Cover logo vakinha
Vakinha avatar

Vakinha de
Tânia Regina Prado
Florianópolis/SC

Festival 100gurias100medo

ID da vaquinha: 136304

Copiar url:

Objetivo
R$ 8.712,00
Arrecadado
R$ 140,00
$ contribua

Festival que visa promover união, empoderamento, autonomia, liberdade e independência das mulheres através da bicicleta. Sua segunda edição acontecerá em Florianópolis (Junho/2017) e contará com a presença de representantes de diferentes movimentos que promovem o uso da bicicleta, vindas de diversas cidades - Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, Los Angeles (EUA).

Criada em
07/04/2017
Encerra em
05/06/2017

Um evento gratuito feito por mulheres e para mulheres para mostrar que as ciclistas do Brasil estão unidas em prol de um país com maior qualidade na mobilidade urbana e respeito para as mulheres. O Pedal das Gurias - POA de Porto Alegre e As Pedaleirax de Floripa convidam manas, minas e monas do Brasil todo para participarem do único encontro de mulheres que pedalam do país em sua segunda edição. No feriado de 15 de junho vamos nos unir e discutir e viver a cidade sem medos.

Objetivo geral:  o objetivo primário e fundamental do Festival 100Gurias100Medo é promover a união e o empoderamento de mulheres ciclistas.

Objetivos específicos:

Identificar e reconhecer os medos que limitam nossa autonomia no uso da bicicleta e debater estratégias para superá-los;

Promover e fortalecer a empatia e a sororidade entre as participantes;

Fomentar oportunidades para que as participantes adquiram conhecimento técnico para que o uso da bicicleta seja mais seguro, com melhor rendimento e que garanta maior vida útil das bicicletas;

Atrair e aumentar o número de mulheres ciclistas na comunidade onde será realizado o evento.

ESTRATÉGIAS E METODOLOGIA:

Palestras e discussões de empoderamento no uso da bicicleta: mulheres mais confiantes são mulheres com menos medo. O evento busca fortalecer as mulheres tanto psicologicamente, quanto fisicamente. Obviamente, medos como o de pedalar sozinha a noite perdurará enquanto a cidade e o Brasil tiverem uma segurança e uma fiscalização fracas. Entretanto, o evento busca chamar a atenção para isso também, com a esperança de que no futuro as mulheres brasileiras não mais precisarão ter medo de ir e vir;

Rodas de conversa: As rodas de conversa trazem histórias que podem ser tristes, de superação, de alegrias, de conquistas ou de projetos, de futuros, etc. Este é o momento que mulheres compartilham suas experiências e trazem à tona vivências que servirão de inspiração para outras mulheres. Essas ações também fortalecem a sororidade, união entre mulheres (“juntas somos mais fortes”), baseado na empatia e companheirismo para alcançar objetivos em comum, enfraquecendo, portanto, a cultura de competição entre as mesmas;

Pedal coletivo: Será feita uma grande pedalada - Volta a Ilha de 100km, com diferentes características, onde todas deverão cuidar de todas e trabalhar em equipe. Haverá momentos de trânsito, de cansaço, de pneus furados, de dificuldades para subir um morro, ou simplesmente de uma boa conversa durante o passeio, ainda assim, com todo o cuidado que se deve ter quando se pedala;

Oficinas técnicas: como por exemplo de iniciação no uso da bicicleta e de mecânica básica para bicicletas, serão ministradas para as mulheres adquirirem maior confiança e autonomia nos seus pedais, seja por conhecer melhor a sua bicicleta e aumentar a vida útil das mesmas, ou por conhecer técnicas que permitirão maior segurança e rendimento nas suas aventuras; Também oficinas para cuidar/preparar o motor da bicicleta, que é o corpo da mulher, promovendo oficinas de Nutrição Esportiva, e de Aquecimento e Alongamento.

APRESENTAÇÃO DOS GRUPOS FEMININOS CONVIDADOS:

LAS FRIDAS - É um projeto feminino de cicloativistas negras - projeto móvel que une bicicleta à arte de rua, estimula a representatividade feminina na mobilidade urbana, ampliando as vozes das mulheres negras, ocupando espaços, sendo a bike um instrumento de empoderamento e transformação na sociedade. Valorizam o poder feminino negro, fazem um recorte racial para reportar o racismo e o machismo, empoderam as mulheres negras. Las Fridas possuem vários projetos como:

Sarau la Frida: concentração de mulheres artistas (poesias e músicas). A cada mês as artistas traçam um itinerário diferente, levando bikes e poesias, possibilitando projetos culturais, artísticos e sociais.

Preta, vem de bike!: visa a promoção da bicicleta com inclusão social, igualdade étnica e de gênero. São aulas de bike para meninas da periferia.

Bici la Frida: projeto de implantação de bicicletários nas universidades.

La bicicloteca: biblioteca itinerante, onde as bicicletas levam livros para pontos específicos da cidade, principalmente periferias.  

ENGRAXADAS: Coletivo criado por 5 ciclistas urbanas no Rio de Janeiro para promover a bicicleta como ferramenta de empoderamento feminino. Promovem o uso da bicicleta por e para mulheres. Mais mulheres, em mais bicicletas, mais vezes e cada vez mais livres! Promovem eventos, oficinas, bate-papos, tudo para o empoderamento feminino através da bike.

OVARIAN PSYCOS: Descendentes diretas dos movimentos feministas dos anos 60 e 70, as Ovarian são indígenas e negras do Leste de Los Angeles. Em 2016 lançaram de forma independente um documentário que está rodando o mundo e recebendo prêmios e colunas em "revistas hollywoodianas". O filme conta a história de 3 Ovarians que lutam para transformar sua vida e a sociedade. “Whose streets? Our streets!” (as nossas ruas = uma cidade pensada por mulheres). The Ovarian Psycos Cycle Brigade, grupo irreverente, mostra a que veio: “cycling for the purpose of healing our communities physically, emotionally and spiritually.” Juntam-se a elas, cada vez mais pedaleiras pelo mundo. Formando, já em 6 cidades americanas, uma massa crítica feminina.

CUSTOS ENVOLVIDOS:

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (4)

  • Celina Santana de Oliveira
    em 25 de Maio de 2017

  • Luis Antônio Peters
    em 26 de Abril de 2017

  • Carolina
    em 20 de Abril de 2017

  • Felipe Duardo
    em 19 de Abril de 2017

Denuncie

É necessário estar identificado para fazer uma denúncia. Registre-se ou faça login.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.