Cover newventureslab
Thumb vakinha stories

Vakinha de
Agência Ajuri
MANAUS/AM

Ajude a criar a primeira agência de fact checking da Amazônia!

Objetivo
R$ 7.000,00
Arrecadado
R$ 1.500,00
$ contribua

Estamos viabilizando a criação da primeira agência de notícias baseada em fact checking da Amazônia e contamos com a sua ajuda para transformar essa ideia em realidade! Precisamos de suporte financeiro para garantir nosso transporte de Manaus até São Paulo para participar do New Ventures Lab!

Criada em
28/11/2017
Encerra em
20/05/2018

[Español Abajo] [English Below] 

Queremos viabilizar a criação da primeira agência de notícias baseada em fact checking da Amazônia!

Para transformar nossa ideia em realidade, inscrevemos um projeto inicial para o New Ventures Lab*, idealizado e desenvolvido pelas Chicas Poderosas**. E fomos selecionadas!

Agora, para participar do NVL e seguir com a construção da nossa agência, precisamos garantir nosso transporte de Manaus até São Paulo para as 3 sessões presenciais, que ocorrerão no primeiro semestre de 2018, na sede do Google News Lab. E é para isso que precisamos da sua ajuda!

Para entender melhor:

O que é fact checking?

Você pode não conhecer o termo, mas certamente sabe que uma boa checagem é a essência de um bom jornalismo.  Apesar de ter sido criado em 1990, nos Estados Unidos, o fact checking chegou tardiamente ao Brasil. Apenas nos últimos anos temos visto um crescimento dessa ferramenta/narrativa impulsionado por iniciativas como a Agência Lupa [http://piaui.folha.uol.com.br/lupa/], Aos Fatos [https://aosfatos.org/], Truco [https://apublica.org/checagem/], dentre outras.

Para além de uma ferramenta da narrativa jornalística, a checagem, seja de informações, boatos ou discursos é fundamental para o exercício da cidadania, pois se estivermos pautados em informações verificadas podemos contribuir para o aperfeiçoamento da democracia: voto consciente, debate público qualificado, controle social e até participação na elaboração de políticas. Além disso, partindo do princípio que tudo que é publicizado tem uma intencionalidade, devemos atentar para o que é e como é dito.

Por que eu devo contribuir para esse projeto?

Nossa intenção é construir a primeira agência de fact checking da Amazônia. Um objetivo ousado à primeira vista, mas urgente e necessário. Assim, ao nos ajudar, você estará colaborando com o desenvolvimento de um projeto de jornalismo independente, cuja responsabilidade será produzir notícias com base em informações verificadas, combatendo a disseminação de notícias falsas e checando a veracidade de dados usados por políticos locais em suas declarações.

A quem estarei ajudando?

Nossa equipe é formada por quatro profissionais:

Agda Sales - relações públicas formada pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Trabalhou na Assessoria de Comunicação e na Assessoria de Relações Internacionais da Ufam, tem experiência em produção de eventos e coordenação de comunicação e captação de parcerias na iniciativa RP Manaus. Egressa do curso de Power of Persuasion and Emotional Intelligence da International Summer School da Universidade da Coruña. Desenvolveu estudos de Mídias Sociais com ênfase em estudos do ambiente virtual e digital influencers.

Jéssica Botelho - jornalista e pesquisadora. É mestranda no Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (PPGCCOM Ufam) e coordenadora do Núcleo de Estudos e Práticas em Cibercultura (Nepciber). Atua em temas relacionados à jornalismo e questões digitais na perspectiva amazônica, é integrante do Youth Observatory of Internet Society e egressa da Escola de Governança da Internet do CGI.Br e da Escola InternetLab para Jornalistas, integrou também o Lab F5***.

Nathane Dovale - jornalista e pesquisadora. Atualmente cursa pós-graduação em Jornalismo Digital na PUCRS, onde desenvolve projeto de uma plataforma digital sobre questões de gênero na música da região Norte. Trabalhou com comunicação colaborativa em festivais culturais na cidade de Manaus, foi repórter de jornais impressos (Diário do Amazonas e Amazonas Em Tempo) e de sites (Em Tempo e D24AM). Também foi assessora de imprensa do Ministério Público Federal do Amazonas e da Fiocruz Amazônia.

