Vaquinha / Outros / Dinheiro

Ajuda ao colega Roger Morato

ID da vaquinha: 1671
Ajuda ao colega Roger Morato
0 coração recebido
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
106%
Arrecadado
R$ 5.815,00
de
Meta
R$ 5.500,00
Apoiadores
79
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Corações Recebidos
  • Mensagens
O Roger é colaborador do Depto. Comercial desde 2011. Em 2010 sofreu a amputação da perna esquerda e desde então usa uma prótese para locomoção. Em 2013 fez a troca de partes da prótese mas agora ela está bem danificada e machuca sua perna amputada. Por isso precisa desse valor para aquisição de uma nova prótese, de boa qualidade, que dure bastante tempo e que não o machuque e possa caminhar melhor. Vamos nos unir para arrecadar esse valor com URGÊNCIA pois ele está sofrendo para se locomover. Veja que a ferramenta desse site "Vakinha" é muito legal pois dispõe de Cartões e boleto para você realizar sua doação.Obs.: aumentamos o valor pois soubemos que assim ele poderá adquirir prótese de melhor qualidade. O VALOR GASTO COM A PRÓTESE SERÁ COMPROVADO COM NOTA FISCAL QUE ENVIAREMOS POR EMAIL AOS DOADORES.Breve história  do Roger:

O Roger nasceu com Mielomeningocele, uma doença grave que ataca a coluna vertebral e que apenas em média 1% das pessoas que nascem com esta deficiência consegue caminhar.

No caso do Roger, ele aprendeu a andar com dois anos, mesmo com o prognóstico dos médicos de que não seria capaz. 

Ao longo dos seus 26 anos, passou por 14 cirurgias, sendo que a última foi a de amputação da perna esquerda. Isso foi necessário devido à ferida no calcanhar que adquiriu em seu última emprego.A ferida sempre aberta, evoluiu para uma infecção grave que atingiu o osso. Sem perspectiva de cura, a única saída era a amputação. A cirurgia ocorreu no dia 10 de janeiro de 2011 e ao longo de 9 meses fez tratamento de fisiatria na AACD.

A indicação médica e o Atestado indicavam 12 meses de afastamento do trabalho. Mas a reação do Roger diante da amputação da perna foi de alegria pela alívio da dor constante que sentia antes da amputação e assim a  vontade de voltar à vida normal e de trabalhar, fez com que solicitasse alta antecipada do INSS no 9º mês. E foi assim que chegou à Perto para uma entrevista de trabalho e assumiu uma vaga no Depto. Comercial.

Agora está conosco há mais de 3 anos e logo que foi admitido ingressou em uma Universidade e hoje é formando do curso de Comércio Exterior.

Ele é sem dúvida um guerreiro, que ao contrário de queixar-se por sua condição, considera  que a amputação da perna representou a sua libertação para voltar a uma vida normal. É visível a todos que convivem com ele que é feliz com sua condição física, pelo que tem  e pelo que conquista, É dedicado e esforçado no que faz e acredita num futuro promissor e que só depende de sua atitude para vencer os desafios e crescer mais e mais.

 

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.