Ajude a pequena Julia

ID da vaquinha: 183589
Ajude a pequena Julia
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 15.000,00
Apoiadores
0
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

Então galera, estou postando novamente um pouco a trajetória que minha filha Júlia Gabrielle passou, que com apenas 2 meses já tinha sofrido tanto, tanto sofrimento.  Minha filha é vitoriosa.

Quantas vezes eu perdi a fé? Pensava em desistir de tudo?

Mais o amor de mãe se renovava a cada dia, a cada dia que eu via aquela princesinha, quantas vezes naquela sala de uti pensava em sair de lá correndo e nao tinha forças para voltar pois nao aguentava mais chorar e ver minha princesa naquela situação!  O quanto esse meu coração de mãe sofreu? Vendo uma bebezinha sofrendo tanto, e resistindo a tudo e mesmo assim com um sorriso no rosto. Foram 40 dias no hospital, 40 dias de dor, sofrimento. Vomitando e rejeitando o que mamava, chorando muito, ficando com fome toda hora pois nada parava no estômago. Foram exames atrás de exames, chegou ate fazer biópsia, quando veio o cirurgião falado que poderia ter que fazer um transplante de figado, e explicando sobre a espera de uma doação, meu coração disparou fiquei sem chão naquele momento, mais orei e pedi a Deus uma resposta, pois estava tudo nas mãos dele! Deus mais uma vez estava ali me levantando e colocando a mao na minha fillha para que não fosse nada grave.  Fizemos a tão biopsia e o resultado? Nao apareceu nada. 

Uffa me deu um alivio tão grande. 

Foram mais exames, ultrasson, exames de sangue quase todo dia, Enfim Julia teve alta e precisou de ter um acompanhamento medico MENSAL no HOSPITAL DAS CLINICAS EM BH, que é um hospital para doenças especializadas, nesse hospital Suspeitaram de erro inato do metabolismo (galactosemia) até que fizemos o exame, que incluse é de fora, e ficamos aguardando o resultado. 

E o resultado Realmente deu que Julia tem GALACTOSEMIA, essa doença é para o resto da vida, e tem que ser tratada com muito cuidado, quem tiver um tempinho para estar sendo um pouco sobre essa doença.

Júlia Gabrielle Pinto nascida no dia 09/03/2015 só adaptou com um leite que chamava NEOCAT LCP, quando teve alta estava tomando esse leite que custava em media R$: 170,00 uma lata de 400gr, e ela necessitava 19 latas por mês, até que fiz uma campanha no facebook e consegui varias doações desse leite, ela ficou com ele até +- 1 ano, e foi trocado para o leite que chama Aptamil soja 1, e depois para o Aptamil soja 2. Depois de um tempo a medica mudou para o leite que chama Milnutri Soja da Danone, que é o que ela toma ATUALMENTE.

Agradeço a Deus pois o leite que ela toma hoje é um pouco mais barato que o que ela estava tomando, só que os cuidados são os mesmos, e hoje esse leite custa na faixa de R$: 70,00, i é encontrado nas farmácias em geral. 

E como o outro leite NEOCAT eu não tinha conseguido nenhuma lata do GOVERNO, até hoje eu não consegui para esse leite MILNUTRI que é o que ela está tomando atualmente.

Eu estou lutando com todas as minhas forças e faço o que for preciso para ver minha pequena bem e saudável, estou compartilhando com vocês a historia da minha filha. Pois cada dia que passa, a situação complica. E realmente não é fácil, nós que somos mães sabemos.

Obrigada pra quem tirou um pouco do tempo para ler esse post e ler um desabafo de uma mãe que luta dia após dia pela vida, pela felicidade da minha princesa e lutarei mais, lutarei ate o fim. E tenho fé que Deus está conosco, nos ajudando e fortalecendo.

Mais informações esse é meu Whats: (031 97140-8960)

Estarei postando a foto da receita que ela estava tomando quando saiu do hospital e as fotos de quando ela nasceu, e a luta que ela passou no hospital, e estarei postando a foto do leite que ela toma atualmente. 

Peço que me ajudem compartilhando esse post. 

Que Deus abençoe vocês.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021