Vaquinha / Outros / Dinheiro

Pontapé inicial para montagem teatral: O Decreto da Alegria

ID da vaquinha: 223632
Pontapé inicial para montagem teatral: O Decreto da Alegria
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
52%
Arrecadado
R$ 2.600,00
de
Meta
R$ 5.000,00
Apoiadores
17
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Somos a Cia Lua no Meio do Céu e contamos com sua ajuda para começar nossa primeira montagem: O Decreto da Alegria, uma adaptação de obra, homônima, de Rubem Alves. Precisamos de um dinheirinho para a confecção das nossas marionetes e do cenário. Conseguindo essa meta inicial de R$5000,00, colocaremos a mão-na-massa. Em seguida e paralelamente, correremos atrás de outras formas de financiamento para viabilizar nosso sonho!

Nos ajude a realizar esse sonho! Contamos com você!

E aí vai um pouquinho da nossa ideia:

Este projeto propõe a criação de um espetáculo criado a partir do livro O Decreto da Alegria, de Rubem Alves. O espetáculo, do gênero Teatro de Bonecos, tem como tema central a importância da tristeza e das frustrações para o desenvolvimento psíquico do ser humano. O espetáculo conta a história de um Rei que decreta que todos, em seu reino, são obrigados a ser felizes. Assim, tudo o que causa tristeza é expulso do reino, que vira uma grande festa. Com isso, os personagens trazem, com suas histórias e ações, uma série de elementos para reflexão sobre as possibilidades de ser sempre alegre e de conviver apenas com o que lhes traz alegria. A importância da tristeza, do choro, da fragilidade e do sofrimento como aspectos estruturantes fundamentais da psique são abordados, de forma lúdica e linguagem simples, despertando, especialmente no público infantil, a comunhão com seus sentimentos e emoções.

O Decreto da Alegria é um texto escrito pelo dramaturgo, teólogo, educador e psicanalista Rubem Alves (1933 – 2014) para o público infantil. Ele aborda um tema delicado e bastante presente nas discussões contemporâneas sobre o sentido na vida na sociedade atual: qual a importância da tristeza em nossas vidas? Será que precisamos estar sempre felizes? Por que homem não chora? Devemos deixar transparecer nossa fragilidade diante dos desafios e sofrimentos da vida? Perguntas tão complexas e profundas, inerentes ao ser humano independentemente de sua idade, são feitas de forma encantadora em O Decreto da Alegria, que discorre sobre o tema da coexistência da tristeza e da alegria de forma simples e lúdica, em uma linguagem direcionada ao público infanto-juvenil de forma a despertar a consciência do público para a natureza de seus sentimentos e emoções, contribuindo, portanto, para a estruturação de sua psique.

O grupo Lua no Meio do Céu, formado por artistas que desenvolvem seu trabalho a partir das manifestações populares nordestinas, propõe uma montagem intercultural que seguirá a estética visual e musical dos folguedos pernambucanos. A aproximação do teatro às formas espetaculares tradicionais vem se mostrando como uma alternativa para a construção de um teatro tipicamente brasileiro e de recuperação da vitalidade e vigor do teatro ocidental. Assim, a montagem proposta aproximará a cultura popular nordestina dos habitantes do Distrito Federal (onde grande parte da população e formada por nordestinos).

Festa, ludicidade, crítica social e reflexões profundas sobre a natureza humana formam o espetáculo O Decreto da Alegria. Seguindo a linha de trabalho de Rubem Alves, o espetáculo vem para colaborar para a transformação dos indivíduos, gerando sensibilidade e humanismo.

Para que será usado o dinheiro desta Vakinha?

Para a contrução do cenário (usaremos, predominantemente, bambu e tecidos), dos figurinos dos atores (4 figurinos) e das marionetes, sendo:

3 marionetes de balcão (Personagem: 1 Rei e 2 Ministros)

1 marionete híbrida (Personagem: Menina)

1 marionete gigante (Personagem: Tristezas)

3 marionetes de fio ou vara (Personagens: Sabiá, Cachorrinha, Palhaço)

Ajude-nos a realizar nosso sonho! 

PS: Contribuições com o valor a partir de R$200,00 dão direito a uma marionete de cerca de 20cm, confeccionada pelo grupo, entregue no período de apresentações do espetáculo.

 

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022