Vaquinha / Outros / Dinheiro

Angel - o anjo que perdeu suas asas

ID da vaquinha: 52191
Angel - o anjo que perdeu suas asas
URL copiada!
112%
Arrecadado
R$ 7.853,51
de
Meta
R$ 7.000,00
Apoiadores
61
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
Angel, Os pais morreram e sem mais ninguém que pudesse cuidar daquelas quatro crianças, todas foram parar num abrigo aqui no Rio. Eram quatro irmãos, uma adoção sempre muito complicada, porque eu nem preciso dizer que são pouquíssimos os adotantes que pensam em formar, numa tacada só, uma família tão grande. Mas os adotantes vieram. E vieram de longe. Um casal italiano ficou interessado nesses quatro irmãos e vieram até o Brasil para conhecê-los e levá-los para a Itália. Angel, aos 10 anos, não ficou estava confortável. Insegurança? Medo? Um rompimento de laços com o pessoal do abrigo? Não se sabe, mas as adoções tardias são sempre cheias de surpresas e ela teve uma reação que qualquer um de nós poderíamos ter, se tivéssemos passado a vida sem uma família que nos acolhe. Angel fugiu. Pulou o muro da instituição em que estava, e foi aí que sua vida se complicou. Angel, um anjo como sugere seu nome, tinha tudo para voar, mas perdeu as asas. E na queda ela ficou paraplégica, se machucou muito, ficou quase um ano internada, tomou muitos corticóides, passou por muitos momentos de dor. Saindo do hospital, voltou para o abrigo. Agora, aos 14 anos, sendo os 3 últimos numa cadeira de rodas, tem um sonho. Com os 15 anos batendo na porta fica fácil imaginar que sonho é esse. O pessoal do abrigo se mobilizou. Angel é muito querida por lá. Conseguiram um local pra fazer o festão, que deve ter 100 convidados. Os bombeiros, vejam só, devem fazer sua entrada na festa. Tem até príncipe, mas o castelo ainda não está pronto. Eles ganharam doces, salgadinhos e uma cake design (vejam só!) está desenhando e preparando o bolo. Falta parte da decoração, parte da comida, falta grana para pagar os 7 garçons que devem dar conta de servir o pessoal, falta refrigerante, falta iluminação, DJ e Som e um arranjo bonitinho para as 25 mesas. Fora isso, vocês podem imaginar o tamanho da carência de uma menina que passou grande parte da vida no abrigo deve ter. Então, o trato é o seguinte: se não conseguirmos o valor desejado, vamos fazer com o que conseguirmos. Se passar, vamos suprir outras necessidades que ela tem. Ah, mas como eu cheguei nessa história? Temos um outro personagem importante aqui, claro. A minha adoção aconteceu porque uma moça muito do bem chamada Silvana, que é advogada e que dedica a vida à histórias de adoção, ficou sabendo que tinha um PHzinho lá no interior de Minas procurando uma família. Ela postou a história num grupo online e cá estou eu com minha família. Qualquer quantia é bem-vinda, amigos. Quem não puder doar, compartilhe. Alguém vai doar. Vamos conseguir mais essa.No vakinha, as doações podem ser por cartão de crédito (que é o jeito mais fácil), ou por boleto, mas eles tem validade curtíssima, se não pagar logo, a doação não chega. Os 3 irmãos estão na Itália, não falam mais português e nem sabem do acidente. ...Aproveito para dar notícias sobre o Casamento d'Ela, a primeira vaquinha que fizemos aqui. Quebramos tantos recordes que virou matéria em jornal e tudo. Faltam 6 dias para o casamento. Um amigo que tem um dos melhores buffets do Rio chamou uma Cerimonialista estreladíssima e vai ser um casamento dos sonhos, mesmo!!! Está tudo lindíssimo. Dia 12 ela vai caminhar pelo tapete vermelho num vestido lindo, com sua filha como dama de honra e vai passar a lua de mel num lugar muito fofo. Pra quem sonhava só com um bolo de dois andares e nunca passou um fim de semana fora de casa, é a loteria. Vocês não tem noção dos sorrisos que eu tenho visto por aqui. Obrigado. 
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021