Vaquinha / Outros / Dinheiro

Ajude o grupo SAMPA na participação em reuniões científicas

ID da vaquinha: 138933
Ajude o grupo SAMPA na participação em reuniões científicas
URL copiada!
14%
Arrecadado
R$ 2.051,00
de
Meta
R$ 15.000,00
Apoiadores
27
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

A chegada de 2017 deixou para trás um ano difícil para os brasileiros, um ano de austeridade, cortes de gastos e sacrifícios. E como já foi reportado inúmeras vezes em noticiários, a educação e ciência brasileiras sofreram cortes ainda mais severos. Mesmo assim, com a ajuda de brasileiros preocupados com o rumo da ciência no Brasil, o nosso grupo de pesquisa SAMPA arrecadou, na campanha do ano passado, cerca de R$ 8000 para pagar a manutenção de nossos pesquisadores em viagens para congressos no Brasil e no exterior. Agora que estamos em 2017, o clima de austeridade permanece, e nós precisamos de sua ajuda novamente.

Quem somos nós

O grupo de pesquisa SAMPA (Stellar Atmospheres, Planets and Abundances - http://www.astro.iag.usp.br/~sampa/ ) realiza pesquisas astronômicas de estrelas para a busca de planetas fora do Sistema Solar (conhecidos como exoplanetas), procura entender como as estrelas funcionam e qual o seu papel no contexto da evolução cósmica. O grupo é liderado pelo Dr. Jorge Meléndez, Professor de Astronomia na Universidade de São Paulo (USP), e atualmente conta com a colaboração dos estudantes e pesquisadores Fabrício Freitas, Guilherme Jorge, Henrique Reggiani, Jhon Yana Galarza, Leonardo dos Santos, Lorenzo Spina, Lucas Schirbel, Marília Carlos e Diego Lorenzo de Oliveira, além de diversos outros pesquisadores no Brasil, Estados Unidos, Alemanha e Austrália.

Jorge é um reconhecido líder na caracterização de estrelas parecidas com Sol, e tem atuado na USP em diversas frentes: pesquisa, ensino, divulgação científica e orientação de estudantes. Recentemente, ele foi indicado ao Prêmio Faz Diferença, categoria sociedade, saúde e ciência, pelo jornal O Globo em reconhecimento ao trabalho que ele tem feito no Brasil.

eso1529ajpg

Impressão artística do gêmeo de Júpiter orbitando a estrela gêmea do Sol HIP 11915, uma descoberta feita pelo nosso grupo de pesquisa. Crédito: ESO/L. Benassi.

A importância da astronomia para o Brasil

A ciência é feita por profissionais que dedicam seu tempo explorando as fronteiras do conhecimento. Isso é feito não somente em laboratórios, mas também em escritórios, salas de aula, ao ar livre, aonde quer que haja uma pergunta a ser respondida. Muitas perguntas que pessoas tiveram no passado hoje são a base para o florescimento de tecnologias que fazem parte do nosso dia-a-dia. Um exemplo comum é a câmera do seu telefone celular: o detector que ela utiliza foi desenvolvido por astrônomos há várias décadas para registrar imagens de objetos no céu.

E as descobertas fortuitas da empreitada científica são apenas uma faceta dos benefícios que ela traz. Estudantes que se interessam por ciência e aos quais são oferecidas as devidas oportunidades vêm a se tornar profissionais altamente treinados e especializados, que são essenciais para o progresso da indústria.

A astronomia é uma das ciências que mais suscita a curiosidade e admiração nas pessoas: basta olhar por um telescópio para observar as crateras lunares ou os anéis de Saturno, e de repente nos sentimos mais conectados com o Universo. Até mesmo sem um telescópio: basta olhar para cima, e certamente há algo interessante a ser descoberto. Nós astrônomos somos movidos por essa curiosidade, e através dela produzimos contribuições para o avanço do conhecimento e da educação no Brasil, além de treinar jovens profissionais para carreiras em tecnologia.

