Unidos pela vida do Pietro

ID da vaquinha: 51024
Unidos pela vida do Pietro
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 25.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Corações Recebidos
  • Mensagens

Quando minha mãe completou  30 semanas de gestação, numa ultrasson de rotina, foi descoberto que o Pietro, nosso neném que ainda nem nasceu, possui uma cardiopatia, uma doença relacionada ao coração. Os médicos aqui de São Luís, não souberam diagnosticar exatamente sobre qual doença se tratava e encaminharam para uma médica de São Paulo.

Desde então começamos uma corrida contra o tempo, pois a gestação estava em 30 semanas, e a viagem de avião só pode ser feita até 32 semanas, começamos a correr atrás de médicos, para marcar o ecocardiograma fetal aqui em São Luis, porque precisávamos de uma resolução para que a viagem pudesse ocorrer. Com o resultado do Ecocardiagrama acabamos descobrindo que se tratava de um problema muito complexo e que precisava realmente ser encaminhado para um outro estado, já que aqui, com o acompanhamento realizado pelo SUS, não havia estruturas paras as cirurgias a que o Pietro vai ser submetido ao nascer.

Conseguimos a passagem, sendo comprada através de milhas acumuladas de um amigo, e minha mãe, Nara Alves, embarcou com a minha tia para São Paulo, nessa corrida contra o tempo para o salvamento do Pietro. Contatamos a ONG Pequenos Corações, que ajuda mães de crianças com doenças cardíacas, para que pudessem ajudar com o que for preciso quando o Pietro nascer, já que não sabemos ao certo o que esperar.

Conseguimos o ecocardiograma para quando ele nascer, gratuito, disponibilizado pelo próprio médico. Mas depois de uma semana ele precisará passar pela primeira cirurgia no coração, que se estima 15% de chances de dar certo, o que é muito pouco, mas acreditamos profundamente que ele vai conseguir. Outras duas cirurgias precisarão ser feitas aos seis meses de idade a última prevista para os 3 anos de idade. A recuperação da primeira cirurgia é muito lenta, a previsão é que ele passe em média 8 meses entubado, e nós precisamos de apoio financeiro para conseguir mantê-lo esse tempo no hospital, com a estrutura necessária, pois acreditamos que ele vai conseguir resistir à primeira cirurgia e vai sair de todas essas etapas com vida. Precisamos de dinheiro também para manter a minha mãe em São Paulo, cuidando de tudo que for necessário para que o Pietro se mantenha vivo.  

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.