Educação / Formatura / Cursos

Neurociência em Oxford - Homero

ID da vaquinha: 182564
Neurociência em Oxford - Homero
Homero B S Esmeraldo
118%
Arrecadado
R$ 59.110,75
de
Meta
R$ 50.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou

Oi! Muito obrigado por vir até aqui. Criei essa campanha para angariar fundos para viabilizar meu projeto de Neurociências na Universidade de Oxford, na Inglaterra, a melhor universidade do mundo segundo o Times Higher Education.

Depois de finalizado o curso devolverei todo o dinheiro investido aqui para outros estudantes que precisem de ajuda financeira para viabilizar seus estudos.

Estou muito feliz por termos chegado em quase R$ 60 mil, este é o maior crowdfunding de Educação do Brasil. Os custos totalizam R$ 435 mil, então agora lutamos para chegar em R$ 65 mil. Cobrirá parte das taxas da universidade e dará tempo para encontrar bolsas e trabalhos para cobrir o restante. Conto com vocês para realizar esse projeto e ainda com o compromisso social do Mais Educação! 

Contribua com esse projeto para incentivar a Educação e a Neurociência Brasileiras.

 

O projeto

Durante o período do curso, vou estudar os sistemas de aprendizado que temos no cérebro. Há duas regiões que tem papéis complementares no aprendizado: o Córtex (que é a fina camada superficial de neurônios que reveste o cérebro – em amarelo na figura abaixo) e o Hipocampo (em cinza). As setas representam a comunicação entre os neurônios, fundamental para a aprendizagem.

(Imagem extraída do artigo “What Learning Systems do Intelligent Agents Need? Complementary Learning Systems Theory Updated” da revista Trends in Cognitive Sciences Vol. 20, No. 7, pgs 512-534. Autores KUMARAN, D.; HASSABIS, D.; MCCLELLAND, J. L. 2016)

           Sabemos que o Hipocampo é responsável por memorizar eventos específicos e que o Córtex é responsável por aprender regras gerais a partir das memórias guardadas no Hipocampo, conectando experiências semelhantes. Por exemplo, um dia uma criança está na rua e percebe que quando semáforo está vermelho, os carros param na rua, e quando está verde eles se movimentam. No dia seguinte ela observa o mesmo fenômeno. Neste caso, o Hipocampo guarda as experiências específicas de cada dia, já o córtex armazena a informação de que o sinal vermelho está associado com os carros parados e o sinal verde está associado com os carros em movimento. Isso já é bem interessante, mas ainda não sabemos o que acontece nos neurônios que faz com que sejamos capazes de realizar esse aprendizado de forma cooperativa entre essas duas áreas.

Neste projeto, trabalharei para descobrir o que acontece com os neurônios e suas conexões entre si para possibilitar essa ação em conjunto das áreas cerebrais.

Qual é a importância disso? Um conhecimento como esse é essencial para criar tratamentos eficazes para distúrbios de aprendizado. Além disso, entendendo melhor como o cérebro realiza o aprendizado, podemos criar estratégias de aprendizado mais eficientes que as que utilizamos na educação de hoje.


O orientador será o professor Dr. Tim Vogels (https://www.dpag.ox.ac.uk/team/tim-vogels) e o projeto será realizado no laboratório de Neurociência Teórica e Computacional situado no Centro de Circuitos Neurais e Comportamento (Centre for Neural Circuits and Behaviour - www.cncb.ox.ac.uk). Vogels é filiado ao Departamento de Fisiologia, Anatomia e Genética (melhor departamento da área no mundo, segundo o QS rankings), parte da Divisão de Ciências Médicas da universidade de Oxford.

Custos

Os custos do curso são muito altos e não tenho condições financeiras de arcar com eles por conta própria, por isso estou fazendo essa campanha para angariar recursos.

No site de Oxford pode-se ver o valor da taxa anual de £22.356 (aproximadamente R$ 95.000), referente ao custo da Universidade.