Polyandra Batista - designer (ênfase em interfaces digitais) e estudante de Relações Públicas. Participou de projetos de tecnologia da informação e comunicação como o Lab F5, entre outros projetos de naming, identidade visual e redes sociais. Desenvolveu pesquisas de UX, entre elas um projeto sobre fact checking. Tem experiência em assessoria de imprensa e comunicação interna da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT).

 

* O New Ventures Lab é um programa de aceleração de 17 semanas que fornece educação, orientação e acesso a oportunidades de financiamento para organizações, em fase inicial, de mídias digitais independentes e lideradas por mulheres. Mais em https://chicaspoderosas.org/open-applications-nvl/

** Chicas Poderosas é um movimento que incentiva mulheres a liderarem projetos independentes de mídia e tecnologia por toda América Latina e, por isso, articulam eventos, parcerias e redes de apoio aos projetos. Mais em : https://chicaspoderosas.org/pt/

*** Lab F5 é o Laboratório de Jornalismo Experimental em Rede da Universidade Federal do Amazonas. Projeto de iniciação em inovação tecnológica que desenvolve ensino, pesquisa e extensão desde 2012.

_______________________________________________________________________________________________________________

¡Queremos viabilizar la creación de la primera agencia de noticias basada en fact checking de la Amazonía!

Para transformar nuestra idea en realidad, inscribimos un proyecto inicial para el New Ventures Lab *, idealizado y desarrollado por las Chicas Poderosas **. ¡Y fuimos seleccionados!

Ahora, para participar en NVL y seguir con la construcción de nuestra agencia, necesitamos garantizar nuestro transporte desde Manaos hasta Sao Paulo para las 3 sesiones presenciales, que tendrán lugar en el primer semestre de 2018, en la sede de Google. ¡Necesitamos su ayuda!

Para entender mejor:

¿Qué es fact checking ?

Usted puede no conocer la expresión, pero ciertamente sabe que un buen verificación es la esencia de un buen periodismo. A pesar de haber sido creado en 1990, en los Estados Unidos, el fact checking llegó tardíamente a Brasil. Sólo en los últimos años hemos visto un crecimiento de esa narrativa impulsado por iniciativas como la Agencia Lupa [http://piaui.folha.uol.com.br/lupa/], Aos Fatos [https://aosfatos.org/], Truco [https://apublica.org/checagem/], entre otras.

Además de una herramienta de la narrativa periodística, la verificación, sea de informaciones, rumores o discursos es fundamental para el ejercicio de la ciudadanía, pues si estamos pautados en informaciones verificadas podemos contribuir al perfeccionamiento de la democracia: voto consciente, debate público cualificado, control social e incluso participación en la elaboración de políticas. Además, partiendo del principio de que todo lo que es publicitado tiene una intencionalidad, debemos prestar atención a lo que es y cómo se dice.

¿Por qué debo contribuir a este proyecto?

Nuestra intención es construir la primera agencia de fact checking de la Amazonía. Un objetivo audaz a primera vista, pero urgente y necesario. Así, al ayudarnos, usted estará colaborando con el desarrollo de un proyecto de periodismo independiente, cuya responsabilidad será producir noticias basadas en información verificada, combatiendo la diseminación de noticias falsas y revisando la veracidad de datos usados ​​por políticos locales en sus declaraciones.

¿A quién estoy ayudando?

Nuestro equipo está formado por cuatro profesionales:

Agda Sales - relaciones públicas formada por la Universidad Federal del Amazonas (Ufam). Trabajó en la Asesoría de Comunicación y en la Asesoría de Relaciones Internacionales de Ufam, tiene experiencia en producción de eventos y coordinación de comunicación y captación de alianzas en la iniciativa RP Manaus. Egresada del curso de Power of Persuasion and Emotional Intelligence de la International Summer School de la Universidad de Coruña. Desarrolló estudios de Medios Sociales con énfasis en estudios del ambiente virtual y digital influencers.

