Vaquinha / Outros / Dinheiro

Contribua com o Projeto de Vida da EFA Dom Fragoso

ID da vaquinha: 53291
Contribua com o Projeto de Vida da EFA Dom Fragoso
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 160,00
de
Meta
R$ 50.000,00
Apoiadores
3
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Corações Recebidos
  • Mensagens

A Escola Família Agrícola Dom Fragoso nasceu de um sonho que vem de longe. Desde a década de 1960, quando Dom Fragoso chegou à Diocese de Crateús-Ce, e deu início aos trabalhos da Comissão Pastoral da Terra - CPT, ajudando os lavradores a refletirem sobre suas práticas no campo. Nos anos de 1980, várias comunidades conquistaram a terra para morar e trabalhar, e então, dá início aos encontros nas áreas de assentamento, onde antes promovia a organização dos trabalhadores ainda na situação de conflitos agrários. E como resultado de um desses encontros, os lavradores apresentavam para a CPT a necessidade de mudança de suas práticas agrícolas.

“Bom, a gente conquistou a terra, a gente está agora no que é nosso. Mas a gente queria ajuda de vocês pra enfrentar um problema sério; nós estamos com as mesmas práticas, do tempo que a gente era morador. E os nossos filhos continuam deixando o campo para estudar na cidade. Então a gente gostaria de encontrar um jeito, não só para segurar os nossos filhos na roça, mas também ter uma relação diferente com a terra. (CPT, depoimento de Manoel Bezerra Machado, padre em Independência)”.

A experiência mostra que antes de começar a escola cria-se a entidade gestora denominada Associação Escola Família Agrícola de Independência (AEFAI). Segundo seu Estatuto, ela é uma entidade comunitária sem fins lucrativos, criada em 12 de novembro de 2001, já passados cerca de trinta anos do início do sonho que começou ser idealizado na década de 60, e torna-se possível no município de Independência, Ceara. Seus protagonistas são agricultores (as) familiares, trabalhadores (as) rurais, líderes comunitários, dirigentes sindicais e representantes da Comissão Pastoral da Terra (CPT) da Diocese de Crateús. Os objetivos da EFA Dom Fragoso, colocado em seu Projeto Político Pedagógico, são promover uma formação contextualizada e integral de jovens agricultores (as) camponês (as), buscando desenvolver o protagonismo juvenil e tecnologias apropriadas para a convivência com o semiárido do território Inhamuns-Crateús, na perspectiva do bem viver no sertão cearense.

Uma Escola pensada, exclusivamente, para jovens do campo. Que trabalha com a PEDAGOGIA DA ALTERNÂNCIA, procurando juntar a sabedoria prática com a teoria, a troca de saberes, possibilitando a interdisciplinaridade. São duas semanas na Escola e duas semanas com a Família, com a Comunidade, onde desenvolvem o Plano de Estudo, pesquisam, levantam os problemas e põem em prática as descobertas que vão fazendo. Ao final do 3º ano, são graduados(as) com a qualificação em Agropecuária, de nível médio, mediante apresentação de trabalho escrito, que retrata seu PVFC (Projeto de Vida da Família Camponesa), fruto do empenho prático do(a) educando(a) e sua família, que os levou a potencializar as unidades de produção familiar já existentes. Os cursos são reconhecidos pelo Conselho Estadual de Educação e pelo MEC.

Atualmente a EFA Dom Fragoso acolhe jovens de 18 municípios do Ceará (Ipueiras, Independência, Monsenhor Tabosa, Crateús, Nova Russas, Parambu, Santa Quitéria, Tamboril, Tauá, Quiterianópolis, Madalena, Quixeramobim, Pedra Branca, Canindé, Aracoiaba, Ocara, Chorozinho e Capistrano, esses jovens são de 46 localidades, destas: 16 assentamentos de reforma agrária, 04 aldeias indígenas e 26 comunidades.

A ASSOCIAÇÃO ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE INDEPENDÊNCIA, denominada pela sigla AEFAI, é a entidade mantenedora da Escola Família Agrícola (EFA) Dom Fragoso, para nosso funcionamento contamos com as doações das famílias associadas e parcerias com instituições governamentais, não-governamentais nacionais e internacionais.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.