Campanha TRAVESSIA CINE CUBA | EVERLANE MORAES

ID da vaquinha: 9237
Campanha TRAVESSIA CINE CUBA | EVERLANE MORAES
TRAVESSIA CINE CUBA | Everlane Moraes
Aracaju/SE / SE
33%
Arrecadado
R$ 5.671,00
de
Meta
R$ 17.215,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Campanha “TRAVESSIA CINE CUBA!”Thumb logo eictv 200 dpi


Thumb 1511491 603756993069743 8018206211985021224 o

A partir do anuncio da seleção e aprovação de bolsas de estudos a estudantes brasileiros para o Curso Regular em Especialização Cinematográfica na Escuela Internacional de Cine y TV localizada em San Antonio de Los Baños (Cuba), considerada um dos melhores centros de formação audiovisual do mundo, viemos a público pedir a colaboração de todos, através da criação da campanha “TRAVESSIA CINE CUBA!” nas redes sociais, objetivando mobilizar e buscar apoios para a arrecadação de recursos financeiros junto aos amigos, amigas, familiares, simpatizantes, militantes, admiradoras e admiradores o trabalho da jovem cineasta contemplada Everlane Moraes, além de empresas e instituições de forma geral também possam contribuir com essa nobre causa, dando a estudante a possibilidade real de subsidiar a sua ida e permanência na escola durante os 3 anos do referido curso. E levando em consideração a importância e referência internacional da EICTV na formação de novos cineastas, esta oportunidade não visa apenas o beneficiamento de Everlane Moraes, mais também de todo o povo brasileiro e latino-americano que ainda tem muitas histórias pra contar e inspirar, mais que ainda não as teve exibidas nas grandes telas.

Thumb 36201514120Os recursos captados serão direcionados para: 

> Compra da Passagem aérea da estudante;

> Parte do valor da Matrícula na Escola no valor de 2.500 euros; 

> Emissão de Passaporte;

> Visto;

> Seguro Saúde;

> E algumas ferramentas de estudo, tais como: Cabos, Lâmpadas incandescentes, Tapes Sony HDV , Baterias dentre outros equipamentos.

Tendo em vista as problemáticas acima expostas em relação ao custo que terá que ser subsidiado pela estudante, objetivamos captar  recursos para ajudar Everlane Moraes a concretizar o seu sonho, na busca de uma conquista coletiva. Todo e qualquer quantia será muito bem vinda!!!!

                                                      Você já conhece a jovem estudante Everlane Moraes? 

Sua apresentação...  

Eu...

Dizer sobre o cinema que carrego comigo... através de palavras... eis o desafio instaurado! Contudo, pretendo ser breve no que se refere a essa síntese de mim: - Eu, Mulher, Negra, Brasileira...!

Meu nome é Everlane Moraes, sou estudante de Artes Visuais na Universidade Federal de Sergipe (UFS), tenho 27 anos de idade. Nasci na cidade de Cachoeira, na Bahia, mas me criei em Aracaju, capital de Sergipe, onde resido atualmente.

Thumb 1r0a9527

Quem sou...

À medida que estendi minhas relações com o cinema, voltei minha atenção aos problemas do local onde vivo na minha condição existencial de mulher negra, nascida e criada na periferia do nordeste brasileiro. O bairro em que moro (Getúlio Vargas, popularmente conhecido por “Caixa D’água”) tem poéticas particulares, eu sou composta dessa poética, sou resultado de seus atravessamentos mais agudos. E foi justamente isso que quis transparecer em meus filmes, seja colocando o negro como protagonista e tema do documento cinematográfico que quis criar a partir do filme Caixa D’água: quilombo é esse? (2013), seja refletindo sobre as problemáticas sociais e existenciais que os circundam no filme Conflitos e abismos: a expressão da condição humana” (2014).

