Conheça o Vakinha

O Vakinha é hoje o maior site de vaquinhas online do Brasil. Mas você sabe como essa história começou?

A ideia inicial do Vakinha surgiu lá em 2006, no casamento do Luiz Felipe Gheller, um dos fundadores. O Felipe casou com a irmã de outro fundador do Vakinha, o Fabrício, e no momento do casamento eles não queriam presentes físicos, como geladeira, fogão, etc, porque iam se mudar para fora do Brasil. Estavam buscando meios de transformar esses presentes que o pessoal geralmente dá em dinheiro.

Na época, a única alternativa viável para isso eram as agências de viagem, que faziam listas de casamento em dinheiro, mas o processo era horrível. No fim das contas, eles acabaram optando por botar uma urna no dia do casamento para que o pessoal colocasse o dinheiro dentro. 

Já antes do casamento, Felipe e Fabrício começaram a perceber que esse era um problema que devia ter uma solução melhor. Começaram a discutir ideias para resolver esse problema, ainda focando na questão dos presentes.

Muita discussão e algumas ideias malucas depois, a ideia começa a parecer um modelo de negócio promissor. Fabrício convidou outro amigo, Diego Izquierdo, para amadurecer a ideia e participar do projeto.  "A ideia ficou guardada por dois anos até que a empresa onde eu e o Diego trabalhávamos fechou e decidimos tocar a ideia em frente. Chegamos ao conceito da vaquinha e conseguimos investidores que financiaram o desenvolvimento do piloto", conta Fabrício.

Lançamento do Vakinha

Em janeiro de 2009, o Vakinha foi lançado com uma proposta muito simples: levar a prática de fazer uma vaquinha para a internet. “Lançamos sem ter nenhuma outra plataforma para copiar. Nem o Kickstarter havia surgido ainda. Depois dele é que o termo “crowdfunding” se popularizou.”, conta Felipe.

Para agregar credibilidade, fizeram uma parceria com o UOL, que se tornou responsável pela guarda do dinheiro. Com o crescimento do site, e a necessidade cada vez maior de ferramentas específicas, o Vakinha passou a operar de forma independente no mercado a partir de setembro de 2009, quando o Diego saiu do negócio por motivos pessoais.

Os primeiros anos foram muito complicados. Mesmo com indicativos de que o site crescia e um número cada vez maior de vaquinhas online sendo criadas, o volume transacionado não era suficiente para manter o negócio. Negociações frustradas com grandes empresas também minavam a cabeça dos empreendedores.

Ao final de 2012, depois de terem ficado absolutamente sem dinheiro por 5 vezes, Fabrício e Felipe decidiram fechar o escritório e reduzir o custo da operação do negócio ao mínimo possível. Em função do corte de custos, decidiram que somente Fabrício, com um custo mais baixo, ficaria responsável por manter o negócio ativo tocando a operação da casa dos pais.

Felipe, depois de tentativas frustradas de conseguir voltar ao mercado, montou um e-commerce de calçados para conseguir pagar suas contas. Tocado também de casa, com o estoque na casa dos pais, a loja online acabou sendo crucial para ele e também para o Vakinha.

Nesse meio tempo, ainda em 2013, o Vakinha atingia seu ponto de equilíbrio. Apesar de ser muito mais pela redução de despesas que pelo aumento da receita, ao menos o site conseguiu sobreviver por si próprio e, devagar e sempre, cresceu.

Em 2014, com o Vakinha mais estável e a loja de Felipe já tendo uma sede compartilhada com outras empresas, Felipe e Fabrício decidiram que o Vakinha merecia uma remodelagem que tornasse o site mais escalável.

Ao final de 2014, a loja online de Felipe passava a ter uma sede própria, e Fabrício (e o Vakinha) também se mudaram para lá. Em março de 2015, depois de alguns meses de desenvolvimento, o novo site do Vakinha foi lançado, trazendo novas possibilidades de crescimento.

Foi somente a partir desse momento que o Vakinha começou a crescer de forma consistente. A empresa ganhou dois novos sócios, Cristiano Meditsch e Flávio Steffens de Castro, e também crescia seu time, com muitas pessoas oriundas da loja online de Felipe, que ia ficando cada vez mais de lado.

Ao final de 2017, depois dos funcionários da loja, o Vakinha toma completamente a sede da loja online de Felipe, que encerra suas atividades de vez.

Atualmente, com mais de 10 anos desde o seu lançamento, o Vakinha é o maior site de doações online do Brasil e da América Latina. Amplamente utilizado para vaquinhas de casamento, ajuda para animais, solidariedade, vaquinhas para educação, e inúmeros outros fins, a plataforma continua crescendo de forma rápida e sendo adotada para novos tipos de vaquinhas.


Reconhecido pela sua segurança, transparência e excelente atendimento, o Vakinha hoje conta com um time de mais de 15 pessoas focadas em entregar a melhor experiência possível, tanto para quem precisa de dinheiro, quanto para quem está disposto a doar. Cada vez mais, nossos usuários sabem que toda a ajuda começa aqui.

Todos os direitos reservados. 2020