • Germano Benini
    em 22 de Janeiro de 2019

  • Marcos Antonio Borges
    em 22 de Janeiro de 2019

  • Jonas
    em 19 de Janeiro de 2019

Denuncie

É necessário estar identificado para fazer uma denúncia. Registre-se ou faça login.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.