Jéssica Botelho - periodista e investigadora. Estudiante de maestria en el Programa de Post-grado en Ciencias de la Comunicación de la Universidad Federal del Amazonas (PPGCCOM Ufam) y coordinadora del Núcleo de Estudios y Prácticas en Cibercultura (Nepciber). En la perspectiva amazónica, actúa en temas relacionados al periodismo y cuestiones digitales, es miembro del Youth Observatory de Internet Society y egresado de la Escuela de Gobernanza de Internet del CGI.Br y de la Escuela InternetLab para Periodistas, integró también el Lab F5 ***.

Nathane Dovale - periodista e investigadora. Actualmente cursa postgrado en Periodismo Digital en la PUCRS, donde desarrolla proyecto de una plataforma digital sobre cuestiones de género en la música de la región Norte. Trabajó con comunicación colaborativa en festivales culturales en Manaus, fue reportero de periódicos impresos (Diário do Amazonas y Amazonas Em Tempo) de sitios web (Em Tempo y D24AM). También fue asesora de prensa del Ministerio Público Federal del Amazonas y de la Fiocruz Amazonia.

Polyandra Batista - diseñador (énfasis en interfaces digitales) y estudiante de relaciones públicas. Participó en proyectos de tecnología de la información y comunicación como el Lab F5***, entre otros proyectos de naming, identidad visual y redes sociales. Desarrolló investigaciones de UX, entre ellas un proyecto sobre fact checking. Tiene experiencia en asesoría de prensa y comunicación interna de Universidad Federal del Amazonas (Ufam) y del Instituto de Desarrollo Tecnológico (INDT).

 

* New Ventures Lab es un programa de aceleración de 17 semanas que proporciona educación, orientación y acceso a oportunidades de financiación para las organizaciones en fase inicial de medios digitales independientes y liderados por mujeres. Más en https://chicaspoderosas.org/open-applications-nvl/

** Chicas Poderosas es un movimiento que alienta a mujeres a liderar proyectos independientes de medios y tecnología por toda América Latina y, por eso, articulan eventos, alianzas y redes de apoyo a los proyectos. Más en: https://chicaspoderosas.org/es/

*** Lab F5 es el Laboratorio de Periodismo Experimental en Red de la Universidad Federal del Amazonas. Proyecto de iniciación en innovación tecnológica que desarrolla enseñanza, investigación y extensión desde 2012.

_______________________________________________________________________________________________________________

We want to enable the creation of the first news agency based on fact checking in Amazon region!

To turn our idea into reality, we enter an initial project for the New Ventures Lab *, idealized and developed by the Chicas Poderosas**. And we were selected!

Now, to participate in the NVL and continue with the construction of our agency, we need to ensure our transportation from Manaus to São Paulo for the 3 face-to-face sessions, which will take place in the first half of 2018 at Google headquarters. And that's what we need your help for!

To better understand:

What is fact checking?

You may not know the term, but you certainly know that a good check is the essence of good journalism. Although it was created in 1990, in the United States, the fact of checking arrived late in Brazil. Only in recent years have we seen a growth of this narrative driven by initiatives such as the Agência Lupa [http://piaui.folha.uol.com.br/lupa/], Aos Fatos [https://aosfatos.org/], Truco [https://apublica.org/checagem/], among others.

Beyond a tool of journalistic narrative, checking, whether for information, rumors or speech is fundamental for the exercise of citizenship, because if we are based on verified information we can contribute to the improvement of democracy: conscious vote, qualified public debate, control participation in policy-making. Moreover, assuming that everything that is advertised has an intentionality, we must pay attention to what is and how it is said.

Why should I contribute to this project?

Our intention is to build the first certification agency of the Amazon. A daring goal at first sight, but urgent and necessary. So by helping us, you will be collaborating in the development of an independent journalism project whose responsibility is to produce news based on verified information, fighting the spread of false news and checking the veracity of data used by local politicians in their statements.

Who am I helping?

