Vaquinha / Outros / Dinheiro

Por AMOR - Um desafio de Henry Chuang e Talita Leme

ID da vaquinha: 57275
Por AMOR - Um desafio de Henry Chuang e Talita Leme
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
36%
Arrecadado
R$ 5.473,00
de
Meta
R$ 15.000,00
Apoiadores
21
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Abstract - This project consists in a statement of Love. A Love, which is expressed in actions and goes way beyond deep and sublime feelings. Henry and Talita, filled with hopelessness, met and found one another. And now summon everyone to take part in the conception of this project, accepting the challenge to go against common sense and believe that it is possible to marry for love!

1 Coríntios 13: 2, 3 - A suprema excelência do amor

"E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que portasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria."

Introdução

A idéia de criar este projeto veio em parte porque ficamos comovidos com a atitude de muitas pessoas em querer nos apoiar e ajudar, mas sem saber como. Por outro lado, existe também a vontade de expor e colocar em cheque a situação atual. Sendo assim, porque não nos divertirmos então com isso? Criamos com muito amor e carinho uma lista de bonificações/prêmios/serviços para retribuir a contribuição dada por você!

Detalhes gerais

Data do casamento: 18/09/2016

Local: Igreja Cristã Evangélica Independente de Vila Monumento - ICEIVM / Cordas Humanas

Não deixe de participar! Em caso de impossibilidade de contribuir por esta via (on-line/vakinha), entre em contato conosco através do e-mail: chuang.ijae@gmail.com ou talita.leme.danca@gmail.com

Romanos 12: 10, 14 - O amor, o fervor, a humildade, a beneficência

Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Abençoai aos que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis.

 

Mas e aí? Qual é a situação?

Temos sido questionados sobre nosso amor, nossas escolhas, sobre o fato de que temos pouquíssimo tempo de namoro, e também sobre questões relacionadas às finanças em todos os seus aspectos. Mas acreditamos nesse amor, e pensamos que os "empecilhos" colocados pelas pessoas, ainda que possam apresentar algum valor ou importância, no fim das contas não são realmente essenciais para que haja a união entre duas pessoas.

E portanto estamos convidando você a aceitar o desafio e a participar da realização do nosso sonho. Fazer isso é uma forma de abraçar esse manifesto em prol do amor, apoiando, em última instância, a idéia de que a principal razão para o casamento de duas pessoas não encontra-se numa gravidez ou num relacionamento de anos, mas no amor que as une.

Sabemos que para muita gente é, além de uma grande surpresa, uma situação difícil de entender. Para compreender completamente o que se passa seria necessário entrar nas nossas cabeças e em nossas vidas. Entender a história de fato, o desenvolvimento, os valores, as prioridades, a educação de cada um, as pessoas e situações que cada um encontrou ao longo da vida. E então compreender que  diante desse quadro, a vontade, o sonho, o intento que temos é esse, de enfrentar os desafios do presente e do porvir juntos.

Harmonia amorosa, harmonia um no outro. O que temos é um amor absoluto, é uma convicção  de querer estar junto, que extrapola o namoro; é um amor verdadeiramente intenso, de querer estar próximo ao outro, de estar no mesmo local, mas não necessariamente no mesmo ambiente. Só o fato de saber que o outro está ali perto nos tranquiliza e possibilita maior rendimento no trabalho, nos estudos, no desenvolvimento de qualquer campo. Não é impossível continuarmos ou desenvolvermos um monte de coisas estando separados, mas sabemos do potencial que criamos quando estamos juntos e é isso o que queremos.

 

Romanos 13: 8 - O amor ao próximo, a vigilância, a pureza

A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

 

Loucura ou lucidez? Conspiração cósmica (ou melhor, Deus) na vida de cada um que nos guiou até onde estamos.

As pessoas que nos conhecem e sabem do nosso amor pela dança, da nossa relação com ela, dos sacrifícios feitos, da alegria trazida, da paixão e dedicação pela mesma, podem imaginar agora que o amor que temos um pelo outro é milhares de vezes maior - um amor tão profundo e transbordante, capaz de fazer com que os dois coloquem um ao outro num status superior à dança. Mas isso não quer dizer que ela tenha perdido a sua importância, apenas descobrimos um amor maior, e melhor ainda, descobrimos o quanto amamos dançar juntos! Nossos sonhos se completam e se complementam!

Há uma preocupação genuína das pessoas em relação a não estarmos preparados para casar, e em razão disso, têm sido levantados muitos pontos. Mas, perguntamos: quando alguém está de fato pronto para o casamento?

Por exemplo, no que diz respeito às questões financeiras, acreditamos que ter sucesso nesta área não necessariamente resultará em igual sucesso no casamento. Normalmente, o que todos esperam é que o casal busque ter uma renda considerável primeiro para então assumir as responsabilidades de se formar um novo lar. Não seguir essa ordem de ações seria uma grande loucura.

Todavia, acreditamos que podemos juntos chegar lá. Ademais, temos certeza da nossa capacidade como casal de lidar com as mais diversas situações. Nos entendemos de maneira singular, temos muita clareza do que cada um coloca nesse relacionamento, dos anseios pessoais, profissionais, de desenvolvimento e da vida.

Pensando bem, mútuos entendimento e compreensão são muito mais difíceis de serem conquistados, não é mesmo? Não menos importante, colocamos aqui o fato de que cremos num Deus supridor dos necessitados e que socorre seus filhos em momentos de dificuldade.

Dizem que o amor precisa de tempo para ser provado. Mas o tempo é relativo. Ninguém tem controle sobre o dia de amanhã. Podemos planejar, mas uma série de variáveis que não são da nossa alçada pode  alterar todo um planejamento. A percepção que temos é que o tempo vivido juntos já foi mais do que suficiente para nos trazer a certeza de que queremos ficar juntos. Obviamente que isso levou a escolhas as quais trouxeram consigo muitas provações. E estas sim têm lapidado nosso amor e provado o mesmo. Ele transborda em nossos corações, nos preenche. A distância tem se tornado insuportável. O que podemos fazer? Já estamos fazendo - estamos providenciando o casamento! Tudo com muito amor, alegria (a verdadeira, aquela que fala para seguir em frente) e fé.

Considerações Finais

Independente do valor arrecadado, ou mesmo se não houver contribuição alguma, o casamento irá acontecer, em maior ou menor escala, com presença de mais ou menos gente, com ou sem festa. Mas quanto maior for a arrecadação, maior será a possibilidade de incluírmos mais gente nessa comemoração da nossa união e da vitória do Amor.

Se você teve a paciência e a curiosidade de ler até aqui, já somos muito gratos, pois acima de tudo, o que queremos é compartilhar a nossa história e amor. E é isso que defendemos nesse manifesto. Amor divido, presente de Deus.

FAQ - Perguntas Frequentes

1. Ela está grávida?

Não, ela não está grávida.

2. Mas o amor não demanda tempo para ser provado?

Não necessariamente, quantidade nem sempre implica em qualidade, o que prova não é o tempo e sim as provas (pois é).

3. Vocês já têm onde morar?

Ainda não temos, estamos pesquisando e avaliando as possibilidades.

4. Vocês têm problema?

Você ainda tem dúvidas?

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022