Cover whatsapp image 2019 05 13 at 15.16.22
Vakinha avatar

Vakinha de
Theo de Lima Goes
Venancio Aires/RS

IFSUL em Malta

ID da vaquinha: 576170

Copiar url:

Objetivo
R$ 32.000,00
Arrecadado
R$ 2.610,00
$ contribua

Ajude-nos a realizar o nosso sonho de ir para a Malta e mostrar que existe educação pública, gratuita e de qualidade. Nós, alunos do IFSUL Venâncio aires, tivemos dois projeto aprovados no seminário em malta do INSEA. Estamos levando o projeto “No Escuro Eu Me Enxergo” e “A Valorização da Vida”. Devido aos cortes governamentais, necessitamos de sua ajuda para representarmos o Brasil e os IF'S

Criada em
13/05/2019
Encerra em
13/09/2019

Olá pessoal, nós somos estudantes do IFSul - Venâncio aires e atores do grupo Sol de Teatro, nós desenvolvemos dois projetos focados no bem estar social, o primeiro projeto se chama “Valorizando a Vida”, este projeto é derivado de  uma pesquisa de dois anos sobre os temas de depressão e suicídio, nele buscamos misturar sociologia, filosofia e psicologia com o nosso cotidiano de estudantes, para então ir nas escolas e conversar sobre estes temas de uma forma descontraída, com um diálogo informal e com cenas lúdicas no meio da conversa, para gerar uma melhor aproximação com o público e um melhor entendimento dos assuntos, este projeto é realizado em Venâncio Aires, cidade com graves índices de suicídio, buscamos, através do projeto, gerar um impacto positivo nesses números, quebrando os TABUS acerca dos temas de suicídio e depressão e dos assuntos abrangentes, como a dificuldade de expressar sentimentos, como nós nos relacionamos com os outros e como reagimos a determinadas situações. O projeto já está em execução a um ano, nos proporcionando destaque em feiras de ciências como a MOVACI 2018, Mostra de Produção de 2018, nos permitindo representar o IFSUL, juntamente com outros projetos, na “V Jornada de Produção Científica”, também nos proporcionou uma moção de aplauso da câmara municipal de Venâncio Aires.

    O segundo projeto se chama “No escuro Eu Me Enxergo”, ele foi desenvolvido a partir da análise de uma peça desenvolvida pelo grupo Sol de Teatro, “Histórias no escuro”. Neste espetáculo as pessoas eram vendadas e passava por experiências sensoriais, enquanto eram expostas a uma narrativa sobre temáticas diversas, como amor, morte, infância e adversidades da vida. O projeto em questão, visou estudar o comportamento das pessoas e a forma como o teatro sensorial os transforma, sem a visão. O projeto recebeu destaque na MOVACI 2018 e passou para o congresso de arte educação em Curitiba-PR.

    Ambos os projetos passaram no congresso em MALTA do INSEA, a principal comunidade de arte e educação do mundo, gostaríamos, muito, de poder participar e representar todo o Brasil neste congresso, porém, devido ao alto custo da viagem e os cortes nos investimentos da rede federal, não temos como pagar a viagem. Contamos com a sua ajuda para representar todo o Brasil e mostrar que é possível ter uma educação pública, gratuita e de qualidade. Sinta-se convidado a participar das peças de teatro contemporâneo do Grupo Sol, caso você tenha doado, só entrar em contato conosco para garantir o seu ingresso na peça A jornada ou Pequeno príncipe, ambas as peças estão nos ajudando a levantar recurso para viagem.

INFORMAÇÕES:

Resumos:

    Valorização da vida:

    O projeto A Valorização da Vida Através do Teatro foi criado para explorar e procurar entender o porquê de nossa geração ser chamada de “Geração do suicídio”, estudar o que leva as pessoas a cometer o ato de suicídio e como a sociedade em volta de tal pessoa vai se modificar após o ato. Apoiando-se em ideias de pensadores  como Nietzsche e sua obra “A Gaia Ciência” e psicólogos contemporâneos como Jung e sua obra “O homem e seus símbolos”, para podermos problematizar o tema em sociedade e discutir de que maneira isso afeta a todos. E para entender a relação de como o suicídio pode ser influenciável, pesquisamos o autor Goethe com a sua obra “Os Sofrimentos do Jovem Werther”. Estudos sobre o tema com referenciais teóricos e visão sobre a sociedade, como a “Conciencia coletiva” de Durkheim. Com isso esperamos alertar a população com encontros nas escolas públicas de Venâncio Aires. A mesma cidade já foi reconhecida nacionalmente como a capital do suicídio. Estes encontros têm como objetivo alertar os jovens dos perigos da depressão e outras doenças que podem acarretar o comportamento suicida.

