Ajude Miguel

ID da vaquinha: 8724
Ajude Miguel
Você não possui corações!
Clique aqui para comprar.
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 20.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens
O pequeno Miguel nasceu com uma síndrome raríssima, de Werdnig-Holffmann ou Amitrofia Espinhal Progressiva tipo I (degeneração progressiva dos motoneurônios inferiores na musculatura respiratória). A esperança de ver o filho bem é o que move o casal Samuel da Cunha e Laís Munique Alves Ribeiro: Miguel, de apenas seis meses, foi diagnosticado com Amiotrofia Muscular Espinhal (AME). Para continuar sonhando com melhores condições para o filho, os pais precisam de ajuda. Por isso foi criada nas redes sociais a campanha “Ajude Miguel”.

A cada dez mil crianças, uma nasce com a AME. A principal consequência da doença é o comprometimento no desenvolvimento do sistema respiratório, gerando maior dificuldade de deglutição e sucção - situação que provoca engasgos e regurgitação. Logo no primeiro mês de vida da criança, os pais perceberam que ele tinha dificuldade de erguer a cabeça e se engasgava com frequência. Mas só aos três meses o diagnóstico foi fechado por um neurologista.

Ao invés de congelarem diante da raridade do problema, os pais foram à luta e encontraram uma possibilidade de tratamento nos Estados Unidos. Hoje, o bebê está internado porque aguarda uma máscara de expansão torácica, que deveria ter sido dada pelo plano de saúde há 45 dias. A família já poderia ter ido para casa desde a semana passada. Mas, sem o equipamento, não haverá alta. A consulta da criança está marcada para o próximo dia 30, na Universidade Medical Center da Columbi, em Nova Iorque. O lugar é um dos poucos do mundo a fazer estudos em torno da doença.

Para chegar até a oportunidade, Laís, de 27 anos, a mãe do bebê, e Samuel, 33, o pai, precisaram juntar todos os documentos médicos, enviá-los e aguardar a resposta, que demorou meses para ser dada. Todos podem contribuir com a família de Miguel. As doações vão ajudar na manutenção nos Estados Unidos e na compra das passagens. Eles podem passar mais de 15 dias viajando. As contribuições podem ser feitas na poupança do Banco Itaú no nome de Miguel Alves Moura da Cunha. A agência é 8323 e a conta 22248-2/500.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2022