Vou utilizar tudo o que tenho de economias para iniciar o curso e trabalharei como assistente de pesquisa e ensino para ter uma renda por lá. Continuo tentando conseguir bolsas para cobrir pelo menos parcialmente os valores necessários.

A meta desta campanha é de R$ 50.000, o que é suficiente para cobrir os custos de vida de um ano.

 

Mais Educação

Decidi que mais do que receber esse investimento para realizar meu projeto e trabalhar para ampliar o conhecimento em Neurociências, quero contribuir para criar uma rede de financiamento coletivo para a Educação Brasileira. Fazendo parte do Mais Educação (https://www.facebook.com/redemaiseducacao/), eu me comprometo a devolver ao longo de minha trajetória profissional, todo o investimento que for realizado em mim agora (com a correção monetária adequada).

Ou seja, depois de terminado o curso, vou contribuir em projetos de financiamento coletivo relacionados a educação de jovens brasileiros em situações semelhantes à minha agora.

 

Experiência em Neurociências

Sou engenheiro de Computação formado pelo ITA com menção honrosa no Departamento de Física. Fiz Iniciação Científica sobre Neurociências logo no início do curso e escrevi dois artigos científicos. Ao longo da graduação, participei de vários congressos e cursos da área, inclusive apresentando pôster de trabalhos que realizei.

No último ano do curso de Engenharia de Computação, fiz um estágio de pesquisa na École Polytechnique Fédérale de Lausanne – EPFL (Suiça) no laboratório de Neurociência Computacional de um dos pesquisadores mais renomados da área, Wulfram Gerstner. Durante esse período, fui aluno do seu curso de Redes Neurais para Modelamento Biológico e, pelo meu desempenho, recebi uma carta de recomendação:

Link para a carta completa: https://www.dropbox.com/s/1k8co3yijff88l6/EPFL%20-%20Wulfram%20Gerstner%20-%20Recommendation%20Letter.pdf?dl=0

De volta ao Brasil, finalizei o trabalho que iniciei lá escrevendo o meu Trabalho de Graduação.

Já formado fui selecionado para participar como aluno da Escola Latino-Americana de Neurociência Computacional (LASCON). Meu projeto do final de curso recebeu prêmio de melhor projeto dentre os participantes. Dei continuidade a este projeto em colaboração com André Bastos, pós-doc no MIT, e os professores Ron Mangun e Martin Usrey, da Universidade da California, Davis. Apresentamos os resultados desse projeto em um nanossimpósio no Neuroscience 2014 em Washington DC, EUA, e em um pôster no IBRO 2015, no Rio de Janeiro.

Em Janeiro de 2016 voltei à LASCON, dessa vez como tutor. Foi quando decidi escrever um projeto e me inscrever nos processos seletivos em universidades de excelência no mundo. Fui para Oxford em janeiro fazer entrevista, onde apresentei um projeto em que já tinha trabalhado em Neurociências.

Fui aprovado na Universidade de Oxford, Universidade de Cambridge e na Universidade de Leicester. Escolhi a universidade de Oxford, por ter mais afinidade com a pesquisa a ser realizada e ter convicção de estar em um lugar que me dará boas condições de realizar um bom trabalho.

Link para meu currículo completo, incluindo experiências em outras áreas além da Neurociência: https://www.dropbox.com/s/3gjdxm77i6bss7w/Curr%C3%ADculo%20-%20Homero%20-%202017%20-%20crowdfunding.pdf?dl=0

Ou na plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/4463909752335053

 

Passo a passo para contribuir

1 – Clique no botão verde “$ contribua”

2 – Preencha seus dados pessoais, o valor da sua contribuição e os meios de pagamento

3 – Clique em contribuir para finalizar

 

Muito obrigado pela sua contribuição. O que você puder contribuir será muito bem-vindo! Compartilhe também com seus amigos para aumentar ainda mais a rede de pessoas contribuindo em prol da educação no Brasil.

Qualquer dúvida ou sugestão pode me contactar pelo meu email: homerobse@gmail.com, telefone (21) 98027-1255, add no Facebook www.facebook.com/homerobse .

 

Homero Barrocas Soares Esmeraldo

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2020