Thumb tela preta em cuba livre  16

Thumb caixaPrêmios: Melhor Filme pelo Júri Oficial na Mostra Nordeste do Festival SERCINE/SE - 2013; 2ª Lugar Vídeo pelo Júri Oficial e Melhor Vídeo Júri Popular no Festival Ibero-americano de Cinema de Sergipe - CURTASE/SE - 2013; Prêmio Inventar com a Diferença na 8ª Mostra Direitos Humanos da América Latina 2013. Melhor Curta-metragem e Menção Honrosa na Mostra Competitiva do V Cachoeira Doc/ BA (2014); Melhor Direção, Melhor Filme e Melhor Direção de Fotografia no 9ª Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões/PI (2014); Melhor Direção de Fotografia Festival Cine Favela – Goiânia (2014). 

Thumb imagem1Vencedor do prêmio de Melhor Curta-metragem no I Festival Internacional de Cinema do Caeté – FICCA - Bragança, Pará (2014).



Minha vida no cinema...

O meu bairro seria um lugar como outro qualquer, não fossem o seres que aqui habitam que tornam tudo amplamente singular. Seria um bairro como outro qualquer, que tem problemas de infraestrutura, cuja população está à mercê do mecanismo esgotado da gestão pública do recurso coletivo... Para não citar problemas de outras naturezas. Foi vendo a comunidade vivendo o seu cotidiano comum que optei por exaltar a sua relevância história e foi enfrentando os novos problemas de ser negro hoje que cresci e formei boa parte de minhas referências estéticas, que pretendo explorar em filmes futuros.

O cinema no social...

A luta pelo representatividade do negro, que menciono em meus filmes, decorre do reconhecimento desses povos enquanto cidadãos plenos, ainda que sua história faça menções à violência da diáspora africana. Foi aqui, nesse bairro, no seio duma família humilde, que obtive a base fundamental do entendimento sobre a convivência em comum, diante da qual todos são por todos e o “pouco” torna-se muito nas mãos de quem tem força de vontade. Acredito que essas sejam as bases que sustentam toda a minha necessidade interna de crescer, descobrir meu potencial e realizá-lo, aliada a vontade de seguir em busca de descobrir o potencial do outro, que guarda em si tudo que é exterior a mim.

Thumb 1r0a9559

O cinema em mim...

Nutro certo interesse pelo gênero documentário por diversos motivos. Acredito que eles inauguram debates, instauram espaços de discussão, constroem ou desconstroem olhares. Seus objetos e prisma são variados (homem, natureza, sociedade, cultura, história, sociologia, filosofia, arte...), o que me permite imprimir a este gênero minha experiência direta com a vida real, com minha comunidade e sua cultura. Por algum motivo, entendo que o documentário propicia formas de crítica social outras, nem sempre claros nos demais gêneros, provocando, por conseguinte, outras reações significativas envolvendo o meio sociocultural, político e educacional em que estou inserida. Dentro do amplo espectro da linguagem cinematográfica, também os processos de mudanças pessoais e sociais têm despertado meu interesse enquanto realizadora.

É Nós! Na Escuela Internacional de Cine y TV...

A EICTV, localizada em San Antonio de Los Baños, Cuba, é considerada um dos melhores centros de formação audiovisual em todo mundo.Vejo na característica da Escola em selecionar estudantes de diferentes perfis culturais e sociais um ponto positivo, porque acredito na potência da diferença como um aguçador da singularidade, do olhar próprio ao objeto que se tem diante dos olhos. A diversidade cultural, por exemplo, presente entre os alunos é interessante à medida que nos acessamos, e uma possível cartografia da realização audiovisual dos lugares de origem seja possível. É do cruzamento entre esses olhares que penso haver a expansão de minhas ideias a respeito de cinema.

Os estudos...

