SOS ENCHENTES! Ajude cidades gaúchas atingidas pelas chuvas: Doe agora mesmo
Saúde / Tratamentos

Ajude um músico a operar o ombro!

ID: 3385852
Ajude um músico a operar o ombro!
14 corações recebidos
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
103%
Arrecadado
R$ 4.426,00
de
Meta
R$ 4.300,00
Apoiadores
77
Sobre
Novidades0
Quem ajudou
Vaquinha criada em: 11/01/2023

Eu comecei meus estudos na música aos 5 anos de idade, na Escola Municipal de Música Professor Weberty Bernardino Aniceto, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Lá estudei durante 8 anos teoria musical, prática de instrumento, percepção musical e história da música. Em 2017 decidi tocar trombone de vara, e além de fazer parte da Banda de Música da Escola Municipal de Música de Nilópolis, hoje faço parte de alguns blocos de carnaval, Orquestra Voadora desde 2019, O baile todo, desde os primeiros ensaios e Canários do Reino, desde o primeiro ano. Em 2021, pós pandemia, entrei também nos blocos Marimbondo Não Respeita e A Nova Bad, tendo tocado com esses 5 blocos no carnaval de 2022. Em 2023 também estrearia nas ruas com o Bloco do Zeca e somaria ao bloco/coletivo Mulheres Rodadas.

Porém no dia 28 de dezembro, indo para o trabalho de moto, sofri um acidente na Linha Amarela, indo para a Barra da Tijuca. Fui prontamente socorrido pela equipe da Lamsa e levado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, onde depois de muita demora pra ser atendido, fizeram uma radiografia, constatando três fraturas no úmero. Não me medicaram, e me liberaram com uma tipóia feita de faixas. Dias depois, com muita dor e inchaço, procurei atendimento particular, onde descobri que a fratura era muito mais grave do que falado no Lourenço Jorge, e que eu nunca deveria ter sido liberado. Tenho que fazer uma osteossíntese do úmero esquerdo, colocar uma placa no úmero esquerdo, que custa muito, mas muito caro, além de despesas de 10 mil reais com a equipe médica e 2 mil reais para 01 dia de internação no hospital, em enfermaria. Fora exames, medicamentos, acompanhamento e sessões de fisioterapia.

Outra coisa crítica no meu caso é o tempo, que eu não tenho. Meu acidente está completando 14 dias e preciso correr contra o tempo para operar, ou então corro o risco de simplesmente não poder operar mais e limitar os movimentos do meu braço para sempre.

Sou autônomo desde 2019, e já estava quebrado desde meados de 2022, trabalhando com eventos, inclusive estava indo para um na Barra quando me acidentei. Não tenho de onde financiar essa cirurgia, nem bens para vender, apenas a minha moto que também está quebrada pós acidente.

Agradeço imensamente a quem puder contribuir, e a quem não puder, se puder compartilhar com amigos, já ajuda enormemente. Cada minuto conta.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
© 2024 - Todos direitos reservados