CAMPANHA DE FINANCIAMENTO PARA PUBLICAÇÃO DE LIVRO | Vaquinhas online
Educação / Formatura / Cursos

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO PARA PUBLICAÇÃO DE LIVRO

ID da vaquinha: 1163830
CAMPANHA DE FINANCIAMENTO PARA PUBLICAÇÃO DE LIVRO
Luana Lima
Brasília / DF
148%
Arrecadado
R$ 5.912,00
de
Meta
R$ 4.000,00
Apoiadores
0
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Encerrada

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO PARA PUBLICAÇÃO DO LIVRO – “Deverei velar pelo outro?”: suicídio, estigma e economia dos cuidados” de Luana Lima. 

Essa campanha tem por finalidade viabilizar a edição, publicação e impressão do livro – “Deverei velar pelo outro?”: suicídio, estigma e economia dos cuidados”. Essa escrita é um desdobramento da minha dissertação de mestrado, defendida no Programa de Pós Graduação de Bioética da Universidade de Brasília, sob orientação do filósofo Doutor Wanderson Flor do Nascimento. 

A campanha estará no ar entre os dias 29/06 e 31/07/2020, com as seguintes recompensas (que inclui a pré-venda do livro):

R$1,00 a 39,00 – APOIE A CAUSA

Doação sem recompensa – sua doação ajuda este projeto acontecer. Muito obrigada!

 

R$40,00 a 49,00

1 Livro com dedicatória (envio gratuito)

 

R$50,00 a 79,00

1 Livro com dedicatória (envio gratuito) + E-book

 

R$80,00 a 119,00 

2 Livros com dedicatória (envio gratuito) + E-book

 

Acima de R$120,00 

1 Livro + E-book + Acesso ao mini-curso (vídeo-aula de 3h) sobre o tema do livro.

 

R$500,00 ou + 

(PARA INSTITUIÇÕES OU REPRESENTANTES): 

2 livros + E-book + Curso de capacitação para profissionais de saúde, educação e/ou agentes de segurança pública (4h). 

PS1. Se o doador não for de Salvador ou Brasília, os custos adicionais, como passagem (e hospedagem, se for o caso) não estão inclusos. 

PS2. Prazo de um ano para intervenção. 

 

- A previsão para envio do livro e outras recompensas a partir de outubro/2020.

 

SOBRE O LIVRO

O suicídio como processo sócio-histórico se apresenta como um fenômeno de grande complexidade para o campo da saúde pública, especialmente na relação entre violências e subjetividades. A presente obra não pretende ser uma leitura universal acerca do fenômeno; o recorte em questão analisa o suicídio a partir do contexto da saúde pública brasileira, problematizando-o como uma questão bioética, biopolítica e necropolítica. Através dessas ópticas, explorou-se como os mecanismos de proteção e controle populacional do Estado têm como efeito colateral fazer matar-se.

O livro tece um debate sobre as éticas da vida e as políticas de morte através da realização e análise de 19 entrevistas com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem responsáveis pelo primeiro atendimento após uma tentativa de suicídio. O paciente que tenta ou consuma o ato suicida retira do hospital e do Estado o agenciamento da vida, confrontando o poder e o saber dessas instituições. A percepção dos profissionais acerca do fenômeno projeta representações do tripé histórico do estigma do suicídio (crime-pecado-loucura). As tentativas são apreendidas como eventos amparados na noção de intencionalidade e, por essa razão, esses pacientes perdem a credibilidade, o sentimento de empatia por parte da equipe e, consequentemente, um atendimento sensível e adequado ao seu itinerário terapêutico. 

Na contramão de uma perspectiva individual do transtorno mental, ou mesmo, pelo seu oposto, fato social, esse livro se firma no caminho do meio. A leitura crítica, mais do que uma escolha, apresentou-se como imperativo ético como forma de a) descolonizar os processos iatrogênicos da medicalização; b) pensar como a subjetividade e política estão atravessadas e são indissociáveis; c) ampliar os modos de cuidado e prevenção. Por entender que o suicídio se localiza entre os processos de subjetivação, sempre singulares, e as condições sociopolíticas ofertadas ao sujeito, a contribuição desse livro diz respeito à desconstrução de certezas morais em prol de ações eticamente comprometidas que minimizem o sofrimento das pessoas com risco e tentativa de suicídio. 

 

SOBRE A AUTORA

Luana Lima

Graduada em Psicologia e Bacharel Interdisciplinar em Humanidades com área de concentração em Subjetividade e Comportamento Humano pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Doutoranda e Mestra em Bioética pela Universidade de Brasília (UnB). 

Membra fundadora da Associação Brasileira de Estudo e Prevenção do Suicídio (ABEPS).

Pesquisadora do Observatório dos Direitos Humanos dos Pacientes.

Professora colaboradora-voluntária do Departamento de Saúde Coletiva (UnB), onde desenvolve como coordenadora a pesquisa “Suicídio, Juventude e Processos de Subjetivação”. 

 

CONTATO

Tem alguma dúvida sobre as recompensas ou quer saber mais sobre o livro? Entre em contato: luanalima.sc@outlook.com

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2020