Vaquinha / Outros / Dinheiro

Naquele Ponto

ID da vaquinha: 95861
Naquele Ponto
URL copiada!
110%
Arrecadado
R$ 2.190,00
de
Meta
R$ 2.000,00
Apoiadores
15
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Não vá se perder por ai... é melhor parar NAQUELE PONTO!

VAKINHA

       O valor solicitado na Vakinha é para compra de materiais de cenografia, figurino, iluminação e divulgação necessários para a realização da peça Naquele Ponto, primeira montagem do grupo recentemente formado Pulso Teatro. Com uma criação horizontal apoiada na prática coletiva, a peça surge do desejo de experimentação de novas perspectivas de encenação, investigando a confluência de linguagens artísticas como lugar potente na criação cênica. Somos um grupo independente, não temos patrocínio para construir esse trabalho e mesmo rebentando do nada, tirando leite da pedra e dando murro em ponta de faca, é o que queremos! Estamos mergulhados num processo contínuo e fluido de ensaios e criação para essa peça acontecer, porque ela já acontece dentro da gente; está viva, pulsando e impulsionando nossas vontades. Falaremos da cidade que é uma materialização, uma vivência concreta das contradições da vida, das incoerências sociais.   

       O ponto de vista da peça será um caleidoscópio de imagens, várias janelas, diferentes olhares, afetos e atravessamentos.  A dramaturgia, a trilha sonora, as videoinstalações, a composição cenográfica, a luz e os figurinos são elementos cênicos autorais criados pela equipe do projeto, os quais se integrarão na narrativa de modo equivalente.

RECOMPENSAS

Enquanto você doa, sorria, você vai estar sendo agraciado por várias recompensas.

Seguem as linhas:

Recompensa de R$10 a R$29 reais (Linha Amparo)

Atenção! Gritos de amor cruzando a pista. Se você doar de R$10 a R$29 reais gritaremos da janela do ônibus: “eu te amo + seu nome”. Faremos um vídeo desse transbordamento de paixão e enviaremos por email. Você ainda poderá compartilhar nas redes sociais com as #PulsoTeatro e #NaquelePonto.

 

Recompensa de R$30 a R$49 reais (Expresso Miramar)

A poetisa inventa viagem, retorno e saudade da trajetória do ser; passeio. Se você doar de R$30 a R$49 reais criaremos um poema inspirado em sua fabulosa existência, perpassando as distâncias, os diferentes caminhos e os destinos que a compõem. Não há nada mais poético que recitar versos contemplando a janela do ônibus. Faremos um vídeo desse momento de fluida viagem poetizada e enviaremos por email. Você ainda poderá compartilhar nas redes sociais com as #PulsoTeatro e #NaquelePonto.

  

Recompensa de R$50 a R$99 reais (Cidade Sorriso)

Mire-se no realismo mágico, pois a vida é bem mais extraordinária do que cabe a nós perceber. Se você doar de R$50 a R$99 reais renascerá no cenário de Naquele Ponto. Enviaremos pelo correio um desenho relacionado com a peça com uma foto sua ou de alguém de sua escolha, além do desenho faremos uma música tema do desenho na flauta transversal e enviaremos o áudio. Você ainda poderá compartilhar nas redes sociais com as #PulsoTeatro e #NaquelePonto.

 

Recompensa de R$100 a R$499 reais (Viação Estrela)

Um acontecimento único, inenarrável, inesquecível e sem precedentes: surpresa!  Se você doar de R$100 a R$499 reais ganhará uma festa de aniversário no ônibus (ou desaniversário, tanto faz porque ninguém nunca saberá), além de poder escolher uma dentre as outras recompensas acima (“eu te amo”, poema ou desenho/música), para agregar na sua festa. Encontremos você na linha de ônibus de sua preferência, na cidade do Rio de Janeiro, e vamos celebrar essa maravilha que é a vida! Faremos um vídeo desse momento mágico e você ainda poderá compartilhar nas redes sociais com as #PulsoTeatro e #NaquelePonto.

