A mobília do AP115

ID da vaquinha: 198135
A mobília do AP115
COMPARTILHE ESTA VAQUINHA
URL copiada!
0%
Arrecadado
R$ 0,00
de
Meta
R$ 5.000,00
Apoiadores
0
Encerrada
  • Sobre
  • Novidades
  • Quem ajudou
  • Mensagens

A vinda dos 30 foi muito significante na minha vida, muita coisa mudou e tudo está uma doideira! (risos)

Começo contando para vocês como foi o meu trajeto desde janeiro de 2014...

Esse ano começou com uma notícia terrível sobre a saude da minha mãe. Ela havia descoberto um cancer e estava precisando de cuidados muito de perto. Nessa época eu morava em Ipanema e trabalhava em Copacabana e assim que soube do que estava acontecendo com ela, não pensei duas vezes, larguei tudo e fui me dedicar a cuidar da minha mãezinha. Me mudei para Jacarepaguá e saí do emprego em Copacabana para poder dar a atenção necessária ao tratamento dela, a condição da minha mãe no momento era tão delicada que sem minha ajuda ela não conseguia nem tomar banho sozinha. Foi realmente a maior barra que tive que segurar nessa vida! 

A mudança para Jacarépagua significou voltar para casa da minha mãe e também voltar a morar com ela e mais 2 irmãos e um sobrinho, num apartamento de 2 quartos que pertencia à nossa mãe.

Depois de algum tempo ela não resistiu e acabou falecendo... Com a ida dela, tudo que eu conhecia e acreditava foi colocado em análise. É aquele clichêzão que a gente respeita, não é?

Eu passei por um período bem difícil, estava em depressão. Mas a situação na minha casa não era favorável para mim, minha irmã chegou a dizer que eu tirei proveito da doença da nossa mãe para morar lá na casa dela sem contribuir com dinheiro.

Sem escolha, levantei minha cabeça e me esforcei o máximo que pude para sair de casa e procurar um emprego. 

Mamãe faleceu em maio de 2015 e em agosto do mesmo ano eu consegui voltar a trabalhar em uma vidraçaria.

Depois de um curto período de tempo pude me reestruturar minimamente e fui embora da casa que era da minha mãe que havia passado a ser da minha irmã. (ambos recebemos essa casa de herança, mas minha irmã não aceitou isso e por meio de muita briga, não me deixou outra escolha que sair de lá)

Algum tempo depois de começar a trabalhar, eu consegui sair de lá e ir para uma república. Essa foi a melhor decisão que tomei! Consegui manter minha mente tranquila e pude desenvolver um trabalho consistente que tem me ajudado a me manter até hoje.

Em fevereiro de 2016 eu resolvi aceitar uma oferta de trabalho na minha área, sou designer de interiores formado pelo Senac RJ e a 5 anos trabalho com móveis planejados. Adoro meu trabalho e estou crescendo no lugar que trabalho hoje.

Com isso, me senti seguro para sair de uma residência compartilhada e alugar meu próprio espaço. O AP115!

Estou muito feliz em poder morar num espaço só meu!

Agora é hora de mobiliar o meu espaço!

Hoje eu tenho as minhas roupas em duas malas e duas mochilas, um colchão antigo, um edredom, dois travesseiros, uma estante de ferro e um fogão usado que foi presente de uma colega de trabalho. 

Então preciso da ajuda da comunidade do Vakinha para dar conta desses gastos! Vocês podem?

Encerrada
AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.

Todos os direitos reservados. 2021