Cover img 1522
Thumb img 1522

Vakinha de
Tana Barreto
Fortaleza/CE

Maya na Irlanda

Objetivo
R$ 10.000,00
Arrecadado
R$ 3.210,00
$ contribua

Cheguei na casa dos meus pais com 41 dias de vida com a missão de devolver o sorriso a minha mamãe que estava depressiva. Hoje estou pedindo sua ajuda, pois meus pais estão indo para Irlanda e não consigo ficar longe da mamãe. Os custos são altissimos, mas em nenhum momento pensaram em me deixar para trás. Qualquer valor será bem vindo e fará com que eu consiga ir com meus pais. AUbrigada!

Criada em
27/07/2017
Encerra em
06/10/2017

Olá! Muito prazer, eu sou a Maya! Uma labrador de 2 aninhos. Vou tentar resumir a minha história pra vocês entenderem como eu cheguei  até aqui...

Mamae desde criança sempre teve cachorros e sempre sonhou em ter um labrador, mas a vovó não deixava devido a fama da raça ser destruidor. Então quando a mamãe casou com o Papai ela realizou seu sonho de criança com um labrador fêmea que se chamava Clarinha. Infelizmente aos 5 meses a Clarinha foi envenenada e não resistiu deixando o coração da mamãe destruído. Mamãe só chorava dia e noite e foi então que eu cheguei até ela com 41 dias de vida e já com uma grande missão: devolver o sorriso pra mamãe e forças pra sair daquela cama.  Sabíamos que eu nunca iria substituir minha irmã, mas eu poderia ajudar a mamãe a distribuir todo aquele amor que estava guardado dentro dela que tinha sido interrompido e transformar toda aquela dor em uma nova responsabilidade, um novo amor. No começo foi bem difícil, a mamãe resistiu muito e não deixava eu ter contato com nada da Clarinha, papai comprou tudo novo.  Mas pra tudo Deus tem um propósito, e foi assim que aconteceu... após 2 dias que eu estava na minha nova casa eu tive parvovirose e precisei ser internada de imediato. Eu estava com 43 dias de vida. Fiquei 11 dias no hospital e durante esse período, todos os filhotes da minha ninhada tinham falecido e das outras duas ninhadas também. Éramos num total de 21 filhotes e apenas EU sobrevivi. E sabe porque eu venci? Porque eu tinha uma missão na vida da mamãe e Deus me ajudou a vencer. Todas as vezes que mamãe ia me visitar no hospital ela pedia pra eu ter forças porque eu não podia morrer também. Se eu morresse, quem ajudaria a mamãe? Ali, naquele hospital começou a nossa história...

Desde que saí daquela quarto de hospital eu e mamãe nunca mais desgrudamos e não conseguimos mais viver uma sem a outra. Passeamos todos os dias, brincamos, dormimos agarradinhas, fico nos pés dela em todos os compartimentos da casa e se ela precisar ir ao banheiro, tem que fechar a porta pra eu não entrar também hahaha. Quando ela sai, eu fico na porta esperando por ela sem vontade de fazer nada,  independente de quantas pessoas estejam dentro de casa. Ela é a única pessoa que sabe ler meu olhar sem eu precisar latir nada.

Esse ano, meus pais tiveram uma oportunidade de estudar na Irlanda. Eu achei o máximo e ficamos muito felizes até a hora de sabermos a dificuldade que era pra eu entrar no país. O lugar é ótimo e sei que vou amar o frio lá com eles. O problema é que a entrada no país de animais (“cargas vivas”) é difícil e burocrática, onde obrigatoriamente só entra através de um despachante aduaneiro o que está tornando tudo muito caro.

A mamãe já recebeu  orçamentos de até R$ 32.000,00 e o mais acessível foi R$ 14.000,00. Nós não temos esse dinheiro. Eles estão tentando de tudo, tudo mesmo! Mas esse valor fica surreal e apesar de toda a dificuldade, me colocar para adoção ou desistir de mim nunca foi uma opção na minha casa.