    No escuro me enxergo:  

A proposta “No escuro eu me enxergo” é um projeto que se formou entre os estudantes do Instituto Federal Sul-rio-grandense de Educação, Ciência e Tecnologia campus Venâncio Aires, no qual surgiu o interesse de discutir sobre a sociedade e suas questões existenciais. Interessados nisso, os estudantes formaram um grupo de teatro que estava inclinado a discutir essas questões. Neste âmbito surgiu a possibilidade de se criar um espetáculo que discutia as questões que eles consideravam prementes na sociedade. Então se desenvolveu um trabalho com o objetivo de analisar o espetáculo Histórias no Escuro em relação com a plateia. O espetáculo era dividido em estações que representavam a jornada da vida, através de textos lidos por atores, sensações táteis e olfativas. As estações passavam por temas que os estudantes consideravam pertinentes discutir, baseados em suas observações sobre a sociedade atual, tratavam sobre os vícios, amor, doença e morte. A apresentação consiste em uma vivência teatral de olhos vendados. Esta estética nos interessou pois acreditávamos que ela promoveria um aumento da receptividade em relação às temáticas das estações. Os resultados da pesquisa foram que o ato de vendar as pessoas causa um choque emotivo e uma reflexão sobre os comportamentos cotidianos. Resultados estes que se percebem no discurso do público e em suas reações corporais durante e após as apresentações, as quais envolvia desde conversas posteriores comprovando a reflexão, até o choro durante o espetáculo. Como uma primeira conclusão, podemos entender que a estética de vendar as pessoas causa um aumento da interiorização pessoal desmontando os estereótipos que a visão nos oferecem, potencializando a velocidade da reflexão. Citando um dos espectadores da peça, "Quando a gente fecha os olhos a gente não tem mais nada dos estereótipos que a sociedade cria para se agarrar e o único lugar que sobra pra olhar é pra dentro de si mesmo".

Curriculum dos participantes:

Participações

         

7° Mostra de Extensão e Cultura    2018

              

I Semana dos Núcleos do IFSul câmpus Venâncio Aires    2018

              

Movaci 2018

              

OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica    2018    -

              

Olimpíada Nacional em História do Brasil    2018

              

V Jornada de Produção Científica de Educação Profissional e Tecnológica de Região Sul    2018

              

3° Encontro de Cultura 2017    

              

9° Festival Mundial de Teatro Adolescente 'Vamos que Venimos' em Buenos Aires-ARG    2017    

              

FEBRACE em São Paulo-SP 2017

              

IV Festival de Cinema e Literatura UNIVATES 2017

              

MOSTRATEC 2017

              

Mostra de Trabalhos do IFSUL 2017.

              

Movaci 2017

              

OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica 2017

              

Oficina de Capoeira no Projeto A Arte a Serviço na Alphorria 2017    

              

MOSTRATEC     2016

              

MOVACI-Mostra Venâncio-Airense de Cultura e Inovação 2016

              

Mostra de Trabalhos do IFSUL 2016

              

OBA-Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica 2016

              

V Mostra Municipal de Trabalhos Escolares: Construindo Aprendizagens    Participante    2015

    

Premiações:

         

Destaque na modalidade Mesas de Trocas de Experiências na 7° Mostra de Extensão e Cultura      Instituto Federal Sul-rio-grandense    2018

              

Destaque no eixo extensão    Movaci     2018

              

Moção de Aplausos    Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires 2018

              

Bolsa de Iniciação Científica    CNPq    2017

              

Homenagem por participar da MOSTRATEC Prefeitura Municipal de Venâncio Aires    2017

              

Honra ao Mérito pelos prêmios conquistados no Festival Mundial de Teatro Adolescente na Argentina Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires    2017

              

Prêmio Jovem Cientista Destaque Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires    2017

              

Melhor Ator no festival de cinema UNIVATES 2017

              

Melhor proposta ao vivo 9° Festival Mundial de Teatro Adolescente 'Vamos que Venimos' 2017

              

Prêmio Outstanding for Behavioral Sciences  American Psychological Association    2017

              

Tema Social Abordado 9° Festival Mundial de Teatro Adolescente 'Vamos que Venimos'    2017

              

Primeiro LUGAR na categoria ENSINO MÉDIO, TÉCNICO E SUPERIOR e eixo EXTENSÃO, durante a V MOVACI    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, IFSul, Câmpus Venâncio Aires    2016

              

Vereador Mirim Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires 2011

 

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (29)

  • DEA MARA R LIMA
    em 13 de Julho de 2019

  • Adelaide Neis
    em 09 de Julho de 2019

  • Eloisa Theisen
    em 15 de Junho de 2019

  • MONICA REGINA MORAES - MEI
    em 10 de Junho de 2019

  • Sabrina Bencke
    em 05 de Junho de 2019

  • Guenther Gressler
    em 29 de Maio de 2019

  • Rosvita
    em 25 de Maio de 2019

  • anônimo
    em 24 de Maio de 2019

Denuncie

É necessário estar identificado para fazer uma denúncia. Registre-se ou faça login.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.