Animais

Retirada de tumor mamário da PN 🐶

ID da vaquinha: 1201672
Retirada de tumor mamário da PN 🐶
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
20%
Arrecadado
R$ 548,00
de
Meta
R$ 2.700,00
Apoiadores
16
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Dia 01/01/2020, eu, minha mãe e meu namorado, que estávamos passando uma temporada no litoral de São Paulo (Itanhaém), estávamos indo até a praia de carro, então, de repente passou um cachorrinho mt desesperado correndo no meio dos carros, quase sendo atropelado, naquele momento pedi para minha mãe parar o carro e eu desci para tentar pegar o cachorrinho, logo que chamei ele veio, então descobri que era fêmea, não tínhamos certeza se ficaríamos com ela, pois não tínhamos muita condição financeira e também, a casa em que estávamos ficando era de outra pessoa que já tinha 2 cachorros de raça grande. Resolvemos então, voltar para a casa e não ir mais para a praia, no percurso de volta para a casa, ficamos procurando alguma casa ou alguém que estivesse procurando o cachorro, pois ela poderia ter fugido, mas não encontramos ninguém. Ao chegarmos na casa, o dono de lá, não aceitou a cachorrinha que estava com a gente, inclusive, queria joga-la na rua novamente. Mas não deixamos, então ele resolveu chamar um de seus cachorros, que era o mais agressivo para tentar morder/matar a cachorrinha que achamos. E naquele momento eu fiquei apavorada, só sabia chorar, pq eu tinha certeza q o cachorro iria matar ela, mas graças a Deus, ele só chegou perto dela e não fez nada. Então, naquele mesmo momento, o dono da casa nos expulsou de lá, mas como o carro que estávamos indo para a praia era dele, não tínhamos como ir embora. Então chamamos um uber e viemos embora com a cachorrinha. Demoramos mais ou menos, umas 5 horas para chegar em São Paulo. Assim que chegamos em casa, ela fez xixi na nossa sala toda (kkkkkkk) e bebeu dois potinhos de água. Como em casa estava sem espaço, decidimos levar ela para a casa do meu namorado, pois lá, ela ficaria melhor. Colocamos um potinho de ração e água para ela, pegamos um cobertorzinho e colocamos para ela dormir.   No outro dia, quando fomos ver ela, ela n tinha comido nada, ela odiava ração. E percebemos que ela tinha uma mania muito engraçada de dormir mordendo o cobertor dela. Ela também, se coçava muito e fomos ver se tinha algum bichinho nela e encontramos algumas pulgas e carrapatos. Então nós demos um banho nela, para melhorar a coceira e logo depois compramos remédio para os bichinhos e ela melhorou bem. Ela também não gostava da coleira. Ainda, não sabíamos se ficaríamos com ela, pois não tínhamos muitas condições financeiras. Nossa ideia principal, era entregar ela a alguma ong. Mas como ainda não sabíamos colocamos um nome nela que era Pretinha e meu namorado chamava muito ela de Neguinha, então ela ficou com dois nomes: Pretinha Neguinha. Ja fazia quase uma semana que ela estava com a gente, e então tivemos que deixar ela sozinha, porque precisávamos sair. Naquele dia, não fomos mais vê-la na casa do meu namorado. Então, por descuido de alguém, ela fugiu, mas só ficamos sabendo no outro dia de manha. Então nesse momento, fomos até a casa do meu namorado e realmente, ela não estava lá. Ficamos apavorados naquela hora e não sabíamos o que fazer. Até que tivemos a ideia de fazer um post em grupos do facebook e na nossa própria página também. Em um dos grupos da nossa região, uma moça colocou um link de uma doguinha que havia sido encontrada perdida na Paulista, quando vimos aquele post, de cara ja sabíamos que era a Pretinha. Fomos até lá, e quando chegamos, ela tinha ganhado alguns acessórios, como uma coleira e potinhos de água e comida e ganhou ração. A moça que encontrou ela, iria levá-la para uma ong de adoção, caso não encontrasse os donos. Naquele mesmo dia, vindo embora, começou a chover muito, tomamos bastante chuva, mas conseguimos encontrar um Uber que levasse cachorros no carro. Chegamos em casa, tomamos um banho, demos banho nela e tomamos uma decisão...ELA IRIA FICAR COM A GENTE, só que na minha casa agora. Então algum tempo depois levamos ela ao veterinário e descobrimos que ela tem apenas 1 ano e 6 meses (mais ou menos) e ela tem uma hérnia, só que não sabemos se será necessário retirar. Ela não é castrada, mas logo que acabar essa quarentena, levaremos ela para fazer seus exames e iremos ver se ela poderá castrar.      De início, odiava a coleira, inclusive, ela não conseguia fazer suas necessidades na rua, caso estivesse de coleira. Ela aprendeu a fazer suas necessidades no lugar certo. Logo depois, acostumou com sua coleira. Ela tinha muito medo de outros cachorros, mas aprendeu a conviver com eles. Mas ela tem muito medo de gato e até hoje, não conseguimos ajudar ela com isso. Ela também, não gosta muito de crianças, mas não sabemos ao certo o porquê. Parece, que ela já deu cria, pois tem um comportamento de cachorra que é mãe, mas não sabemos. A Pretinha, no início da quarentena, em maio (mais ou menos) começou a apresentar sinais de gravidez psicológica e agora, mais recentemente em um dos peitinhos dela, começou a nascer uma formação por dentro. Então resolvemos levar ela no vet, chegando lá, infelizmente descobrimos que ela tem um tumor mamário e ele foi descoberto na hora certa para realizar uma operação. Só, que como foi aconselhado, a veterinária disse que o melhor é fazer já as 3 coisas, retirada da hérnia, castração e a retirada do tumor e isso tudo antes do próximo cio que será em setembro. Porém, tudo ficou muito caro, fora dois exames que ela ja fez, ainda tem mais dois para ser realizado antes de fazer a cirurgia. Também, minha mãe foi mandada embora há praticamente 2 meses atrás, o que dificulta conseguirmos pagar tudo. AQUI COLOCAREI QUANTO É CADA COISA: cirurgia: 1500 a 2000 ecocardiograma:170 Raio-x: 230 tudo ficará entre 2500 a 2700, se vocês puderem nos ajudar, ficarei muito grata. Quem não puder contribuir, por favor, compartilhe para conseguirmos bater nossa meta. grata ❤️
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021