Meus pais terão que ir na frente para procurar uma casa que aceite cães enquanto eu cumpro a quarentena aqui no Brasil. Já fui microchipada, tomei a vacina anti-rábica, fiz o exame de sorologia e agora tenho que esperar 90 dias no Brasil para poder viajar. Durante esse período eu irei ficar com a minha vovó com o suporte de alguns amigos que também possuem cachorro para me levarem pra brincar e eu não sentir tanto com a saudade da mamãe.

Eu amo meus amigos, mas a verdade é que nada e nem ninguém preenche a falta que a mamãe irá deixar. Não ta sendo fácil! Tem dias que a mamãe acorda no meio da noite e fica chorando abraçada comigo pedindo pra eu aguentar só um pouquinho que ela vai voltar pra me buscar e que nós vamos ficar juntas até o último dia de nossas vidas porque nenhum lugar desse mundo é bom o suficiente se eu não estiver com ela.

Como eu vou conseguir dormir sem a mamãe ao meu lado? Quem vai cuidar de mim como a mamãe? Fazer minha saladinha de frutas, jogar bolinha até eu cansar, escovar meus dentinhos... e seu eu adoecer? Quem vai acordar na madrugada pra ficar comigo? Quem vai me abraçar quando eu tiver com medo? Por quem eu vou balançar o rabinho agora? Quem eu espero na porta pra passear? Quem vai cheirar minha fuça molhada?

Ninguém como a mamãe!!!

Se você sabe do quanto eu vou sofrer sem estar com ela, se você tem um filho de 4 patas e sabe do amor que nós estamos falando... aquele amor incondicional, amor que não se pede nada em troca, amor dependente.. me ajude! Não quero ficar longe da mamãe, nós já lutamos tanto uma pela outra, já passamos por tanta coisas juntas que não vai ser isso que irá nos separar agora.

Sei que vamos sofrer muito se ficarmos longe e também sei que só em eles estarem me levando o custo de vida deles já vai aumentar muito lá e por isso vim aqui pedir ajuda de vocês. Qualquer valor, qualquer mesmo, já vai nos ajudar. Me ajudem a ir com a mamãe! Nossa casa ficará como forma de agradecimento a quem quiser nos visitar por la. E vocês poderão acompanhar nossa nova vida pelo meu instagram @maya.labb

 

“Cães não precisam de carros luxuosos, casas grandes ou de roupas chiques. Água e alimentos já são o bastante. Um cachorro não liga se você é rico ou pobre. Esperto ou não. Inteligente ou não. Dê o seu coração e ele dará o dele. De quantas pessoas podemos dizer o mesmo? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas nos faz sentir extraordinários?”

 

Agradeço desde já a todos que entraram nessa luta! Tenho certeza que nós iremos conseguir ficar juntos.

 

$ contribua

Novidades (0)

Quem ajudou (72)

  • Andrea de Jesus Rocha Tavares
    em 21 de Agosto de 2017 diz: Olá, acabei de contribuir c a vaquinha de viagem da Maya. Também tenho uma labrador e não saberia viver sem ela dessa forma . Vamos ter fé, tudo vai dar certo.

  • Patricia Ursulino da Silva
    em 21 de Agosto de 2017

  • Mayara
    em 17 de Agosto de 2017 diz: Doei essa pequena quantia com muito amor ❤️ espero ajudar a vc ir c seus papaizineos meu anjinho ❤️

  • Duke_Estrela
    em 16 de Agosto de 2017

  • Miriam Cougo
    em 16 de Agosto de 2017

  • Elane Braga
    em 16 de Agosto de 2017

  • Rejane Aparecida Rabello dos Santos
    em 13 de Agosto de 2017

  • Lívia Maria Alves Vieira Veras
    em 13 de Agosto de 2017 diz: Maya... sua linda! Acabamos de fazer nossa contribuição (eu e meu marido) e estamos na torcida para outras pessoas ajudem tbm e que vc possa acompanhar seus pais... um super bjo e se Deus quiser dará tudo certo!!! =*

Contato

Envie uma mensagem diretamente para o dono desta Vakinha.





Denuncie

Iremos verificar sua denúncia e entrar em contato com o dono da Vakinha.