Ajuda Solidária

ID da vaquinha: 519786
Ajuda Solidária
SILVIA IDELI RIBEIRO
São Paulo / SP
108%
Arrecadado
R$ 107.522,34
de
Meta
R$ 100.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Desde o dia 13 de março, temos vivido a maior provação de nossas vidas e rezado fervorosamente por um milagre. Após um feriado de carnaval em família, curtindo juntos como sempre fizemos em todo tempo livre que tínhamos, voltamos pra casa e a Silmara não se sentia bem. Estava fraca, abatida, se sentia muito cansada, com sono e com uma sensação angustiante de que havia “algo ruim” (palavras dela) dentro dela. Talvez até tenhamos subestimado um pouco este cansaço que ela já reclamava há um tempo. Mas pra ela e para nós, isso era consequência da rotina com as nossas três filhas: Duda, 12 anos, Lívia, 9 anos, e Lorena, 7 meses, que não é fácil! Amamentando e acordando várias vezes à noite ainda, dificilmente ela não estaria cansada. Mas aquele feriado foi diferente. Ela não se aguentava em pé, e resolvemos ir ao médico. Haviam três suspeitas: anemia megaloblástica, dengue ou leucemia mieloide aguda (LMA). Oramos aquela noite inteira para que fosse um dos primeiros, pois só o fato de pensar em ser leucemia já nos aterrorizava, mas infelizmente os exames confirmaram que era isso, e pior: um tipo raro e agressivo. Naquele dia começou a nossa luta. A Silmara, muito temente a Deus e sempre com uma postura de super mãe, declarou sua guerra contra a doença, deixando claro que Deus está conosco e não vai permitir que ela parta sem ver nossas filhas crescerem. Pra ela não importava o que ela iria passar neste tratamento, os problemas que viriam por conta da baixa imunidade ou até a queda de cabelo, ela só queria voltar para casa, voltar para nós e para a nossa família. E prometi que farei tudo que estiver ao meu alcance para ajudá-la nessa missão, pois ela é tudo pra nós. É a mulher da minha vida e a melhor mãe que eu já conheci. Tratamento A primeira quimio começou naquela mesma semana, mas não surtiu os efeitos que esperávamos. Como complicação do processo da quimio, a imunidade caiu bastante e ela teve pneumonia, uma infecção intestinal, que fez ela ter que parar de comer e começar a alimentação parenteral. Além disso, para piorar, apareceram fungos nos pulmões, que se persistirem, podem necrosar partes deles. O segundo diagnóstico veio logo após o fim da primeira quimio: a doença não recuou e ela terá que fazer o transplante de medula óssea. Já estamos buscando um doador. Mas, antes disso, precisa fazer mais duas ou três quimioterapias e estar bem. Com o quadro se agravando, era urgente o início de outra quimio e nosso médico sugeriu uma medicação nova, que chegou no Brasil em janeiro deste ano e ela está usando. Graças a Deus tenho meu emprego e convênio, e uma família que nos ajuda muito, do contrário sei que a situação poderia ser ainda pior. Mas infelizmente a doença é rápida e agressiva e ela não espera os trâmites burocráticos de convênio, hospital, justiça etc. Tenho que ajudar a salvar a mãe das minhas filhas e isso é urgente. Assim, além de agradecer por todas as orações, doações de sangue, cadastro pra doação de medula e doações de glóbulos brancos, peço que quem puder contribuir, nos ajude nesta “vaquinha” para pagar os custos com as necessidades para ajudar a Silmara no que for preciso. Obrigado mais uma vez pelas orações e por todo carinho. Vocês não fazem ideia do quanto tudo isso nos dá força e renova a nossa fé. Que Deus tenha misericórdia da minha família. Amém. #silmaravilha #jadeucerto #juntossomosmaisfortes Grande abraço, Marcelo (marido da Silmara), Silmara, Duda, Lívia e Lorena.

Muito obrigado a todos,

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.
Elementos SVG

Curta e compartilhe nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados. 2020