FUTALEUFU

ID da vaquinha: 37191
FUTALEUFU
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 10.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Thumb b52a4686 2Você tem um rio pra dizer que é seu?  “FUTALEUFU” é o projeto de um curta-metragem que dá vida ao rio Futaleufú e ja está sendo filmado. Nasceu com o desejo de que mais gente ao redor do mundo conheça não só a beleza do FUTA – uma das capitais mundiais de rafting, canyoning e fly fishing – mas os riscos para suas corredeiras e a população local se for construída uma barragem na região. Um filme sensitivo, contemplativo, que nos leva a refletir sobre como a possível morte de um rio produz órfãos, inclusive humanos, no seu entorno. Em primeira pessoa, o rio conta sua relação particular com os personagens nativos, que "dialógam" com as águas. Com poesia e narrativa factual, queremos mostrar ao espectador que o Futaleufú nao é só mais um rio. E como essa pequena cidade patagônica depende dele e de sua riqueza ancestral. A ideia da campanha é de um coletivo de fotógrafos, escritores e cineastas que acredita no poder da imagem e de uma história bem contada. O filme será enviado para Festivais Internacionais e, assim, transformará o rio – que é patrimônio natural e pode absurdamente ser represado – em arte itinerante. O material que você vê acima foi captado em Futaleufú, in loco. Mas com apoio ele pode crescer e virar um documento cinematográfico. O dinheiro arrecadado aqui também vai ajudar a financiar parte das despesas do Curta. A gente conta com cada um de vocês pra salvar o FUTA. Ajude a espalhar esta causa! Cumplicidade, respeito, lealdade: o rio Futaleufú também tem sede Thumb dji0012123A Patagônia Chilena é o pano de fundo para o rio contar sua história. Não apenas a natural, de onde veio e para onde corre; mas também a história que existe em cada um de nós: de angústia, frustrações, conquistas e prazeres que carregamos ao interagir com os outros. Dessa forma, o rio vivencia essa troca diária com habitantes locais e, como em qualquer amizade, pode sair mais forte ou mais fraco. O Futaleufú personificado se levanta com medo da morte e vai dormir com perguntas eternas e milenares, assim como o gelo vindo da Cordilheira dos Andes, que é a sua origem. Alimenta-se de si próprio e de algo fundamental em qualquer travessia: contato. Desaguando pra fora de si, ele e seu amigo humano serpenteiam em busca da razão fraterna, em meio a conflitos internos e um cenário desconcertante. Por que a Patagônia?  “As nações são todas mistérios. Cada uma é todo o mundo a sós.” Fernando Pessoa Barbosa, Bruno, Nolte, Felisatti, Torres, Dilago. Os sobrenomes que estão por trás do filme mostram que nossos antepassados vieram de vários cantos. Aprendemos com a experiência de anos e anos em trabalhos multimídia – filmes, retratos e documentários ao redor do planeta – que pertencemos a muitos lugares. E podemos mudar a direção do nosso destino, ao contrário de um rio, que não pode fazer isso sozinho. Futaleufú é uma região distante de nossas origens. Selvagem. É em parte por causa desse lugar, no Chile, que a gente se reaproximou, depois de ter produzido juntos diversos trabalhos tempos atrás. Então, somos brasileiros com antepassados vindos de outros continentes. Aprendemos a nos adaptar, transformar e melhorar nosso ambiente e o que nos foi legado. Acreditamos que agora é hora de contar a história desse recanto mágico da Patagônia no cinema. Por quê? Porque o Futaleufú se tornou pra gente um ponto de encontro inesperado, justo no momento em que o rio precisa de ajuda. Thumb b52a3766O projeto de uma barragem na região quer represar o Futaleufú. A hora de dar voz ao rio e mostrar que ele precisa viver é agora. É disso também que queremos tratar no nosso roteiro. Do respeito pelo ciclo original que sempre existiu. E do respeito ao nosso feeling para agir, ao instinto que nos leva até a próxima latitude, longe de tudo, em busca de novos mistérios… de fazer o que tem que ser feito. Em vez de apenas sermos levados pela corrente.https://www.facebook.com/futathemovie/
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022