Mestrado em Produção de Documentários

ID da vaquinha: 149844
Mestrado em Produção de Documentários
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 64.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

A EDUCAÇÃO é o principal fator de transformação social e que o Brasil possui talentos que, com o NOSSO apoio, se desenvolverão a grandes líderes. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno este ano, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, do deputado Alex Canziani (PTB-PR), que permite às universidades públicas cobrar pela pós-graduação lato sensu, a diminuição do projeto Ciência Sem Fronteiras, dentre outros fatores vem a piorar o acesso ao nível de mestrado no Brasil. Num mercado de trabalho cada vez mais limado e competitivo oprofissional brasileiro passa a sofrer ainda mais para atingir uma melhor qualificação e por conseguinte uma colocação no mercado de trabalho.

Retorno Social - Um país precisa de mestres e investir na profissionalização e especialização de seu povo. O Brasil é um dos país aonde nos últios anos a oferta de vagas de graduação aumentou, mas ao mesmo as exigências do mercado. Em paralelo  numero de vagas em mestrados e especializações diminuiu vertiginosamente. E um país tão imenso em dimensões e riquesas precisa mais que um único documentarista para enxergar suas veias caudalosas. Neste sentido Nando Schweitzer não quer parar, ambiciona formarce mestre em documentários e com este aval montar a primeira escola de Produção Documental no Brasil. Para tanto necessita começar por algum lugar, e essa arrancada vislumbra estar no mestrado da Universidade Lusófona, este vinculado a associação de Produção de Documentários da União Europeia.

O começo - Quando ainda na 3ª fase de Jornalismo fui convidado para dar uma palestra para a pós-graduação da USP, em um evento que comemorava os 10 Anos da TV USP, com o tema "Ética na TV". Pensei que estava no caminho certo, que minha trajetória na Comunicação Social seria menos complexa. Ao fim, nada acontecia e a frustração veio. Como sou pobre e era à época barato fui viver e cursar jornalismo na Argentina, aonde passei um dos melhores momentos de minha vida, mas, e minha vida é um amplo conglomerado de "mais", o país entrou em depressão e uma crise hiperinflacionária se instaurou; então regressei ao Brasil e terminei me formando em jornalismo em Florianópolis. Neste grande período de idas e vindas continuei com meu blog, poduzindo artigos críticos publicados no Observatório da Imprensa, produzi 2 documentários e segui fazendo trabalhos em minhas outras áreas de formação.

A Frustração - Agora, após a entrega de mais de 100 currículos impressos e inúmeras candidaturas a empregos via internet(incluso fora de minhas áreas de formação) e zero respostas resolvi mergulhar no projeto mais louco de minha vida, um mestrado em Portugal, como a única forma de conseguir um lugar ao sol no mercado de trabalho em meio a crise.

O Sonho - Porque não um mestrado no Brasil? No país a grande maioria dos mestrados tem um viés generalista, e os mais diferenciados são privados. Ou seja, como o mercado em Florianópolis para o bacharel de comunicação tem diminuído e as vagas e opções em mestrado também não são diversificadas... Agregando o fato de que para um desempregado morar em qualquer cidade brasileira e ainda pagar um mestrado, aluguel e subexistir é algo bastante oneroso... Eis que a bendita internet lhe dá a possibilidade de sonhar. Fazendo as contas, um mestrado em Portugal sai mais barato que em qualquer localidade do Brasil, e o seu custo de vida é relativamente baixo. Refazendo as contas, nem para este sonho na versão menos cara me alcança estando desempregado. Rerefazendo as contas... Você pensa em desistir de viver!!!

A Luz - Então você já deprimido ao ver que seu blog com mais de 300 mil visitas lhe rendeu meros 50 dólares entra no Facebook e vê um anúncio de uma vaguinha on-line e resolve fazer esta Campanha, que na pior das hipótesis pode não ter êxito(financeiro) como o resto das coisas que você tentou antes na vida. Claro que sendo você feio, pobre, sincero e ainda sem fama as provabilidades matemáticas de receber apoios nas redes sociais, seres humanos e afins é menor do que se você fora um galã com um belo tanquinho... Mas enquanto não me cortarem a internet pode-se tentar!

As razões para frequentar este curso é a aquisição de competências críticas e analíticas que permitam aplicar os conceitos e princípios associados à produção de cinema documental e jornalístico como um instrumento de reflexão e análise social.

O Objetivo - Fazer parte do Docnomads, um projeto internacional único e mestrado em cinema documental de investigação. Ter acesso a condições de produção, parque de laboratórios e equipamentos de equidade ímpar, um corpo docente de excelência, fazer parte do mais dinâmico departamento de ensino de audiovisual e multimédia de Portugal, estudar num departamento que faz parte da rede de excelência em ensino de cinema e audiovisual acreditada pelo programa MEDIA/CREATIVE Europe da UE.

A grade de disciplinas do curso o primeiro acesso me encantou e me deixou completamente enlouquecido de vontade de poder cursar este mestrado (http://www.ulusofona.pt/mestrado/realizacao-para-cinema-documental)

Um dos fatos da campanha é que existem passos a seguir. Primeiro se paga a matrícula, depois se recebe a carta confirmatória da universidade, após se pode solicitar o visto... E como lá o cursos são anuais, ao se perder os prazos de inscrição, não se pode concorrer as vagas e começar a se cursar em Setembro de 2017.

A Meta - Taxas do curso na Universidade Lusófona para um mestrado de 2 anos (Mestrado em Realização para Cinema Documental) - R$ 6.134,46:

Créditos 120 - 4 semestres - 968,40 Euros (R$ 3.332,85)

Renovar o Passaporte - R$ 257,25

Matrícula - 315,00 Euros (R$ 1,085,11)

Dissertação, Conclusão e Tese - 208,00 Euros (R$ 715,86)

Certificado Final de Curso - 216 Euros (R$ 743,39)

Custos de viagem e de vida (O visto de estudante não permite trabalhar dentro da UE) - 43.018,79:

Visto de Residência Estudantil - R$ 420,00

Ônibus a Porto Alegre - R$ 186,00 (Ida-Volta, pois não há consulado português em SC)

Florianópolis-Lisboa - R$ 4.650,00 (É obrigatóra a compra Ida-Volta)

Aluguel Dividido c/ Estudantes - 300,00 Euros/mês - 7.200,00 - 2 anos (R$24.780,00)

Comer em casa(Média/Pesquisada)  - 150,00 Euros/mês - 3.600,00 - 2 anos (R$12.340,00)

Seguro Saúde Obrigatório - 8 Euros/mês - 2 anos (R$ 660,79)

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021