De moto do Brasil até o Quirguistão

ID da vaquinha: 682129
De moto do Brasil até o Quirguistão
Toco Lenzi
Sao Paulo / SP
Arrecadado
R$ 4.655,00
Meta
R$ 60.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou

 

O CONVITE

Heide e Marcos

 

No dia 12 de março deste ano, data do meu aniversário, um casal de amigos que também viaja pelo mundo, me fez um convite.

“Toco, venha nos visitar no Quirquistão!!”.

Fiz a mesma pergunta que você deve estar fazendo quando leu Quirguistão, onde fica este lugar ???

Abri um mapa destes de papel, pois adoro ver o mundo inteiro de uma vez só. E lá estava ele na Ásia, encravado entre China e Cazaquistão.

Naquele momento um frio na barriga tomou conta de mim. Pensei comigo, como chegar até lá?

Uma viagem aérea desde o Brasil pode durar até 3 dias para chegar, mas esta não seria minha opção. Quem me conhece sabe que já fiz viagens e expedições longas e desafiadoras. De bicicleta pela África, de carro a vela pelo Saara, volta ao mundo na Antártica no veleiro Parati II, atravessando a pé 2.500 km pelo Saara, e mais de 80 expedições pelo mundo.

Em 5 minutos olhando aquele imenso mapa aberto no chão, decidi que iria para lá de moto. Isso mesmo!! Uma moto, um roteiro e pé (roda) na estrada!

Fiquei tão empolgado com esta possibilidade que passei a noite toda pesquisando por onde chegar lá no “findomundoquistão”! Encontrar a Heide e o Marcos que moram no Quirguistão já há 8 meses, e pretendem ficar por lá aproximadamente 2 anos, me inspirou a documentar este caminho.

Depois de mais de 30 anos “na estrada” trabalhando como cinegrafista de documentários de aventura e vida animal pelo Brasil e pelo mundo, para diversos projetos em canais como National Geographic, Rede Globo, SBT, AXN, Discovery, entre outros, resolvi desta vez ser o protagonista do meu próprio documentário e ir além do objetivo de chegar ao Quirguistão para visitar o meu casal de amigos.

Contar histórias sobre pessoas que conheci durante minha vida e que foram buscar uma forma alternativa fora dos grandes centros, acabou se tornando a linha narrativa deste percurso que terá início em agosto de 2019.

 

A MOTO

 

Optei pela moto da fábrica indiana Royal Enfield, modelo Himalayan de 400 cilindradas que recentemente começou a ser vendida no Brasil.

E através do apoio da concessionária da Royal Enfield de Curitiba que colaborou com as revisões e peças da moto, e do Rodrigo, proprietário da EGEA de Piracicaba que também colaborou instalando os alforjes e baús, pude montar a “minha casa” em cima da Himalayan.

 

O ROTEIRO

 

A viagem, que vai durar o tempo necessário, nem mais nem menos, começa pelo Brasil saindo de São Paulo em direção a Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Depois Uruguai, Argentina, Bolívia, Peru e Chile.

Desde El Callao no Peru ou Valparaíso no Chile, embarco a moto para Nova Zelândia e depois Tasmânia. Na sequência vou para a Austrália e até Darwin cruzo o deserto pelo Outback .

De Darwin, viajo de navio até a Malásia e dali para frente com a moto voltamos para a estrada passando pela Tailândia, Vietnã, Cambodja, Laos e China.

Ufa! Serão mais de 40 mil km até chegar lá em Bishkeck (capital do Quirquistão) para dar um abraço nos meus amigos e honrar o “convite”.

 

A GRANA

Cansado dos formatos de patrocínio padrão para financiamento de projetos, resolvi fazer esta campanha colaborativa que dura 90 dias aqui pelo vaquinha.com.br entre os amigos, amigos dos amigos, empresas e quem for simpático ao projeto com o objetivo de financiar a viagem de 40 mil km para chegar ao Quirguistão documentando todo o trajeto.

Para esta viagem precisarei de aproximadamente R$ 150 mil reais e aqui pelo Vaquinha meu objetivo é arrecadar R$ 80 mil reais nestes 3 meses de campanha. Com este valor inicial consigo dar início a viagem mas ainda necessito de patrocinadores e apoiadores para o restante.

Nestes custos estão inclusos alimentação, hospedagem, combustível, equipamento de captação e finalização de vídeo, transporte aéreo e marítimo da Himalayan, vistos e burocracias aduaneiras, seguro de vida, médico e da motocicleta, assinatura de softwares para edição e finalização de vídeo, comunicação , smartphone e SPOT GEN 3 – SOS, manutenção da Himalayan e algumas roubadas que vão acontecer.

 

AS IMAGENS

Optei por utilizar câmeras e drone da “familia" DJI, modelos osmo, osmo action e o drone Mavic Air.

 

AS RECOMPENSAS 

R$ 25,00 a 200,00

1. Nome gravado no baú da moto que me acompanhará até o Quirguistão.

 

225,00 a 500,00

1.Nome gravado no baú da moto que me acompanhará até o Quirguistão.

2.Uma foto exclusiva que será clicada durante o percurso e enviada para você via internet.

 

R$ 525,00 a R$ 1.000,00

1.Nome gravado no baú da moto que me acompanhará até o Quirguistão.

2. Uma foto exclusiva e numerada,impressa no tamanho 30x40 que será entregue para você via correio.

 

R$ 1.025,00 a R$ 3.000,00

 

1.Nome gravado no baú da moto que me acompanhará até o Quirguistão

2. Uma foto exclusiva e numerada, impressa no tamanho 30x40 que será entregue para você via correio.

3. Uma palestra on line que poderá ser realizada durante todo o tempo que durar a viagem.

Indicado para empresas, instituições de ensino, motoclubes e concessionárias da Royal Enfield.

 

NA GARUPA

Você poderá acompanhar minha viagem online via Instagram, Facebook e as histórias que contarei através do meu blog www.tocolenzi.com/blog

Espero que esta viagem e as histórias das pessoas que cruzarão meu caminho possam te inspirar, te questionar e fazer você refletir como um simples convite pode mudar sua vida.

Vamos juntos para o KYRGYZTAN!!!

 

 

 

Denunciar essa vaquinha
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
icone de mensagemfaleconosco@vakinha.com.br
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2019