Data querida

ID da vaquinha: 89873
Data querida
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 10.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Foi pensando em não fazer uma festa, dilema comum de quem está na vibe de diminuir os gastos, rever valores e se concentrar na contagem regressiva para o término da construção em fim de nossa casa, imaginada, rascunhada, planejada junto à cria. Eu pensei; e Laura se alucinou em participar da criação! Inclusive mirabolou todos os detalhes do seu próprio quarto, cores, parede, porta, janela, aonde ela poderá ser astronauta, pirata, bailarina, princesa, ela mesma! Criar decretos, decorar seu mundo sem "gente grande" para dar razão à tudo.  Foi aí, que comecei a interpretar Laura e descobrir que a data, a busca por um tema, ou personagem, Snoop, Alice, Oz, Pooh, Frozen não era a busca perfeita. Nunca foi sobre um personagem, tema ou data querida, esse é só meio. É sobre nós, a data querida, não tem data, percebe; hoje é natal se assim a mamãe dizer, é sim! É sobre o fim; é o fim das coisas! No fim, o que  queremos ver? O que é que queremos ver? O aniversario de 6 anos da Laura foi dona de muitas pautas mentais nos últimos meses, não do jeito que eu queria. Garimpando o top cinco mil responsas que cabe ao mix de Mãe e Pai. Tentei procrastinar mas a aproximação é um fato. Então recriei minha lista de prioridades, e a mamãe se inspirou simplesmente em um único item. Que rufem os tambores... Calma, tem brigadeiro, cupcake, bolo sim senhor! Afinal a infância da Laura é a época para se celebrar! Fugindo totalmente do óbvio encontrando o verdadeiro sentindo para a data querida. Caraminholando... Dentro da minha maternidade, que me fez aprendente ensinante. Pensei... Pensa, em quem você ama... o seu motivo, o seu lugar, a sua casa. Em quem faz de ti o seu lar. Agora, hoje o proposito da data querida, é mais importante do que a data. Em pauta, o que mais me chama atenção que propósito se comemorará a "data". É mais importante das coisas. Incrível! O pessoal acha que meu olhar é distorcido. Eu, por certo, não saberei ensinate, dizer a Laura a importancia de tudo: alguém sabe? Eu só quero construir com a cria, o que for importante para botar dentro do nosso lar. Alinhando o olhar; 1° não ver limite nas coisas. Veio alguém e disse o que eu deveria. Que eu desestruturo as coisas. Eu desestruturou as coisas? Vejamos: eu estou sentada num lugar. Vem um e me tira do lugar. Tira o lugar em que eu estava sentada. Eu não fazia nada para que me tirassem daquele lugar. Eu nem atrapalhava a passagem de alguém. Ao retirar de mim o meu lugar, eu desaprumei. Ali havia uma mãe com sua cria. Veio uma palavra e retirou o olhar da mãe da cria. Agora eu pergunto: quem desestrutura as coisas? Fui eu e ela quem dá originalidade a data, coisa que juntas só a gente sabe fazer. Porém hoje há quem possa, eu convido a você a se engajar.  O que é  um privilégio! As coisas sem importância, sem data marcada, são bem vindas. Pois é assim que faremos a data querida, sem data, quando o dia chegar, o casa se aprontar. Convido-os a juntos redesenhar o sentido das coisas, significado. A obra, a casa, a data querida, o fim. Compor o que Laura trará na memória. Quero dar ciência dela. Uma criança; a criança me deu a semente que me foi regada por meus pais que me deram desprendimento das coisas. Quero falar do meu único item, da lista, do mix de mãe aprendente ensinante. Nunca foi sobre, nós, nem sobre o que devemos fazer, é sobre o amor. Eu aprendi com ele, ser disponível para sonhar. Seja com a nossa casa, com um sorriso de um filho, um olhar do outro. O verdadeiro parceiro de sempre o amor que me escreve. O meu colaborador desta memória inventada e doada a Laura e a você que assim desejar ajudar.
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021