Cover georgette2
Thumb profilepic

Vakinha de
Christiane Moreira
Rio de Janeiro/RJ

3 mulheres da mesma família perderam tudo com as chuvas

ID da vaquinha: 539841

Copiar url:

Objetivo
R$ 28.400,00
Arrecadado
R$ 3.090,00
$ contribua

Você ficou preso no trânsito, seu filho não teve aula, as chuvas passaram e sua vida voltou ao normal, certo?! Para três mulheres da mesma família, Georgete e suas filhas Ana e Patrícia, a história foi bem diferente. Três casas, em localidades diferentes e em comum muita lama, esgoto, bichos peçonhentos e momentos de terror. Tristeza em perder o que foi conquistado com tanta dificuldade!

Criada em
14/04/2019
Encerra em
13/07/2019

Esta é a primeira Vaquinha que eu crio e conto com a solidariedade de todos os amigos e amigos dos amigos para alcançarmos a meta! Doe quanto puder, mas principalmente compartilhe nas suas redes e assim poderá ajudar ao menos uma família seriamente afetada pelas chuvas. 

Eu tenho uma ligação direta com esta família, Georgete, a matriarca trabalhou na minha casa como cozinheira e hoje está aposentada. Ana foi babá da minha filha e até hoje me ajuda, precisou voltar a fazer diárias para complementar a renda, pois o trabalho como podóloga já não paga mais as contas e Patrícia, mãe de 5 filhos não trabalhou aqui, mas uma das filhas sim, fazendo diárias como passadeira. O irmão, Rômulo trabalha conosco, não foi afetado pelas chuvas e deu todo suporte possível à mãe e às irmãs.

Georgette, Patrícia e Ana

Mas e agora? Como reconstruir tudo do zero? Quando as contas mal fecham no final do mês para as necessidades básicas? Eu abri meu armário e fiz uma limpa, para ao menos elas terem roupas limpas para vestir, pois a maioria foi jogada fora por conta da lama e contaminação com esgoto. 

Georgete mora em Vargem Pequena, na comunidade que fica em frente ao Posto de Saúde, lá sempre enche com as chuvas, do lado esquerdo é ainda pior, pois tem um pântano. Ela mora do lado direito, onde construiu sua casinha com muita dificuldade. Uma parte ela fez elevada, mas outra parte não, pois encarecia a obra, e esta parte alagou completamente! E lá se foram as camas, o armário, sofá, geladeira, máquina de lavar, fogão, bem como roupas de cama e banho. Por sorte sua casa tem 2 andares e ela se abrigou no 2o. piso, ficou ilhada por alguns dias pois a água demorou muito para baixar. Água, lama, esgoto e muita sujeira! Aposentada e criando alguns netos, não tem condições de comprar o que perdeu.

Ana mora também em Vargem Pequena, no Fontella, em uma quitinete no térreo de um prédio simples, que ela mobiliou e decorou com todo capricho, com o dinheiro do seu trabalho como podóloga, antes da crise que afastou a clientela! Ela acordou de madrugada com um barulho estranho, mas voltou a dormir, depois acordou novamente e quando desceu da cama já estava com a água no joelho! O laptop usado no estudo da véspera estava boiando, junto com o material de podologia e o kit de enfermagem recém adquirido para o curso que iniciou este ano. Desesperada, tentou salvar o que podia e com muita dificuldade abriu a porta para chamar a vizinha de frente, que não tinha despertado! O pavor aumentou quando ela viu duas cobras se aproximando! Uma delas entrou na casa e ela se refugiou no encosto do sofá e ali ficou por 3 horas, apavorada vendo aquele bicho peçonhento, grande e escuro, nadando de um lado para o outro! Até hoje ela não dorme direito, com pavor da cobra! De manhã cedo alguns amigos apareceram para resgatá-la, depois voltou a chover e a água chegou a subir mais 1 metro! Além do que a mãe perdeu, como cama, geladeira, etc. lá se foram os móveis da sala e da cozinha. 

Patrícia se mudou de Vargem para Santa Cruz, onde conseguiu finalmente comprar sua tão sonhada casa, mas ela nunca imaginaria que se transformaria em um pesadelo! Morando ela e uma das filhas, por sorte o filho voltou para casa pouco tempo antes das chuvas, pois sem ele, elas teriam morrido! Sim! Pois lá a água subiu muito rápido e ficou impossível de sair caminhando. Como elas não sabem nadar, o filho as resgatou levando-as nas costas, nadando! Eles ficaram literalmente com a roupa do corpo, dormindo em abrigos e perderam tudo o que tinham, não sobrou nem uma peça de roupa! 

Para chegar neste valor de R$ 27.000,00 eu pesquisei no site das Casas Bahia os valores dos itens, a saber:

Georgete: 2 camas = 400,00, 2 colchões = 600,00, armário = 1.000,00, sofá = 600,00, geladeira = 2.000,00, máquina de lavar = 1.200,00, fogão = 400,00, roupas de cama, toalhas, roupas íntimas = 300,00 - TOTAL 1 = 6.500,00

Ana: 1 cama = 200,00, 1 colchão = 300,00, armário = 1.000,00, sofá = 600,00, mesa com 4 cadeiras = 400,00, armário de cozinha = 400,00, geladeira = 2.000,00, máquina de lavar = 1.200,00, roupas de cama, toalhas, roupas íntimas = 200,00, kit de enfermagem = 600,00, máquina de podologia = 680,00, laptop = 1.200,00 - TOTAL 2 = 8.780,00

Patrícia: 3 camas = 600,00, 3 colchões = 900,00, 2 armários = 2.000,00, sofá = 600,00, mesa com 4 cadeiras = 400,00, armário de cozinha = 400,00, geladeira = 2.000,00, máquina de lavar = 1.200,00, fogão = 400,00, roupas de cama, toalhas, roupas íntimas = 500,00 - TOTAL 3 = 9.000,00

TOTAL 1 + 2 + 3 = 24.280 + 10% de "gordura" e 7% das taxas do site = 28,400,00 (valor arredondado)

$ contribua

Novidades (1)

Christiane Moreira publicou em 16 de Abril de 2019:

A Patrícia, que estava em um abrigo na igreja, conseguiu uma casa emprestada! Porém não tem nenhum móvel, então hoje eu comprei no meu cartão 2 camas nas Casas Bahia para entregar lá. Obrigada à todos que contribuíram!

Quem ajudou (45)

  • Paula Bentes
    em 17 de Abril de 2019

  • Michelle Alves Peixoto
    em 17 de Abril de 2019

  • Jacque Pires
    em 17 de Abril de 2019

  • Rafael Orlandi
    em 17 de Abril de 2019

  • anônimo
    em 16 de Abril de 2019

  • Marcelo Mesquita Rochebois Campello
    em 16 de Abril de 2019

  • Luana Rodrigues
    em 16 de Abril de 2019

  • Christiano Morikawa
    em 16 de Abril de 2019

Denuncie

É necessário estar identificado para fazer uma denúncia. Registre-se ou faça login.

AVISO LEGAL: O texto e as imagens incluídos nessa página são de única e exclusiva responsabilidade do criador da vaquinha e não representam a opinião ou endosso da plataforma Vakinha.