Ajuda humanitária a Madaya em Malasia

ID da vaquinha: 36120
Ajuda humanitária a Madaya em Malasia
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 75.000,00
Apoiadores
0
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

O nível de sofrimento imposto à cidade de Madaya, na Síria, a 25 km de Damasco, não tem precedentes na guerra civil do país, segundo a agência de refugiados da ONU.

A população foi sitiada e desprovida de alimentos e remédios, o que levou parte dos locais à fome - forçando muitos a se alimentar de terra e de animais de estimação.

"Nada se compara ao que vimos em Madaya", disse Sajjad Malik, representante da Acnur para a Síria, que visitou a cidade na segunda-feira. "Há pessoas em Madaya, mas não há vida. O que vimos por lá não deveria poder acontecer neste século."

Segundo a ONU, pelo menos 400 pessoas devem morrer em breve de doenças ou de fome, caso não sejam retiradas dali para receber tratamento.

"Temos que arranjar uma forma de chegar a um entendimento para retirar essas pessoas o mais depressa possível, para que possam receber tratamento médico. Se isso não acontecer, correm o risco de morrer de inanição ou por complicações de saúde", disse Stephan O’Brian, responsável pelas missões humanitárias das Nações Unidas.

Os primeiros carregamentos de ajuda humanitária conseguiram chegar a Madaya na segunda-feira, quando o Programa Alimentar da ONU levou suprimentos para cerca de 20 mil pessoas consumirem ao longo de um mês.

Mas milhares de moradores ainda necessitam de alimentos e remédios.

Madaya está tomada por grupos rebeldes que querem derrubar o ditador Bashar al-Assad, mas foi cercada por tropas governamentais.

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021