Bactérias fixadoras de nitrogênio e o futuro da agricultura

ID da vaquinha: 200873
Bactérias fixadoras de nitrogênio e o futuro da agricultura
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 50.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

O solo é constituído por organismos microscópicos e macroscópicos que desempenham diferentes funções como a decomposição e mineralização da matéria orgânica, a ciclagem de nutrientes e a fixação biológica de nitrogênio (FBN), processos estes que garantem a manutenção e o equilíbrio no ecossistema terrestre (Moreira & Siqueira, 2006). O  potencial de utilização da FBN tem sido intensamente estudado devido ao fornecimento de nitrogênio, contribuindo assim para a sustentabilidade agrícola, onde os solos apresentam baixo nível de fertilidade, principalmente em regiões tropicais.

Os procariotos que realizam esse processo são denominados fixadores de nitrogênio (N2) ou diazotróficos, e o processo que mediam, a FBN. Esses procariotos estabelecem associação ou simbiose com espécies vegetais podendo fornecer o nitrogênio total ou parcial para o desenvolvimento da planta. Temos as bactérias associativas endofídicas facultativas do gênero Azospirillum que podem ser encontradas na rizosfera, interior das raízes, colmos e folhas.Bactérias desse gênero podem ainda contribuir para o crescimento vegetal por meio de produção do hormônio ácido-3-indolacético (AIA) (Reis Júnior et al.,2004).

Nesse contexto, este estudo terá como objetivo analisar a diversidade e o potencial de bactérias fixadoras de nitrogênio associadas à diferentes culturas, assim como fornecer subsídios para que alunos do ensino médio de escola pública possam se envolver no processo de inciação científica.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022