Associação solidarios

ID da vaquinha: 203777
Associação solidarios
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 10.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

QUEM SOMOS COM INICIO DE SUAS ATIVIDADES NO ANO DE 1998 DE FORMA INFORMAL A ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS SOLIDÁRIOS DE VILA TEREZINHA FOI OFICIALMENTE CRIADA EM 2000, E HOJE SE TORNANDO UMA DAS MAIS IMPORTANTES ONG DO BAIRRO DE VILA TEREZINHA, TEM O ORGULHO DE SER UM LOCAL ONDE OS BENEFICIADOS E SÓCIOS SE SENTEM BEM E ACOMODADOS TENDO O DIREITO DE FALAR AGIR E ATÉ MESMO COLOCAR SUAS OPINIÕES COM O LIVRE ARBÍTRIO TOTAL. SENDO ASSIM TEMOS CONOSCO HOJE CERCA DE 250, BENEFICIADOS RECEBENDO DOAÇÕES DO VIVA LEITE, ROUPAS, COMIDAS, AULAS DE DANÇA ENTRE OUTRAS ATIVIDADES SENDO TUDO FEITO COM A MAIOR SATISFAÇÃO E ORGULHO.

HISTORIA A breve historia da Associação de Vila Terezinha.  No período, de 1998 era um tempo onde tínhamos a possibilidade de termos mais acesso a projetos destinados há nosso bairro, tais como projetos sócios educativos, políticos entre outros. Onde também era bem mais fácil obter oque nós era preciso como, por exemplo, uma vaga na" escola, emprego, vaga em creche, cesta básica, consultas médicas etc. Ai dentro dessas mudanças em nosso país começou surgir muitas dificuldades, e com isso surge á ideia a de criar uma associação de moradores, e transformar nossa famosa favela em comunidade e com a possibilidade de trazer para dentro dela as oportunidades e projetos para melhoria de cada família que deixou tudo para trás com as dificuldades. Começamos nosso trabalho mais infelizmente o tempo foi curto, e nada era formalizado como deveria ser, ao certo e por falta de condições logo após dois anos de trabalho ai vieram às cobranças da comunidade e as dificuldades, em obter os pedidos que faziam para nós e não estávamos conseguindo suprir as necessidades da comunidade, pelo fato de precisar de papeis que não tínhamos condições, de pagar para fazer e tudo era recusado por precisar de ofícios e toda uma estrutura mais com isso se foi pegando conhecimento e já sabíamos como era eis ai que surge novamente a D.Maria Do Ganda minha (Mãe) que tinha muitos conhecimentos e por este motivo tinha livre acesso a tudo conseguia com políticos doações, com as escolas, os mercados de bairro. E ai começou a surgir empecilhos e ela ainda sim com força de vontade e humildade ainda tentou continuar com seus projetos e sua associação, mais para nossa surpresa; veio à doença aos 53 anos de idade uma diabetes em estagio avançado que fez com que, alguns membros fossem amputados e com ela as dificuldades e uma grande impossibilidade de dar continuidade em seu trabalho, com vários problemas ate de locomoção e de mesmo de conseguir pra ela as consultas e atendimento adequado e com isso o grande sonho dela ia ficando para, trás. E com todo isso aos 56 anos de idade minha mãe faleceu, eu Suzi Maria (Filha) do meio entro em cena por ter estado com minha mãe, a todo tempo antes e depois da doença e nesse choque mais querendo ver o sonho dela realizado no ano de 2000, me surgiu a ideia de criar oficialmente e como deveria uma associação de bairro, onde tudo que um dia teve sua barreiras seria uma grande porta aberta para todos sem restrições, e conseguiríamos obter tudo que fosse necessário para nosso trabalho caminhar, como era pra ter sido quando minha mãe era viva era apenas preparar os papeis levantar as mangas e leva-Ios a quem realmente pudesse me abrir uma porta as autoridades competentes, mais percebi que não seria tão fácil assim os problemas estavam apenas começando, tínhamos que esperar as respostas de vários ofícios enviados e muitos deles foram negados por não termos a estrutura que os doadores queriam eu sofria muito por que não conseguia entender