Interagir com a diversidade cultural local, conhecer novos procedimentos de realização audiovisual, entender mais sobre políticas de comunicação na América Latina, estão entre os meus interesses mais definidos para poder dar procedimento na Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba. Penso que essa instituição, por sua tradição na formação de realizadores com trabalhos consistentes, poderá me oferecer outro direcionamento teórico procedimentos, ideologias, estética, política] e prático da categoria a qual fui selecionada: Documentário.

Thumb 1r0a9498

Os sonhos...

Pretendo compreender, através do estudo dos fundamentos teóricos e estéticos do Cinema e, mais especificamente, do estudo e análise do gênero Documental, os diferentes conceitos de representação social e a sua função a nível histórico e cultural. Intenciono ter um aprofundamento de pesquisa etnográfica que me leve a entender as problemáticas sociais que envolvem populações do Brasil e do mundo, e que também me faça voltar à atenção para o fato de ser relevante a tarefa de reconstituição e ressignificação da história de um povo, nesse sentido, os povos ligados à diáspora africana, por exemplo. Com isso, é perceptível que nem sempre a representação de uma realidade ou objeto corresponde verdadeiramente a sua percepção real. É intencionando questionar isso, que pretendo estabelecer outras imagens sobre o negro brasileiro e os negros que migraram para outros lugares do mundo. Isso me possibilitará a reconstituição de minha própria ancestralidade, uma vez que me enquadro enquanto sujeito inserido no contexto da diáspora: por ser mulher e afrodescendente, acredito que seja cada vez mais importante que os sujeitos protagonizem a sua própria história.

Por fim...

Acredito que nossas experimentações e ação como artistas, profissionais do audiovisual ou estudantes – interessados em participar e registrar essa parte de nossas manifestações culturais e sociais – seja um processo contínuo de desenvolvimento de minha identidade em perpétua mudança. Com essa oportunidade de estudo, almejo desenvolver trabalhos que conciliem as minhas experiências individuais, sociais e culturais com as vivências e contatos com a diversidade de perfis de povos e culturas que estarão reunidos na Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba, trazendo todo o meu conhecimento adquirido para, no meu retorno ao Brasil, aplica-los tanto de forma profissional quanto de forma social através da busca incessante da formação de novos jovens e população negra, podre e marginalizada em geral, além da formação de todo e qualquer agente jovem disposto a fazer um mundo mais justo, acreditando no cinema como um caminho possível.

Desde já agradeço a todos os que acreditam nos sonhos e buscam alcança-los ou pelos menos ajudam para que alguém os alcance...

Everlane Moraes. 

Thumb 1r0a9566


Thumb capa  tela preta em cuba livre  18 Everlane Moraes é Estudante de Artes com Habilitação em Artes Visuais Licenciatura na Universidade Federal de Sergipe (UFS), Integrante do Coletivo de Cinema Negro Tela Preta (BA), Coordenadora do Kizomba Nacional: articulação pela vida da juventude dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana e integrante da Grupo de Auto-organização de Mulheres Negras Rejane Maria/ SE. 

Everlane realizou concepções cenográficas para o Cinema em Curtas- metragens Nacionais, Média-metragem Nacional e Longas-metragens Nacionais e Internacional.  Trabalhou no Cinema e na TV exercendo funções como Roteirista, Diretora, Diretora de Arte, entre outras. Na TV Pública Educativa Estadual APERIPÊ, Roteirizou, Dirigiu e Produziu o Programa de Literatura e Educação intitulado “PLURAL”, além da produção de Programas Educativos de variados temas e Vídeos Institucionais. Entre as Experiências Cinematográficos realizadas destacam-se os filmes “O Senhor do Labirinto”, dir. Geraldo Motta, “Aos Ventos que Virão”, dir. Hermano Penna, “A Pelada”, dir. Damien Chemin e Folia de Reis, dir. Rosemberg Cariri. De sua autoria, Roteirizou e Dirigiu os Curtas-metragens “Caixa D’água: Qui-lombo é esse?” e “Conflitos e Abismos: a expressão da condição humana”. Atualmente trabalha como Cineasta independente, exercendo as funções de Direção, Direção de Arte, Assistência de Direção, além de Consultora Artística em trabalhos Audiovisuais.

