Infância no Front - Guerra na Ucrânia

ID da vaquinha: 134412
Infância no Front - Guerra na Ucrânia
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 50.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Este é um projeto independente feito para dar visibilidade à Guerra da Ucrânia e principalmente para quem mais sofre lá: as crianças. A situação delas é terrível e isso precisa ser mostrado ao mundo. Assim podemos conseguir ajuda humanitária e conscientização de que a guerra é um crime para a humanidade. Mas para que esse projeto possa se concretizar precisamos do seu apoio. Ajude com doações e divulgação, compartilhando a página para que ela chegue ao máximo de pessoas. Essas crianças contam com vocês.

ENTENDA MELHOR O PROJETO

O documentário investigativo acompanhará as histórias sobre a situação das crianças na guerra no leste da Ucrânia. Focado sobre estas histórias, o documentário narra a vida as transformações sofridas por estas crianças, que vivem situações reais na área atingida pelo conflito armado. Desta forma, este documentário supre a necessidade de que se crie uma visibilidade coerente através do fato.

CONTEXTUALIZAÇÃO

A Guerra Civil no Leste da Ucrânia, também conhecida como Guerra na Ucrânia, é um conflito armado entre as forças separatistas das autodeclaradas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk e o governo ucraniano, que está em andamento na região de Donbass na Ucrânia. Desde o início de março de 2014, manifestações de grupos pró-russos e antigoverno ocorreram em Donetsk. Os separatistas são amplamente liderados por cidadãos russos. Em maio de 2014, a parte leste da Ucrânia é ocupada por milícias separatistas pró-Rússia, que se autoproclamaram como Repúblicas Populares de Lugansk e Donetsk, com os federalistas e pró-russos se declarando independentes do atual governo de Kiev. Em 24 de maio foi anunciada a fusão de Donetsk e Lugansk formando a Novorossiya (a Nova Rússia), tendo também uma discussão sobre incluir outras regiões, incluindo um projeto de Frente Popular para combater as políticas de Kiev.

REALIDADE DAS CRIANÇAS

Existem denúncias de que instrutores treinam técnicas de combate para adolescentes nos acampamentos militares nas montanhas da Crimeia. A UNICEF, vem investigando relatos de mortes em massa de crianças no sul do país.

A Unicef, que está na Ucrânia para prestar apoio às crianças e famílias deslocadas em várias regiões do país, recebeu, durante o mês de abril, 1.378 chamadas de crianças de todo o país. A dura realidade das crianças, nas zonas de conflito na Ucrânia, é muitas vezes esquecida. Elas tratam a guerra por um inferno traumático e psicológico, trocando brinquedos por algo cruel e aprendem lições de vida que jamais esquecerão.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância estima que 1 milhão e 700 mil crianças, de ambos os lados, sofrem com a tensão vivida na Ucrânia, quer por falta de casa, alimentação, cuidados médicos ou, simplesmente, por não irem à escola.

Estas crianças viram a sua cidade sucumbir à destruição, provocada por artilharia pesada, tendo milhares de crianças em situação de rua, expostas a todo tipo de violência. Muitas perderam os pais.

Do outro lado da barricada, em território dos rebeldes, as crianças que vivem em centros de acolhimento, porque foram abandonadas porque os perderam a família.(Fonte UNICEF: 23/02/2016 – Portal Nações Unidas.org)

Em vista disso, este trabalho visa levar estas informações e serviços de denúncia para o resto do mundo gerar e levantar estas questões de invisibilidade na mídia e governos.

OBJETIVOS DO PROJETO

O objetivo principal deste documentário é apontar quais são os principais problemas que afetam a infância nesta localidade e principalmente gerar esta visibilidade, levantando questionamentos como forma de apresentar um apoio logístico e político real.

Tais vidas que são descontinuadas pela guerra estão sendo marcadas pela violência de Estado, e não são reconhecidas em relação à opinião pública.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021