Cover projeto logo iii
Thumb img 3637

Vakinha de
Thiago Matheus Martins de Moraes
Campinas/SP

Projeto FEG-Sustentável

Objetivo
R$ 8.500,00
Arrecadado
R$ 705,00
$ contribua

Desenvolvimento de um projeto para a implementação de um sistema de geração por painéis fotovoltaicos dentro da Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá, o qual será capaz de alimentar um sistema de iluminação com a capacidade de iluminar grande parte da área externa da faculdade, assim aumentando a segurança no campus e reduzindo os gastos com energia elétrica.

Criada em
24/04/2017
Encerra em
30/10/2017

 

No ano de 2016, visando utilizar fontes renováveis de energia e também mitigar a criminalidade no entorno da Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FEG-UNESP) foi criado o projeto "Ponto Iluminado" que utiliza energia solar para geração de energia elétrica para iluminar parte do caminho dos transeuntes que passam pelo entorno do campus.

Tal projeto teve grande visibilidade em virtude de seus resultados, sendo noticiado em canais de televisão, rádio, jornais, revistas e sites de grandes instituições de prestígio como o da Eletrobrás e do Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE).

Em outubro de 2016 o projeto foi apresentado em um dos maiores congressos do mundo de tecnologia voltada a humanidade que ocorreu em Seattle, EUA e ganhou maior importância sendo classificado como um dos 15 melhores trabalhos do mundo na categoria Energia.

Utilizando o aprendizado obtido com o projeto "Ponto Iluminado" (site: ponto-iluminado.webnode.com) e procurando aplicar o Plano Paulista de Energia, que em suas diretrizes e propostas de políticas públicas para o decênio 2011-2020, que tem como meta estimular a utilização de fontes alternativas e uso racional e eficiente de energia, tendo em vista o cumprimento dos objetivos e meta da Política Estadual de Mudanças Climáticas – PEMC. O plano apresenta como meta para 2020 fontes de energia com quase 70% de energias limpas, situação possível a partir da "utilização de bioeletricidade, da troca de energéticos poluentes por combustíveis verdes, da racionalização da matriz de transportes, da geração de energia por meio de resíduos sólidos e de pesquisa, desenvolvimento e eficiência energética" (Plano Paulista de Energia-PPE 2020- Conselho Estadual De Política Energética – CEPE, 2012) e também tendo em vista os objetivos apresentados pelo Secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo e Presidente do Conselho de Energia do Estado de São Paulo, Excelentíssimo Senhor João Carlos Meirelles que apontou que 57% da energia do estado de São Paulo é importada e que este visa aumentar e investir significativamente em energia solar fotovoltaica e o aprimoramento das tecnologias envolvidas, aqui encontra-se uma proposta de desenvolvimento de um projeto para a implementação de um sistema de geração de energia por painéis fotovoltaicos, com e sem rastreamento solar, dentro do supracitado campus da UNESP de Guaratinguetá; sistema este que será capaz de alimentar um sistema de iluminação utilizando lâmpadas LED com a capacidade de atender parte da área interna da faculdade, possibilitando, assim, estudo e a análise, deste tipo de geração e das cargas envolvidas, por parte dos pesquisadores e alunos desta pesquisa. Como consequência, possibilitará aumentar o conhecimento sobre tema por parte dos participantes da pesquisa, a segurança no campus e reduzir consumo de energia elétrica proveniente da rede.  

O projeto também surge com uma nova vertente multidisciplinar que anseia associar os aspectos de engenharia ao impacto ambiental e na área da saúde gerado pela implementação destas novas tecnologias. Além dos supracitados estudos referente a geração de energia solar fotovoltaica e tecnologias de iluminação, uma analise a respeito da redução da emissão de poluentes e suas consequências para a saúde está sendo realizada, pois em âmbito mundial são crescentes as preocupações relacionadas com as alterações climáticas e seus reflexos no meio ambiente e consequentes impactos na saúde humana, animal e na produção de alimentos.

 

Associado a tudo isto, a economia mundial tem apresentado oscilações severas e processos de recessão em muitos países, nos quais pode-se incluir o Brasil, demonstrando a necessidade de redução de custos em serviços oficiais em níveis federal e estadual. As fontes alternativas de energia, em especial a solar e a eólica que possuem a característica de serem inesgotáveis, possuem baixo custo e baixo impacto ambiental, associadas à redução de poluentes e à preservação ambiental; portanto são profícuas alternativas para a geração de energia dentro de prédios públicos.​

Acesse esta ideia em: feg-sustentavel.webnode.com

Saiba mais sobre o “Ponto Iluminado” em: ponto-iluminado.webnode.com

$ contribua

Novidades (1)

Quem ajudou (13)

  • anônimo
    em 26 de Abril de 2017 diz: Keep up the good work.

  • Ana Cristina Figueiredo Loureiro
    em 26 de Abril de 2017

  • Alessandra Maria Pinelli Maia
    em 26 de Abril de 2017 diz: Espero que o projeto se um sucesso!! Parabéns pela iniciativa!!

  • Rosangela Monteiro Caltabiano
    em 26 de Abril de 2017

  • Gustavo Ruiz
    em 25 de Abril de 2017 diz: Parabéns a todos envolvidos!!! Que esse projeto incentive muitos outros na FEG

Contato

Envie uma mensagem diretamente para o dono desta Vakinha.





Denuncie

Iremos verificar sua denúncia e entrar em contato com o dono da Vakinha.