Pessoas / Saúde / Caridade

Ajude os indígenas das aldeias São Paulo, São Felipe e Pyulaga

ID da vaquinha: 1913451
Ajude os indígenas das aldeias São Paulo, São Felipe e Pyulaga
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
9%
Arrecadado
R$ 4.700,00
de
Meta
R$ 50.000,00
Apoiadores
43
Encerrada
Você e a vaquinha concorrem a R$ 15 MIL
  • Sobre
  • Novidades0
  • Quem ajudou

Indígenas das aldeias São Paulo, São Felipe e Pyulaga fazem apelo por doação de alimentos

O Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) e o Museu de História Natural de Mato Grosso possuem uma grande relação de amizade e parceria com os povos indígenas, tendo realizado, nos últimos dez anos, nove Encontros Indígenas, evento anual do Museu com visibilidade nacional que reúne diversas etnias indígenas de Mato Grosso. Por conta dessa parceria, os líderes das aldeias São Paulo e São Felipe, da reserva Parabubure (Xavante), e a aldeia Pyulaga (Waurá), do Xingu, entraram em contato com o Instituto ECOSS para informar a difícil situação em que se encontram devido à falta de alimentos causada pela crise sanitária da COVID-19. As mensagens recebidas pelo instituto clamaram por ajuda para conseguir alimentação para as mais de 100 famílias que moram nessas três aldeias.

Amercio Öwedewawe, da aldeia São Paulo, faz um apelo por ajuda relatando que o que está acontecendo nas aldeias é uma tragédia, que não estão recebendo auxílio e que precisam de alimentos, pois as crianças já estão desnutridas.

O Instituto Ecoss também recebeu um vídeo da família do cacique Yapatsiyamã, com lideranças femininas e masculinas da Aldeia Pyulaga, solicitando que enviem polvilho, cestas básicas e itens de higiene, pois há muitos indígenas passando necessidade. A situação se agravou com o avanço da Covid-19 e o medo dos indígenas de saírem para as cidades para venderem seus artesanatos e para comprarem gasolina e diesel para conseguirem ir até onde estão suas plantações de mandioca e outros alimentos, que ficam a mais de 12km de distância, devido a aldeia já estar há muitos tempo na região e as áreas próximas não serem mais férteis. Como as plantações ficam longe, quando os índios conseguem chegar até elas, os porcos do mato já destruíram o que estava plantado, deixando a aldeia sem o seu principal alimento: o polvilho, feito da mandioca.

Diante dessa difícil situação, o instituto ECOSS, que tem como parte de sua missão a manutenção das culturas das populações tradicionais e indígenas, se mobilizou para arrecadar os alimentos necessários e enviá-los o mais rápido possível para as aldeias. 

Foi com esse intuito que essa vaquinha foi criada, para que juntos possamos arrecadar o valor necessário, comprar os mantimentos para abastecer as aldeias por cerca de dois meses e transportá-los até as famílias. 

Os itens que serão comprados com o dinheiro arrecadado serão:

  • Arroz
  • Feijão
  • Polvilho Doce
  • Leite em pó
  • Sabão em barra
  • Sabonete

As doações serão de extrema ajuda e contribuirão para que essas famílias tenham condições básicas para passar por esse momento de adversidade.

A entrega dos alimentos será documentada e compartilhada com os doadores!

Encerrada
Você e a vaquinha concorrem a R$ 15 MIL
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
© 2024 - Todos direitos reservados