Vaquinha / Outros / Dinheiro

Animais resgatados e cuidados por Adriana Bondioli

ID da vaquinha: 45455
Animais resgatados e cuidados por Adriana Bondioli
URL copiada!
3%
Arrecadado
R$ 440,00
de
Meta
R$ 15.000,00
Apoiadores
9
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Todo mês, além da ração, existem gastos extras para cuidar de alguns totós e miaus resgatados que estão na casa da Adriana Bondioli, doentinhos, em tratamento. O Pedro, meu paraplégico, encontrado atropelado no acostamento da Rodovia Índio Tibiriça em Março de 2015, ganhou o tratamento de fisioterapia da Ampara Animal e, desde agosto do ano passado (2015), está sendo tratado pela Fisiopetcare que fica em Santo André, na clínica Puppy Brasil. O Dr. Ronaldo é maravilhoso e o Pedro já teve muita evolução desde que começou a fazer o tratamento. Ahhh, ele ganhou também uma cadeira de rodas que serviu direitinho para ele (parece que foi feita para ele) de uma pessoa maravilhosa, que ficou sabendo da história dele pela Internet. Além disso, o Pedro precisa de alguns materiais extras para que fique bem, confortável e não se machuque devido ao arrasto, porque não pode ficar 24 horas do dia na cadeira de rodas. Tem também uma gatinha doente, a Cindy, que come todo dia dois sachês de Wiskas, além da ração, é claro! Dar o sachê foi a única coisa que fez com que ela engordasse um pouquinho e ficasse melhor. Tem a Margot, uma cachorrinha idosinha, de mais ou menos 16 anos. Margot chegou cheia de problemas: sua boca tinha tanto tártaro que parte de seu maxilar foi absorvido. A maioria dos dentes foram arrancados devido a isso e, os dois que sobraram, caíram o ano passado. Como ela estava emagrecendo muito, passou para comida mole, de latinha, e diminui o tamanho do grão da ração para que ela possa se alimentar melhor. Também tem a Nick, uma cachorrinha de porte pequeno que foi diagnosticada este ano com Insuficiência Pancreática. A Nick tem que comer fígado todos os dias, além de tomar Creon para o resto da vida e Combiron. Bom, em resumo, essa é uma parte das despesas que há todo mês, além de ração e veterinário. Peço que, quem puder, por favor ajude de alguma forma. Na verdade não estou pedindo dinheiro, prefiro até que, quem quiser, compre os materiais. Mas a Vakinha On Line, foi um dos meios que encontramos para talvez conseguir manter por alguns meses os cuidados sem ter que ficar arrecadando mês a mês. Então, segue a lista do que é preciso. Peço a ajuda de vocês, por favor! Como sempre digo: disposição eu tenho, tempo eu arrumo, o difícil é a parte financeira ... O Pedrinho (cachorrinho paraplégico) usa: - uma fralda por dia, só para dormir, para não molhar a caminha dele. O pacote custa R$ 28,00 e vem 12 fraldas, tamanho M, supersecão. Costumo comprar na Tancredo's Dog porque eles entregam na minha casa (Fone: 5016-5516). - Ele usa também faixas (ataduras) nos pés para que não se machuque quando se arrastar, que é presa com fita crepe, com uma meia por baixo para ficar mais grosso. Costumo comprar na Casa Centro, Fone: 3113-0444, e o pacote com doze custa R$ 23,00. Ele usa uma por dia. A fita crepe custa R$ 3,50 o rolo. Quem tiver, também aceito doação de meias velhas, pode ser até um pé só, porque ele costuma rasgar as duas que coloco todos os dias. A Cindy (gata) costuma comer dois sachês de Wiskas todos os dias. Na Tancredo's Dog uma caixa com 18 sachês custa R$ 27,50 e eles entregam na minha casa (Fone: 5061-5516). A Margot (totó idosinha, com 16 anos e banguela) costuma comer uma latinha de comida mole por dia. Compro da marca Faro porque é bem consistente e ela gosta. Também compro na Tancredo's Dog e a lata costuma sair por R$ 3,30 (Fone: 5061-5516). Ela também toma uma vitamina chamada Vitta 3.6. Quem tiver para doar estou aceitando porque a que eu tinha acabou já faz uma semana. Aceito também qualquer ração de cachorro que tenha grão pequeno para dar para a Margot. A Nick, diagnosticada com Insuficiência Pancreática, toma um comprimido de Creon 10.000 por dia (esse para o resto da vida) e um comprimido de Combiron por dia. Além disso ela come fígado todos os dias para tentar repor um pouco a falta de absorção de vitaminas em razão da doença. Quem puder me ajudar de alguma forma, agradeço. Porque está cada dia mais difícil financeiramente cuidar deles. Estamos em Ribeirão Pires e cuidamos de 32 cachorros, todos resgatados da rua em situação muito difícil. Muitos são idosos e outros doentes, por isso fica difícil a adoção. Estou à disposição para quem quiser saber mais sobre os meus resgatados. Obrigada. Segue o perfil da Adriana https://www.facebook.com/adriana.bondioli.3 
Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021