 

Recompensa de R$500 ao infinito (Transnit)

VLT = Vocês são lindxs e transantes!  Não temos palavras, não sabemos o que dizer, estamos embasbacados porque isso é um desbunde total e absoluto.  Se você doar de R$500 ao infinito oferecemos TUDOOO! (no caso, as recompensas supracitadas mesmo) e mais um objeto super-hiper-mega-plus-master magnânimo exclusivo de gostosura inspirado no figurino da peça. Isso mesmo; você diz: “quero um chapéu daquele” e a gente confecciona cheios de amor. Lembrando que o carnaval está chegando e arrasar não tem preço. Você ainda poderá tirar uma foto com seu adereço e compartilhar nas redes sociais com as #PulsoTeatro e #NaquelePonto.

O GRUPO

O Pulso Teatro possui um olhar coletivo em constante movimento. Integrado por artistas de diferentes áreas criando ritmos heterogênios que confluem para a pesquisa cênica. Do encontro desses artistas em trabalhos anteriores, surge o desejo de realização da peça “Naquele Ponto”, primeira pesquisa autoral dos artistas que se afirmam na pulsão de ideias e troca horizontal de experiências. O Pulso Teatro nasce de uma fagulha transformadora da experimentação dos corpos dos atores ampliando sua fisicalidade, relação com suas potências e o espaço que ocupam e interferem. Composto por artistas com experiência em teatro, performance, circo, artes visuais, dramaturgia, produção cultural, design, ilustração, vídeo e composição musical. O Pulso Teatro propõe em sua metodologia base um processo colaborativo, em working in progess, tendo como aspiração latente a experimentação e a mistura de linguagens artísticas como ferramentas potentes na construção narrativa das cenas.

SINOPSE

A peça Naquele Ponto reflete a fusão do mágico com o real, a transformação do comum e do cotidiano em uma vivência que inclui experiências sobrenaturais ou fantásticas. As histórias são contadas durante a viagem de uma linha de ônibus qualquer. A trajetória do ônibus propõe o tom para as cenas, que são lidas como pontos. Todos são passageiros dessa viagem, o público participa ativamente da peça, ocupando os diferentes espaços: interior do ônibus e os pontos externos, localizados nas ruas da cidade.  A voz em off anuncia os pontos (atual e próximo) e o horário durante o trajeto do ônibus, marcando a temporalidade da viagem. Existem pontos que marcam a circularidade do trajeto do ônibus, o eterno retorno feito pelos ônibus circulares. O tempo é percebido como cíclico, como não linear, seguindo tradições dissociadas da racionalidade moderna. O tempo é distorcido, para que o presente se repita ou se pareça com o passado.

A  construção se dará em convergência com o público fruidor que participa ativamente como os passageiros dessa viagem. Não há palco, não há distanciamento, apenas pertencimento: todos somos parte da mesma trajetória. Propomos ao público uma experiência interativa, colocando-o frente ao contemporâneo e suas relações sociais cotidianas. Investigamos a interação, a produção de subjetividades, a interferência. O espetáculo se apresenta pela provocação ampliando um lugar intencional de encontro, de práticas sociais, de manifestação da vida urbana e comunitária: o ônibus, lugar de passagem que leva as pessoas aos seus destinos, espaços diferentes, outros lugares, constelações míticas e reais da cidade em que vivemos e observamos das janelas. Uma áurea de isolamento costura a trama fazendo emergir outro olhar acerca da instituição da família, ao investigar as relações hierárquicas que, muitas vezes, marcam a convivência familiar; ponderando sobre a questão do gênero na sociedade; e explanando discursos sobre a loucura como instrumento de poder e controle sobre o corpo do outro, as psicopatologias contemporâneas. E para os passageiros inseridos no lugar que, paradoxalmente, parece estático enquanto a rua corre lá fora, o simbolismo de diferentes prisões torna-se latente.

FICHA TÉCNICA

Amanda Calabria Atriz

Bernardo Batista Fotógrafo | Videomaker

Gabriel Henriques Ator | Produtor

João Franco Iluminador

Isadora Marzano Designer | Direção de Arte

Nathalia Cantarino Atriz | Produtora

Nathan There Compositor musical

Thatiana Verthein Atriz | Dramaturga

Para saber mais do espetáculo e do grupo PulsoTeatro entre em contato com a gente!

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021