a dificuldade das pessoas, em me ajudar com as doações para ajudar o próximo e isso me trazia um sofrimento imenso, por que sempre ouve a desigualdade social e o preconceito e tudo foi desbarrancando das minhas mãos, e com isso ainda com uma grande restrição consegui engatinhar com o trabalho que segui doando leite na comunidades, roupas e alguns alimentos isso foi de 2000 á 2007, mais eu não tinha mais como continuar sem um apoio devido ai não desisti apenas parei para que eu obtivesse força por que foi acontecendo muito, rápido e fui atrás de mais conhecimentos e amadurecimento para que fosse tudo diferente e fui percebendo que tem muitas dificuldades, e voluntários são muitos mais para que eles venham diante de nos temos que ter uma estrutura para que eles possam executar os trabalhos, e pra isso temos que trabalhar o triplo e se você não der o máximo de si você não consegue ajudar o próximo .SÓ que muitas pessoas nãos entendem que nós dentro de uma associação somos dependentes de doadores ai nos procuram e questionam não termos aqui oque eles precisavam naquele momento, ai eles achavam que temos plenos poderes, quando no fundo não é bem assim mais fazemos o possível para gerar uma mudança e obter aquilo que é necessário e ainda assim fica muita coisa pendente, e parei de uma vez com tudo por ser mãe solteira e ter quatro filhos, já não estava em condições de seguir em frente. Ai agora em 2014 os sonhos que estavam guardados voltam a ter uma esperança, apareceram pessoas que queria realmente me ajudar meu sobrinho sabendo que era meu sonho fazer toda papelada necessária desde ata ao estatuto, e em uma condição melhor que eu se prontificou a pagar tudo e os voluntários são poucos mais sabem de nossas condições e sabem também que nossa luta não é fácil, precisamos ter nossos espaços e todos nós somos corajosos e estamos unidos em um único objetivo fazer da Associação de Vila Terezinha uma segundo lar tanto para adultos como para crianças e adolescentes temos pessoas de boa índole pra isso temos capoeira, dança cigana, zumba ,dança do ventre, samba rock ,hip hop, futsal Fem. /masc, psicóloga, advogados é tudo de graça mais não temos estrutura e verba para manter tudo as doação de roupas e móveis que chegam pra nos mais temos as despesas que esta sendo custeada do nosso bolso, queremos e vamos chegar lá com força, coragem, foco e muito trabalho independente de classe social ou religião é fazer o bem sem olhar a quem é dar uma chance a quem acha que não vale tentar um recomeço é tirar a criançada das ruas das drogas pois onde moramos é fora do normal é, mostrar pra garotas que filho não é uma doenças mais aos doze anos ela pode estar fazendo uma aula ao invés de estar cuidando de um bebe em uma gravidez precoce ou uma doença sexualmente transmissível, fazer uma campanha de camisinha com ajuda do posto de saúde e entregar nos funks por ai e fazer com que todos vejam em nossa associação um recomeço ou um novo caminha fazer de meninos e meninas grandes homens e maravilhosas mulheres todos de valor com seu espaço conquistado sem tirar nada de ninguém queremos entrar na casa de cada um e do nosso jeito fazer parte da família onde eles tenham a certeza que podem recorrer a nós e nós temos a certeza de que teremos estrutura para receber a todos de braças abertos qualquer um que precisar sei, que não podemos mudar o mundo mais temos o poder de fazer a diferença nele com a contribuição de todos estamos hoje em pleno favor com as atividades e esperamos que tudo sai como planejamos e nossas conquistar se realize eu, estou me sentindo útil com viva sei que o sonho de minha amada mãe ainda não realizou e isso só irá acontecer quando cada coisa estiver em seu devido lugar e conquistar um espaço.

.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021