Estudo em fotografia

ID da vaquinha: 3856
Estudo em fotografia
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 20.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Corações Recebidos
  • Mensagens
Como eu começaria uma historia de uma vida simples? Cheia de tribulações e lutas? Minha luta começou praticamente com uns 10 anos com meus 15 aumento essa luta pois tava crescendo e infelizmente minha mãe não aceitava isso começou a me seguir me batia e fazia coisas que nem eu mesma acreditava sim não posso negar as vezes ela me ajuda e muito mais depois tacava na minha cara que me ajudou ou algo do tipo aos meus 16 anos comecei a ter um inicio de depressão era uma dor insuportável eu sentia vontade de tirar meu coração vontade de sumir e morrer, ja cheguei a panha por isso e sempre me perguntava por que ? Cade o abraço cade o carinho e ai foi minha primeira tentativa para me matar como fazia tratamento no medico tomava por volta de 8 remedios por dia peguei todos eles e aumentei a dose e assim foi a primeira vez que fui para o hospital da cidade dopada e sem sentido apenas queria morrer mais não sabia por que meus pais sempre foram muito de igreja tambem acompanhava mais nao conseguia me aceitar aqui neste lugar talvez eu acreditava que se eu morre-se eu me sentiria melhor mais não Deus me salvou todas as vezes ele sempre colocava a mão em mim e dizia filha não é sua hora e sempre a mesma situação eu tentando me matar e Deus me salvando para uma vida melhor lembro de um dia que me marcou muito que foi o dia que meu Pai me abraçou e disse filha eu preciso de você para viver e eu descontrolada dizia então mostra que minha vida vai mudar que eu vou lutar e vencer ele me abracou e me disse sem você filha eu nao conseguiria nem se quer dormir e realmente sempre que parava no hospital era ele que estava do meu lado segurando minha mão eu olhava dentro dos olhos dele e via aquele olhar triste e pensativo a ultima vez que eu tentei me matar os medicos dizia que era para essa menina esta em como absoluto e como ela nao esta ? Deus me disse bem baixinho eu te salvei de novo nao quero te perder para ninguem depois disso comecei a acreditar em mim ia ao psicologo e sempre falava a mesma coisa eu preciso viver eu nao vivo ate que um dia uma mãe de uma amiga minha me disse você é tão especial nesta vida tem um talento tão grande que se você lutar você vai fundo e vai vencer e sim essa foi minha ultima consulta ao psicologo depois disso eu me levantei e disse agora vou chegar aonde quero chegar,mais não as coisas meio que pioraram para meu lado minha mãe me ameaçou de morte me trancou e dizia se você contar isso para seu grande pai eu te mato e gritava comigo a cada minuto a cada instante e eu trancada naquele quarto sem ter para onde ir só que Deus mais uma vez me deu a mão nao esqueceu de mim e eu consegui correr para a rua gritava e assim minha tia me salvou me buscou e foi neste dia que eu tive q prova do que é viver sozinha comecei a morar sozinha voltei ao medico tive alta de todos os remedios que tomava Sim eu fui libertada de tudo aquilo que me fazia mal descobrir o mundo a minha volta morei em casa de parente fiquei sem rumo e sem saber para onde ir ate que um dia meu pai insistiu de me levar de volta sim eu tive um medo tão grande dentro de mim que aquilo nao saia do meu coração eu mesma me perguntava poxa eu amo minha mãe sinto falta dela mais ao mesmo tempo tenho medo de olhar para ela não durou nem uma noite sai de casa de novo e assim comecei a morar numa casa de 2 cômodos simples todos meus parentes parte de pai e alguns parte de mãe começaram a ver que realmente eu não era aquela doente que minha mãe dizia para o mundo inteiro e assim foi meus ultimos 4 meses nesta corria chorando lutando e conquistando cada dia um sorriso maior dentro de mim pedindo a Deus o dom do perdão o dom da sabedoria ganhei uma casa do meu pai agora sim tenho meu lar lutei corri vendi coisas minha que eu mais amava e montei meus moveis todos com gosto de dizer pode entrar seja bem vindo a minha casa mais confesso que não é facil passar momentos sozinhas como uma pascoa que passei a noite na minha casa sem ninguem como um almoço de domingo com a espera de um abraço para chorar e dizer tudo que tenho dentro do meu coração meu pai se afastou de mim pois ela perturba e nao deixa ele fica muito tempo comigo ate que um dia ele realmente sentiu o que eu sentia dentro de mim viu meu coração e como nos sempre tivemos uma ligação tão grande eu tambem senti o quanto ele senti minha falta o quanto ele reza todas as noite por mim para Jesus e Maria me guardar dentro da minha casa confesso que não tive oportunidade de estudar depois do ensino medio nao tenho uma faculdade só que neste tempo eu comecei a ter gosto pela fotografia comecei a registrar cada momento unico em um casamento, uma gravidez, um aniversario e ate mesmo aquele pequeno momento que você chega a fazer no celular momentos simples que se torna lembranças na vida de cada um, tenho um curso super basico de fotografia e mesmo assim luto por isso nao por mim mais por uma mãe para guarda registro do seu filho pequeno como uma noiva pronta para se casar e um olhar lindo de uma criança em seu aniversario.Enfim essa é um pouco da minha historia se fosse contar tudo acho que daria um livro mais queria pedi ajuda de todos vocês para que eu possa estudar fotografia fora do Brasil se torno uma profissional na areá e realizar cada sonho meu que é estudar, fotografar e alem de tudo saber dar o tempo para o perdão sei que la fora eu vou esta longe mais vou esta no coração de cada um e quando voltar sei que o perdão dentro do meu coração vai reinar....Muito obrigada por quem leu meu texto e por quem ajudou depois conto mais da minha historia Contato: https://www.facebook.com/caroline.paiva.393 
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.