Cover 12287469 991686080888117 1802798331 o
Thumb 11218696 1490858677882401 8374564674563004195 n

Vakinha de
Nadia Bambirra dos Santos
Rio de Janeiro/RJ

A Serpente

ID da vaquinha: 25500

Objetivo
R$ 10.000,00
Arrecadado
R$ 1.165,00
$ contribua

A última peça de Nelson Rodrigues estreia em janeiro, no Pequeno Nathalia. Dirigida por Nadia Bambirra e com músicas ao vivo por Renan Peruscelo, a montagem, idealizada pelos atores Bruno Daltro e Tom Moreis, também traz no elenco Laís Pinho, Maytê Piragibe e Indira Nascimento. Este valor é parte do orçamento total do projeto e será revertido para a confecção de cenário e figurino. Com amor, AS.

Criada em
13/10/2015
Encerra em
15/01/2016

SINOPSE

"Guida e Lígia. A primeira vê na morte a realização do amor sem retorno possível, sem arrependimento, eterno. A segunda, desiludida brutalmente pelo marido Décio, pensa da mesma forma. As duas disputam o mesmo homem, Paulo, o diretor do pacto de morte e é ela quem deve escolher sua acompanhante o rito. Tudo se desenvolve num clima de amor absoluto, que quer a consagração da morte. Quem morre por um ser amado, leva consigo o consolo da eternidade de seu sentimento".

POR QUE A SERPENTE?

“Quando Tom Moreis me convidou para um exercício de montar Nelson Rodrigues, foi um desafio, a minha primeira direção em teatro. Topei na hora. Ultima peça de Nelson, um exercício, um presente para quem tem atores como matéria prima. Nelson Rodrigues é um conhecedor das emoções escondidas, de palavras não ditas. Ele nos permite mergulhar na alma das personagens. Duas irmãs, Ligia (Laís Pinho) e Guida (Maytê Piragibe) se amam, se invejam, se odeiam, e se desejam... Os maridos, Décio (Bruno Daltro), um homem que sequer conheceu o prazer solitário, não consegue ter relações com Ligia, se descobre com a Negra das Ventas Triunfais, a lavadeira da casa (Indira Nascimento), Paulo (Tom Moreis), o marido que vai ser emprestado por uma noite para a cunhada. Assim, nessa rede, nossas personagens vivem uma trama psicológica, digna do autor. Mantivemos o texto na íntegra e inclusive as indicações de direção - que sempre são tão precisas - a prosódia e a loucura. No espaço cênico, o desafio é a janela, e para isso convidamos José Dias para criar a cenografia. A música será tocada ao vivo por Renan Peruscelo e a Iluminação de Rodrigo Turazzi com supervisão de Ricardo Fujii. A possibilidade de estrear no Pequeno Nathalia tornou tudo isso ainda mais mágico, por ser um espaço criado por um artista, Wolf Maya, que faz parte da minha trajetória, um mestre, admirável, por toda sua obra e mais essa realização: Teatro Nathália Timberg, anexo à Escola de Atores Wolf Maya. Assim, com a iniciativa de dois jovens atores e alunos da escola, Tom e Bruno, apresentamos "A Serpente”.  Nadia Bambirra

POR QUE NELSON?

Nelson Rodrigues foi um divisor de águas dentro da criação teatral. Seu interesse em mostrar o subúrbio denuncia a hipocrisia e a falsidade por trás das belezas da classe média carioca. Para o dramaturgo, o sexo reprimido e deformado por uma gama de costumes morais, sociais e religiosos faz com que seus personagens, tipos criados a partir da realidade das grandes cidades, tornem-se alienados ou conturbados a ponto de tornar seus desejos ou fobias verdadeiras obsessões que levam ao suicídio, adultério ou incesto. É o caos da cidade grande agindo juntamente com os conflitos psicológicos dentro do homem moderno. A crueza e a obscenidade estão sempre presentes para dar ao leitor ou à plateia a verdadeira e honesta dimensão da mente humana.

FICHA TÉCNICA

Texto: Nelson Rodrigues

Direção: Nadia Bambirra

Elenco: Bruno Daltro (Décio), Indira Nascimento (Negra das Ventas Triunfais), Laís Pinho (Lígia), Maytê Piragibe (Guida) e Tom Moreis (Paulo).

Iluminação: Rodrigo Turazzi

Supervisão de Iluminação: Ricardo Fujii

Cenografia: José Dias

Figurino: Alex Brollo

Direção musical e Composição: Renan Peruscello

Programação Visual: Fábio Nóbrega

Produção Executiva: Bruna Fachetti

Fotos: Ricardo Fujii Rodrigo Turazzi

Maquiagem e cabelo: Adriel Pires

Assistentes de Direção: Carolina Alfradique e Marilha Galla

Stand-ins: Carolina Alfrafique, Jeniffer Dias e Marilha Galla

Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias

DEPOIMENTOS

"Contribuir. Uma palavra tão bonita e tão pouco utilizada na prática. Contribuir com quem precisa mais que a gente, doando o nosso tempo, o nosso dinheiro. Contribuir com a propagação da arte, com o incentivo aos movimentos artísticos. Escolha a sua forma de ajudar, a gente faz um mundo melhor olhando ao nosso redor e não somente para o nosso próprio umbigo. Que tal começar apoiando uma peça de teatro?" A primeira como diretora da minha grande amiga @nadiabambirra". Mel Fronckowiak

LINKS

Entrevista com Nelson sobre A Serpente: http://www.nelsonrodrigues.com.br/site/comnelson_det.php?Id=7

Entrevista com Laís Pinho sobre a peça: http://kogut.oglobo.globo.com/noticias-da-tv/noticia/2015/09/com-45kg-atriz-que-foi-ninfeta-em-imper...

                

                            

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (15)

  • Sergio Vidal
    em 11 de Dezembro de 2015

  • fabio bak
    em 02 de Dezembro de 2015

  • Carolina Maltese Montrezor
    em 30 de Novembro de 2015

  • Ana Claudia
    em 23 de Novembro de 2015

  • Eduardo Khenaifes
    em 17 de Novembro de 2015 diz: Sucesso no projeto !!

  • Cleoni Faquetti
    em 09 de Novembro de 2015 diz: Sucesso!!!!!!!

  • Belinha Lopes
    em 05 de Novembro de 2015 diz: VIDA LONGA ao projeto de vocês! Parabéns a todos e sucesso! Em especial para minhas amigas Mayte e Nadia! Contem comigo! Beijos

  • Izabella Teixeira Van Hecke
    em 05 de Novembro de 2015 diz: Queridos colegas eu desejo que vocês consigam por a peça em cartaz o mais breve possível. Parabéns pela inciativa de investir no Teatro Brasileiro. E Parabéns pela excelente escolha da Nadia Bambirra como diretora. Desejo muita MERDAAAA!!!!E contem comigo na estreia. Bjs Izabella Van Hecke.

Denuncie

É necessário estar identificado para fazer uma denúncia. Registre-se ou faça login.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.