COMO COLABORAR? 

TEM RECOMPENSAS!!!!! Thumb 1r0a9535

Como colaborar?                                                      

Para R$10 ou mais:

Agradecimento na página oficial da Campanha (nome)

Para R$30 ou mais:

Agradecimento na página oficial da Campanha + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes (Everlane Moraes e Flávio Rebouças)

Para R$50 ou mais:

Agradecimento na página oficial da Campanha + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes + Uma foto (20x30) do fotografo Flávio Rebouças

Para R$100 ou mais:

Agradecimento na página oficial da Campanha + DVD contendo 2 filme de curta-metragem produzidos pela cineasta Everlane Moraes + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes + Uma foto (20x30) do fotografo Flávio Rebouças +

Para R$200 ou mais:

Agradecimento na página oficial da Campanha + DVD contendo 2 filmes de curta-metragem produzidos pela cineasta Everlane Moraes + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes + Uma foto (20x30) do fotografo Flávio Rebouças + Blusa da Campanha.

Para contribuições de R$1.000 ou mais!

Agradecimento na página oficial da Campanha + DVD contendo 2 filmes de curta-metragem produzidos pela cineasta Everlane Moraes + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes + Duas fotos (20x30) do fotografo Flávio Rebouças + Convite para uma sessão especial dos filme filmes que serão produzidos pelos estudantes na  Escuela Internacional de Cine y TV + Blusa da Campanha

Para contribuições de R$2.000 (Direcionado a Coletivos de Cinema e Cultura, Instituições Públicas (prefeituras e secretarias) e Empresas Privadas com propostas de cunho sociocultural)

Agradecimento na página oficial da Campanha + DVD contendo 2 filmes de curta-metragem produzidos pela cineasta Everlane Moraes + 2 Cartões postais de Havana (Cuba) com felicitações de ambos estudantes + Duas fotos (20x30) do fotografo Flávio Rebouças + Convite para uma sessão especial dos filme filmes que serão produzidos pelos estudantes na  Escuela Internacional de Cine y TV +Blusa da Campanha + Logomarca da empresa associada a nossa campanha.

Para contribuições acima de R$4.000 (Direcionado a Coletivos de Cinema e Cultura, Instituições Públicas (prefeituras e secretarias) e Empresas Privadas com propostas de cunho sociocultural)

Direito a uma Atividade de Cineclubismo com Mostras dos Filmes de conclusão do Curso Regular da EICTV de ambos estudantes (Everlane Moraes (SE) e Flávio Rebouças (BA) +“Caixa D’água: Qui-lombo é esse?” e “Conflitos e Abismos: a expressão da condição humana” + todas as recompensas acima citadas.

VOCÊ TAMBÉM PODE FAZER COLABORAÇÕES DIRETAS NA CONTA (DEPÓSITO/TRANSFERÊNCIA)

Everlane MoraesThumb foto diretora everlane moraes   2

- CAIXA/Poupança| AGÊNCIA 2186 | Tipo: 013| CONTA: 00053215-0

- BANCO DO BRASIL/Corrente| AGÊNCIA 1402-8 | CONTA: 54.133-8

- PARA COLABORAÇÕES DE FORA DO PAÍS UTILIZE A CONTA PAYPAL!!!

everlanemoraes@gmail.com

Obs. Enviar a foto do comprovante de depósito para o e-mail abaixo para que possamos incluir o seu nome e e-mail na distribuição das RECOMPENSAS!      

campanhatravessiacinecuba@gmail.com             

Para mais informações acesse a nossa página no Facebook: Campanha TRAVESSIA CINE CUBA

https://www.facebook.com/1696423783918783/photos/a.1696426383918523.1073741826.1696423783918783/1696...

e para e aperte o play da colaboração!










AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2020