Solidariedade / Pessoas / Saúde / Caridade

Ajude o caso Alyne Bautista

ID da vaquinha: 2030620
Ajude o caso Alyne Bautista
URL copiada!
2%
Arrecadado
R$ 14.705,00
de
Meta
R$ 600.000,00
Apoiadores
72
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Olá amigos, muita gente tem me perguntado como poderia me ajudar. 

O “Caso Alyne Bautista” ganhou repercussão quando fui presa em 14/04/2021 pela Juíza Ada Galvão, da 4ª Vara Criminal de Natal. Fui solta através de Habeas Corpus concedido pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Gilson Barbosa em 22/04/2021.

Eu entreguei “ao Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte uma série de documentos públicos que mostrariam que o juiz Jarbas Bezerra e Lígia Limeira eram sócios do CEBEC (Centro Brasileiro de Educação e Cidadania), empresa que forneceu ao Governo do Estado as cartilhas “Cidadania A-Z”, distribuídas nas escolas da rede estadual de ensino durante o Setembro Cidadão, projeto de incentivo à cidadania.

Os contratos, realizados sem licitação, teriam rendido um total de R$ 5.625.370,00 ao CEBEC, caso a auditora Alyne Bautista não tivesse apresentado denúncia junto ao Tribunal de Contas do Estado, que recomendou a suspensão do contrato e do pagamento da última parcela da compra das cartilhas no valor de R$ 2.015.880,00” (https://www.saibamais.jor.br/caso-alyne-bautista-depois-de-voltar-para-casa-e-lidar-com-a-perda-de-pessoas-proximas-auditora-fiscal-diz-que-tem-sofrido-com-efeitos-da-prisao/#:~:text=Depois%20de%20quase%2010%20dias,haver%20motivos%20para%20a%20pris%C3%A3o )

Em razão de minha denúncia, os donos da empresa já abriram ou pediram que abrissem 9 ações contra mim. Fora a defesa em todos esses processos, tive que entrar com um Mandado de Segurança, três Habeas Corpus, Reconvenção no processo cível e terei que entrar com ação regressiva contra os autores por denunciação caluniosa, abuso de autoridade, calúnia, difamação, injúria entre outros crimes que têm cometido contra mim. Esse trabalho é caríssimo. Apesar de ser funcionária pública e ter agido no interesse do dinheiro pago por todos nós Brasileiros, o Ministério Público não tem representado em minha defesa, como seria de se esperar. Nosso país precisa desenvolver uma legislação robusta de proteção a denunciantes para que a corrupção realmente seja combatida no Brasil. Caso contrário, NINGUÉM vai querer passar pelo que estou passando e os órgãos fiscalizatórios jamais saberão o que ocorre dentro dos órgãos públicos.

Conto com a ajuda de vocês para arcar com parte dos gastos que essa força tarefa está requerendo. Como servidora pública não tenho como arcar sozinha com tudo isso. Já estou me endividando para enfrentar tantas ações.

Abaixo relação de ações já abertas pelos donos do CEBEC, Juiz Criminal Jarbas Bezerra e Servidora do TRE Lígia Limeira contra mim ou a seu pedido. São as que  tenho ciência até o presente momento:

Mais informações sobre o meu caso:

https://marceloauler.com.br/auditora-passa-7-dias-presa-por-denuncias-envolvendo-juiz/ 

https://www.sindifisconacional.org.br/caso-de-auditora-estadual-potiguar-evidencia-a-urgencia-de-uma-lei-organica-para-o-fisco/

Desde já agradeço toda a solidariedade dos amigos, familiares e milhares de pessoas desconhecidas que sofreram e até choraram com a minha prisão somente porque tenho comunicado fatos públicos às pessoas que são as verdadeiras titulares do dinheiro que é gasto pelos órgãos públicos.

Com amor e gratidão estamos juntos na luta por um Brasil melhor para as futuras gerações como já lutava meu pai: José Walter Bautista Vidal.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021