Our team is formed by four professionals:

Agda Sales - public relations graduated from the Federal University of Amazonas (Ufam). She has worked in the Advisory Office of Communication and in the International Relations Office of Ufam, has experience in event production and coordination of communication and recruitment of partnerships in the RP Manaus initiative. Graduated from the Power of Persuasion and Emotional Intelligence course at the International Summer School of the University of Coruña. She has developed studies of Social Media with emphasis in studies of the virtual environment and digital influencers.

Jéssica Botelho - journalist and researcher. Master's student in the Postgraduate Program in Communication Sciences of the Federal University of Amazonas (PPGCCOM Ufam) and coordinator of the Nucleus of Studies and Practices in Cyberculture (Nepciber). She is a member of the Youth Observatory of the Internet Society and a member of the CGI.Br School of Internet Governance and the InternetLab School for Journalists. She has also been part of Lab F5 ***.

Nathane Dovale - journalist and researcher. Currently holds a postgraduate degree in Digital Journalism at PUCRS, where she develops a digital platform on gender issues in music from the North region. Worked with collaborative communication at cultural festivals in the city of Manaus, was a newspaper reporter (Diário do Amazonas and Amazonas Em Tempo) and websites (Em Tempo and D24AM). She was also a press officer for the Federal Public Ministry of Amazonas and Fiocruz Amazônia.

Polyandra Batista - designer (emphasis on digital interfaces) and student of Public Relations. She participated in information and communication technology projects such as Lab F5***, among other naming projects, visual identity and social networks. He has developed UX surveys, among them a fact checking project. Has experience in press and internal communication of University Federal of Amazon (Ufam) and the Institute of Technological Development (INDT).

 

* New Ventures Lab is a 17-week acceleration program that provides education, guidance, and access to funding opportunities for early-stage organizations of women-led and independent digital media. More at https://chicaspoderosas.org/open-applications-nvl/

** Chicas Poderosas is a movement that encourages women to lead independent media and technology projects throughout Latin America and, therefore, articulate events, partnerships and project support networks. More at: https://chicaspoderosas.org/en/

*** Lab F5 is the Laboratory of Experimental Journalism in Network of the Federal University of Amazonas. Initiation project in technological innovation that develops teaching, research and extension since 2012.

$ contribua

Novidades (1)

Agência Ajuri publicou em 11 de Abril de 2018:

Em maio teremos uma surpresa para nossos apoiadores e apoiadoras!

Quem ajudou (23)

  • Claudio Pinheiro
    em 11 de Abril de 2018 diz: Sucesso ao projeto.

  • Rodrigo Araújo
    em 03 de Abril de 2018 diz: Excelente projeto!

  • Camila Suzan Sena Santana
    em 27 de Março de 2018 diz: Esse projeto é essencial, em tempos de fake news nada melhor que um projeto que visa informar verdadeiramente a sociedade. Desejo sorte, espero contribuir mais em breve. Abraço!

  • Desirèe Luíse
    em 25 de Março de 2018 diz: Meninas, toda força no desenvolvimento do projeto! Informação de qualidade é essencial em uma democracia. Abraço

  • Marcelo Victor de Lima
    em 17 de Março de 2018 diz: Bom trabalho e boa sorte a todas!!

  • Kátia Brasil
    em 17 de Março de 2018 diz: Boa sorte e coragem!

  • Luciano De Sampaio
    em 08 de Março de 2018 diz: Moças, adorei MUITO a ideia da agência de fact checking na amazônia e apesar de não estar podendo contribuir muito mais financeiramente, queria deixar um contato meu para conversarmos com mais calma pois sou professor no curso de Jornalismo da UNIR - federal de Rondônia - em Vilhena. Queria ver com vocês alguma maneira de formar uma ponte bacana para numa dessas trazê-las para cá, ou pelo menos uma videoconferência, para conversar com o pessoal do curso daqui.

  • Anne Jezini
    em 08 de Março de 2018 diz: Sucesso, meninas!

Contato

Envie uma mensagem diretamente para o dono desta Vakinha.





Denuncie

Iremos verificar sua denúncia e entrar em contato com o dono da Vakinha.