Vaquinha / Outros / Dinheiro

Leve a Marina para conhecer o Pai

ID da vaquinha: 32101
Leve a Marina para conhecer o Pai
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
20%
Arrecadado
R$ 900,00
de
Meta
R$ 4.500,00
Apoiadores
7
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Sabe aquelas histórias lindas de vida, de encontros, de superação que a gente lê e se emociona sem nem ao menos conhecermos as pessoas envolvidas? Pois é, tem uma destas coisas fantásticas da vida acontecendo, só que bem aqui do meu ladinho e eu conheço essa criança. A Marina é uma das minhas afilhadas, mas ao contrário das outras duas garotinhas que também sou madrinha onde as famílias me fizeram o convite desde que estavam na barriga de suas mães, onde houve toda aquela simbologia e cerimônia cada qual em sua religião, a dela não. A Marina é filha da prima do Paulo, e ela sempre o chamou de tio mesmo assim. Ela nunca chegou a saber quem era o seu pai e nem muito bem como tudo aconteceu para ela estar aqui hoje. Por um bom tempo o Paulo foi uma das únicas referências masculinas para ela e uma das únicas referências paternas na família e eu sempre acompanhei seus olhinhos brilhando para ele e pro Otto e todo o carinho que ela tem em especial pelo priminho. Acontece que quando ela tinha uns 7 anos ela me chamou cheia de vergonha e disse que queria muito me pedir uma coisa e cochichou no meu ouvido: vocês podem ser os meus padrinhos? E assim a Marina foi batizada por nós com um beijo e um abraço apertado na sala da casa da Titia e da Bisa com quem ela mora. Depois deste dia notamos que algumas vezes quando ela estava sozinha conosco, ela chamava o Paulo de pai. Ficava encabulada, as vezes ria e em outras dizia: opa! esqueci que ele não é meu pai … A Marina tem 10 anos hoje e por algum motivo (que não sabemos e nem questiono) sua mãe resolveu contar alguma coisa pra ela sobre seu pai. Acontece que ela o encontrou 5 dias atras através do facebook e passou a ser a menina mais feliz que conheço. Foi o melhor presente de Natal que alguém poderia ter, encontrar um pai que nunca existiu (ele também não sabia), realmente um Papai (Noel) que ela tanto desejou ter na sua vida. O pai da Marina tem falado com ela todos estes dias, mas temos um detalhe grande, uma enorme distância entre eles pois ele mora em Goiás. Agora chegou a outra questão. Como madrinha e acompanhando tudo aqui de perto vendo a agonia e a angustia dela em ver o pai, toca-lo e se sentir abraçada por ele está me deixando sem dormir. O pai já combinou tudo com ela que virá nas férias conhece-la por todas as questões práticas da vida , mas se eu que nem sou ela já estou sem dormir estes dias, imagina a própria Marina? Então pensei muito e decidi que quero leva-la logo, nem que seja por um dia pra ter seu pai pertinho. Só que claro que tudo isso envolve grana e estamos numa fase com a grana bemmm curta. Me empolguei, lembrei que talvez tivesse uns pontos no cartão que dessem pra trocar por milhas, mas nada … e a passagem pra Goiás não é baixinha e não consegui nenhuma promoção, descontinho nem nada. Por isso estou aqui contando tudo isto pra vocês de forma privada porque não quero que ela saiba, já que tem perfil no face e pode achar facilmente. Não quero trazer mais desencontros, caso não consiga leva-la e nem expor sua história porque sabemos que sempre existem pessoas e comentários que abalam qualquer um, imagina se ela chegasse a ver. Se alguém neste momento puder de alguma forma nos ajudar a levar a Marina até Goiás, eu agradecerei eternamente e sei que todos ficarão com os corações cheios de alegria em saber que estaremos fazendo um Natal realmente feliz e mais humano para ela. Abraço forte pra todos! Manú
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022