O Brasil tem se tornado um dos países com crescimento mais rápido na produção de conhecimento em astronomia no mundo, contribuindo inclusive na recente detecção de ondas gravitacionais, e conta anualmente com participantes em olimpíadas internacionais de astronomia. Nós não podemos nos dar ao luxo de perder esse impulso ganho nos últimos anos, e por isso vamos lutar para manter o Brasil na vanguarda da astronomia.

Por que precisamos da sua ajuda

Os estudantes de mestrado e doutorado de nosso grupo estão participando ativamente na produção de ciência de ponta para a busca de exoplanetas e estudo  de estrelas e a Via Láctea utilizando dados obtidos nos observatórios em terra mais avançados do mundo. Nós temos resultados e descobertas importantes para dividir com a comunidade científica e contribuir para o reconhecimento da ciência realizada aqui em solo brasileiro.

Esse networking é crucial para a inserção da nossa ciência em um contexto mundial. E para realizá-lo, é necessário participar em congressos científicos no Brasil e no mundo, onde líderes, estudantes e pesquisadores se reúnem para debater e dividir suas descobertas. Sem essa discussão, investimentos na ciência são desvalorizados, e nossos jovens cientistas se tornam menos competitivos internacionalmente.

Nós não temos, no entanto, os fundos necessários para custear as viagens para participação nesses congressos. Normalmente, as instituições educacionais e de fomento à ciência disponibilizam tais fundos (tais como CAPES e CNPq), mas os cortes financeiros a essas instituições limitou severamente a capacidade de financiamento a estudantes e pesquisadores brasileiros.

Caso você doe para esta campanha, seu dinheiro será usado para financiar a participação de nossos membros em congressos científicos internacionais. Além de contribuir significativamente para o avanço da astronomia brasileira, nós estamos oferecendo diversas recompensas para os doadores.

Como as doações serão investidas

Nós estamos pedindo 15 mil reais nesta campanha. A seguir, você confere nosso plano de destinação de investimentos:

  • R$ 4500 para custear as passagens e alimentação de Marília Carlos para participar do congresso The AGB-Supernovae Mass Transition, que será realizado em Roma (Itália), de 27 a 31 de março de 2017

  • R$ 5000 para custear as passagens, hospedagem, inscrição e alimentação de Leonardo dos Santos para participar do congresso The Impact of Binaries in Stellar Evolution, a ser realizado em Munique (Alemanha), de 3 a 7 de julho de 2017

  • R$ 4200 para custear as passagens, hospedagem, inscrição e alimentação de Henrique Reggiani para participar do 334º Simpósio da União Astronômica Internacional, a ser realizado em Postdam (Alemanha), de 10 a 14 de julho de 2017, e também do congresso The Impact of Binaries in Stellar Evolution, a ser realizado em Munique (Alemanha), de 3 a 7 de julho de 2017

  • R$ 1300 para custear a hospedagem, inscrição e alimentação de Jhon Yana Galarza para participar do congresso The Third Workshop on Extremely Precise Radial    Velocities, a ser realizado na Pennsylvania State University (Estados unidos), de 14 a 17 de agosto de 2017

Os valores acima são previsões de gastos levando em conta os atuais preços de passagens e cotações das moedas internacionais. Caso sobre alguma quantia após os congressos, ela será utilizada para custear a participação de estudantes que necessitem de ajuda financeira para participar do Workshop Precision Spectroscopy 2017, que estamos organizando na USP.

No caso de não conseguirmos atingir a meta de R$ 15 mil ou as cotações de moedas internacionais subirem abruptamente, será necessário racionar os fundos arrecadados. Por exemplo, utilizamos as doações para pagar as passagens, e a hospedagem e alimentação terão que sair do nosso próprio bolso, ou estabelecemos uma ordem de prioridade na participação dos congressos.

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021